Incrível
Incrível

20 Hábitos de passageiros que passam longe das regras de conduta no transporte público

Usar o transporte público faz parte do dia a dia da maioria das pessoas. Só que nesse tipo de condução, às vezes, nos deparamos com comportamentos indelicados de alguns passageiros que impedem a entrada ou saída das pessoas ao redor, batem nos outros com mochilas pesadas, ocupam assentos com sacolas, entre outros.

Nós, do Incrível.club, decidimos relembrar alguns hábitos de passageiros, que podem ser considerados mal-educados ou rudes.

Não segurar a porta atrás de você ao entrar na estação

Algumas estações de metrô possuem portas de entrada pesadas (ou até modelos de porta vai e vem) que, se não seguradas pela pessoa que acabou de entrar, podem bater com tudo em quem estiver atrás. Há quem não pense nisso, colocando outras literalmente em risco. Esse simples ato não é só uma gentileza, como também pode evitar problemas mais sérios.

Entrar no transporte sem deixar as pessoas saírem primeiro

Frequentemente, quando um ônibus ou trem se aproxima, vemos algumas pessoas entrarem rapidamente na condução sem esperar que os passageiros de dentro saiam. Tal comportamento, além de indelicado, é impraticável, pois o fluxo de pessoas que sai pode simplesmente empurrar para longe da porta e até derrubar quem quer entrar.

Manter mochilas e bolsas grandes nos ombros

Manter as mochilas nas costas e bolsas grandes penduradas nos ombros pode ser um verdadeiro incômodo para outros passageiros ao redor, uma vez que interferem na passagem e podem acidentalmente bater nos outros durante as paradas ou freadas.

Ficar próximo da porta sem a intenção de descer na próxima parada

Há momentos em que você só precisa de duas ou três paradas para sair, portanto fica próximo da porta em vez de tentar procurar um lugar para se sentar. No entanto, é melhor não impedir a entrada e saída dos outros. Sente-se em um assento vazio ou afaste-se da porta.

Empurrar pessoas para a saída em vez de educadamente pedir para se afastarem

Há momentos em que é preciso descer na próxima parada, mas a condução está tão lotada que você nem sequer consegue se mover. Em vez de perguntar delicadamente aos que estão próximos da porta se vão sair na próxima e trocar de lugar com eles, algumas pessoas começam a empurrar com força na tentativa de abrir caminho para a saída.

Xeretar os celulares ou livros de outras pessoas

Muitas pessoas hoje estão acostumadas a se entreter no transporte público com seus gadgets ou livros. Só que a curiosidade de alguns passageiros supera o respeito ao espaço pessoal e à privacidade do outro. Ninguém gosta quando alguém bisbilhota seu celular ou lê com você seu livro na condução. Porém, isso acontece com bastante frequência.

Deixar de usar fones de ouvido

Alguns passageiros parecem se sentir tão confiantes quanto ao seu gosto musical ou à qualidade do conteúdo a que assistem que sentem a necessidade de compartilhá-lo com os outros ao redor. Entretanto, ao deixar de usar fones de ouvido e assistir a filmes ou ouvir música pelo alto-falante de seus aparelhos, tais pessoas correm o risco de serem mal-compreendidas por seus companheiros de viagem.

Sentar com as pernas afastadas ou muito esticadas

A fisiologia de todos é diferente, não há como evitar isso. Porém, o espaço no transporte público é geralmente escasso e aqueles que abrem muito as pernas ou as deixam esticadas, esquecem que não estão sozinhos e perturbam outros passageiros.

Comer no transporte público

Se estamos falando de uma viagem de longa distância ou um voo internacional, você não deve deixar de comer um lanche ou refeição. Mas algumas pessoas parecem não fazer o mínimo de esforço para evitar comer durante viagens curtas e esperar para se alimentar fora do transporte público. Muitas vezes pode acontecer de, durante uma frenagem repentina, a comida acabar caindo no coitado do passageiro ao lado. Sempre que possível, adie sua refeição.

Não se segurar no corrimão e apoio do transporte

Não se trata apenas da necessidade de seguir as regras de segurança ou de mostrar autoconfiança ao se manter em pé sem apoios. Ao segurar o corrimão no transporte, o passageiro também demonstra que respeita os outros e não pensa só em si mesmo. É muito fácil perder o equilíbrio durante uma frenagem repentina. E agarrar-se aos outros para evitar cair é no mínimo inconsequente.

Deixar o cabelo comprido voando nas pessoas

Garotas e rapazes andam de transporte público com seus longos cabelos soltos, muitas vezes até os penteiam dentro da condução. Além de ser um pouco anti-higiênico, cria transtornos para os outros. Afinal, o cabelo, especialmente com o transporte lotado, pode ficar batendo no rosto de outra pessoa.

Ocupar assentos extras com pertences

Frequentemente acontece de não haver muitos lugares vazios no vagão do metrô ou no ônibus e alguns passageiros colocarem suas bolsas e sacolas no assento ao lado. Isso deve ser evitado quando o transporte estiver cheio. Se não consegue carregar seus pertences na mão, é melhor colocá-los no chão e ceder espaço aos passageiros.

Sacudir o guarda-chuva dentro do transporte público

Alguns passageiros parecem esquecer que há outras pessoas ao redor e sacodem seus guarda-chuvas molhados dentro do transporte público, espalhando gotículas de água por toda a parte. Isso é extremamente desagradável. Portanto, aqueles que estão familiarizados com as regras de etiqueta fecham o guarda-chuva com antecedência e o colocam para baixo, para que a água escorra no chão. É ainda melhor cobri-lo com uma capa especial.

Falar em voz alta no celular

Aqueles que, entediados durante uma viagem no transporte público, conversam alto ao celular, às vezes até revelando detalhes pessoais, aparentemente não se importam com as pessoas ao seu redor. Ao andar de transporte público, é melhor se comunicar por meio de mensagens e não incomodar os outros. Claro, se a chamada for urgente e importante, você pode atendê-la, mas deve tentar encerrá-la o quanto antes.

Encostar-se no corrimão vertical

Há pessoas que acabam tirando ambas as mãos do corrimão, para escrever uma mensagem de texto ou simplesmente mexer no celular, e decidem apoiar-se com as costas no corrimão vertical. Tal comportamento provavelmente não agradará a outros passageiros, sobretudo os de baixa estatura que, além não terem acesso ao corrimão vertical, também não alcançam as alças suspensas no teto. Há uma alta probabilidade de que, ao frear, muitos caiam uns sobre os outros e se machuquem.

Permitir que a criança fique de pé no assento

Não é uma boa ideia permitir que uma criança fique de pé no assento e, pior ainda, que pule nele. Isso não só pode manchar o estofamento como também impossibilita que outros passageiros se sentem no assento sujo. Além disso, a criança pode se machucar, em caso de uma frenagem repentina. Se seu filho quer subir no banco para tentar alcançar a janela, é melhor colocá-lo no colo. Assim ele terá uma boa vista da paisagem, permanecerá seguro e não perturbará outros passageiros.

Não ceder lugar a uma gestante

Para não prejudicar acidentalmente uma grávida em um transporte lotado, é indicado ceder a ela um assento. Assim, ela não terá de se preocupar com sua própria segurança e não se esbarrará com outros passageiros na condução.

Contar troco na entrada do transporte

Não há nada de errado com o fato de o passageiro, ao entrar no transporte, começar a contar dinheiro para pagar a passagem. Nesse caso, é melhor não ficar na porta, impedindo que outros entrem. Para evitar que isso aconteça, entre no veículo e, se houver lugar livre, sente-se para contar o dinheiro com calma e não irritar os outros. Melhor ainda, separe o dinheiro da passagem com antecedência.

Deixar lixo para trás

É proibido jogar lixo no transporte. Se acontecer de alguns pedaços de papel caírem do seu bolso, você deve pegá-los. Mas somente depois que o ônibus parar, para não correr o risco de machucar a si mesmo ou os outros.

Falar alto com seus amigos

As conversas são especialmente incômodas se ocorrerem entre várias pessoas que estão espalhadas pelo transporte. É melhor que grupos de amigos animados deixem suas conversas para outro lugar para não incomodar os passageiros. Mas se mesmo assim ainda quiser conversar, então que seja em voz baixa e com quem estiver ao seu lado.

Quais péssimos hábitos entre os citados te incomodam mais no transporte público? Adicionaria outro na lista?

Incrível/Gente/20 Hábitos de passageiros que passam longe das regras de conduta no transporte público
Compartilhar este artigo