Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração
Incrível

15 Invenções que levam o nome de seus criadores

A vida moderna é um verdadeiro desafio, mas é possível aproveitá-la melhor graças a todos os inventores que se dedicaram a criar mecanismos para torná-la mais agradável e segura. Diversos cientistas notáveis ou até pessoas comuns conseguiram deixar seu legado para história, com invenções que vão desde o processo de pasteurização, um mecanismo para melhorar a fotografia, até o sistema braille. E o curioso é que algumas dessas descobertas levam o nome de seus criadores.

Hoje, o Incrível.club traz neste post uma lista de coisas que fazem parte da nossa vida cotidiana e que receberam o nome de seus inventores. Boa leitura!

1. Salada Caesar

A salada Caesar foi criada em Tijuana, no México, pelo dono de um restaurante e chef italiano Caesar Cardini. Consiste em uma mistura de alface romana e croutons com suco de limão, azeite, ovo, molho inglês, anchovas, alho, mostarda, queijo parmesão e pimenta do reino.

2. Pasteurização

O processo de pasteurização conhecido hoje está fortemente ligado aos produtos lácteos, no entanto, foi criado pela indústria do vinho para preservar a bebida por mais tempo. Seu criador, Louis Pasteur demonstrou com esse processo que, com o aquecimento de líquidos selados, era possível controlar o processo de fermentação. Assim, seu nome ficou para a história.

3. Zeppelin

O zeppelin (ou zepelim) era um tipo de dirigível feito com uma estrutura rígida, que dependia da pressão interna do gás hélio para voar. O inventor alemão Ferdinand von Zeppelin o patenteou em 1895 e criou uma empresa lucrativa com seu nome. O zeppelin era capaz de realizar voos transatlânticos.

4. Jacuzzi

Jacuzzi já era o nome de uma empresa familiar que fabricava aviões e bombas hidráulicas, mas foi somente por Candido Jacuzzi ter decidido conectar pequenas bombas de ar à banheira da sua casa, que seu sobrenome entrou para a história. Hoje existem vários tipos de banheiras de hidromassagem, mas a invenção continua sendo chamada de Jacuzzi.

5. Daguerreótipo

daguerreótipo foi a primeira tentativa de levar a fotografia às pessoas comuns. Foi desenvolvido em 1839 por Louis Daguerre (a foto acima é um daguerreótipo de Daguerre). As imagens eram impressas diretamente em uma placa de prata, de cobre ou de outro metal com um banho de prata, formando uma superfície espelhada.

6. Galvanização

O processo de galvanização consiste em cobrir um metal com outro, identificando suas cargas elétricas e é amplamente utilizado em tubulações. Além do processo de galvanização, as células galvânicas, o galvanômetro e uma cratera da Lua também levam o nome do seu inventor Luigi Galvani.

7. Balão de Erlenmeyer

É um dos recipientes amplamente utilizados na química, devido à sua versatilidade e por poder ser utilizado em vários procedimentos que requerem aquecimento prolongado. Foi inventado em 1861 por Emil Erlenmeyer, um químico que possui várias descobertas na disciplina da química orgânica.

8. Quinqué

Essa invenção tem uma particularidade, seu nome muda dependendo do idioma. Para quase todo mundo, trata-se de uma lâmpada de Argand, pois foi inventada pelo físico suíço Aimé Argand. No entanto, depois de realizar algumas melhorias em 1783, Antoine Quinquet introduziu a invenção na França sob seu nome, ficando conhecida também como quinqué.

9. Bico de Bunsen

Em 1857, Robert Bunsen criou um jeito muito simples e prático de transmitir calor de maneira eficiente e ajustável. A invenção é amplamente usada em laboratórios e utiliza a mistura de gases inflamáveis ​​com a regulação da entrada de ar.

10. Papanicolau

Essa é uma das invenções que mais salvou vidas, pois consiste em um teste precoce para detecção de câncer. O médico grego Georgios Papanicolaou foi pioneiro na citologia, fornecendo um recurso valioso para a humanidade.

11. Salada Cobb

salada Cobb, muito popular em Hollywood, foi criada em 1937, no restaurante Brown Derby. Robert H. Cobb preparou esse prato despretensiosamente, mas logo ele se tornou muito popular na Califórnia e precisou ser incluído no cardápio.

12. Saxofone

Esse instrumento foi inventado por Adolphe Sax, no início da década de 1840, que era um fabricante bem-sucedido de instrumentos musicais. A ascensão do saxofone viria quase um século depois com o surgimento do jazz, em 1920.

13. Braille

O sistema braille (ou braile) foi criado no século XIX por Louis Braille. Os caracteres braille eram pequenos blocos retangulares, chamados de células, que contêm minúsculas protuberâncias palpáveis, chamadas de pontos levantados. O número e a disposição desses pontos distinguem os caracteres uns dos outros. É um sistema tátil e eficiente de leitura e escrita, e é por isso que tem sido usado por pessoas cegas ou com pouca visão. Hoje, é utilizado no mundo todo pelos principais sistemas de transporte.

14. Lente Petzval

Antes era muito difícil tirar fotografias por ser necessário longos períodos de exposição, e sem se mexer. Mas isso aconteceu até a invenção das lentes Petzval, criadas pelo matemático húngaro Joseph Maximilian Petzval. Graças a elas, foi possível reduzir o tempo de exposição em um terço.

15. Teremim

O teremim (ou theremin) é o primeiro instrumento musical eletrônico simples. O criador, Léon Theremin, o patenteou em 1928. O instrumento é controlado por meio de duas antenas de metal, que percebem a posição das mãos do músico e controlam osciladores de frequência e a amplitude (volume), de forma que não é preciso tocar no instrumento. Os sinais elétricos do teremim são amplificados e enviados para um alto-falante.

Bônus: raios X

O caso dos raios X é curioso, porque foram inicialmente chamados de “X”, em alusão à sua origem desconhecida. Posteriormente, Wilhelm Conrad Röntgen ganhou o Prêmio Nobel e passou a chamá-los de raios Röntgen, mas o nome inicial continuou a fazer mais sentido para o público.

Você gostaria que alguma invenção levasse o seu nome? Conhecia alguma dessas descobertas? Já tinha visto um teremim? Deixe sua opinião nos comentários.

Compartilhar este artigo