12 Sinais de que a frase “antigamente era melhor” finalmente pode estar se tornando obsoleta

Algumas pessoas dizem que antigamente as coisas eram melhores: a grama era mais verde, e a vida, de uma certa forma, mais simples. A nostalgia dos velhos tempos é sempre bem-vinda, mas isso não significa que o presente não pode ser tão bom quanto ou até melhor. Hoje, vivemos na era do desenvolvimento tecnológico, o que tem um impacto positivo não apenas na sociedade, mas também na natureza.

Incrível.club selecionou 12 mudanças positivas, que ocorreram não há muito tempo ou estão ocorrendo agora mesmo. Por isso, confira abaixo!

1. O turismo espacial está mais próximo do que nunca

De acordo com previsões, o volume do mercado de turismo espacial atingirá três bilhões de dólares (aproximadamente 15,2 bilhões de reais) até 2030. Diversas empresas estão concorrendo entre si no envio de turistas ao Espaço, e a empresa de Elon Musk, a SpaceX, está entre elas.

Algumas viagens bem-sucedidas ocorreram nos anos 2000, mas, até pouco tempo, o turismo espacial havia sido praticamente esquecido. Na segunda metade de 2021, novas viagens já estão sendo planejadas: serão enviados ao Espaço empresários, filantropos, cientistas e médicos. Quem sabe, daqui a dez anos, pessoas comuns poderão ter a oportunidade de fazer uma viagem em uma nave espacial para visitar a Lua nos fins de semana?

2. Estão sendo desenvolvidas tecnologias que literalmente darão um upgrade no nosso cérebro

O projeto Neuralink de Elon Musk propõe a implantação de um microchip, capaz de criar uma conexão entre o cérebro humano e um computador. No futuro, poderá ajudar a tratar doenças como o Parkinson e até mesmo proporcionar tato às próteses de membros inferiores e superiores.

Além disso, a Neuralink tem o potencial de ajudar pessoas que sofrem de ansiedade e depressão, que, muitas vezes, simplesmente não conseguem sair de casa. De acordo com Elon Musk, o chip aliviará a condição da pessoa de modo que ela possa, ao menos, começar um tratamento.

3. Cientistas já conseguiram cultivar um dente humano

As próteses dentárias têm uma extensa e rica história. Há muito tempo, as pessoas usavam marfim, cera de abelha e até madeira para substituir dentes perdidos. Atualmente, são utilizados materiais mais modernos, que ainda são alternativas artificiais — fixados por meio de uma estrutura complexa.

Recentemente, contudo, cientistas conseguiram cultivar um dente biológico que possui alto nível de adaptabilidade ao corpo humano. Os chamados bioimplantes são os mais próximos aos dentes naturais no que diz respeito à estrutura — e esse é um enorme avanço no ramo das próteses. Além do mais, essa tecnologia também torna possível o cultivo do esmalte dos dentes.

4. A oftalmologia também não fica para trás

Há pouco tempo, oftalmologistas de Cheboksary, na Rússia, inventaram uma prótese da íris do olho com uma lente artificial que ajudará na reabilitação de pessoas que tenham sofrido algum tipo de trauma ocular. Essa invenção única já foi patenteada nos Estados Unidos sob o nome de “Diafragma irido-cristaliniano” e está na fase de testes.

Outras invenções também sobressaem: por exemplo, os óculos autoajustáveis. Pessoas com hipermetropia poderão ajustar o mesmo par de óculos, em vez de usar vários pares diferentes para leitura, caminhada etc.

5. Os pandas-gigantes não são mais uma espécie em perigo de extinção

Os pandas-gigantes — uma espécie ameaçada de extinção há muito tempo — foram reclassificados, passando de “em perigo de extinção” para “vulneráveis”. Embora a espécie ainda esteja ameaçada, as pessoas estão aos poucos revertendo a situação. Graças aos santuários, o número de pandas está aumentando gradualmente.

6. Há mais árvores no mundo hoje do que havia 100 anos atrás

É coerente pressupor que o desmatamento e os incêndios florestais em larga escala reduzem intensamente a porcentagem de árvores no Planeta. No entanto, apesar dos desastres naturais e da ação humana, há muito mais árvores na Terra hoje do que havia 100 anos atrás. Durante todo esse período, seu número aumentou em 400%.

7. Teremos trens de alta velocidade

A empresa Virgin Hyperloop está prestes a realizar uma revolução no âmbito dos meios de transporte. Hoje, já estão sendo testados trens de passageiros de alta velocidade, que serão capazes de atingir até 1.200 km/h.

Tais trens circularão em túneis a vácuo. De acordo com algumas previsões, a Virgin Hyperloop entrará no mercado global até 2027.

8. Empresas estão desenvolvendo o plástico biodegradável

Há bastante tempo, cientistas soaram o alarme acerca dos resíduos de plástico que se depositam nos oceanos. Até 12,7 milhões de toneladas de plástico vão parar na água a cada ano — os níveis de poluição são surpreendentes. Esse é um problema que precisa ser combatido em nível global, não apenas por meio de grupos de ativismo isolados.

Greenpeace já está realizando testes em busca de desenvolver um plástico biodegradável: é feito a partir da cana-de-açúcar e é muito mais fácil de reciclar.

Outros institutos seguiram o exemplo: cientistas da Universidade Estadual de Astrakhan desenvolveram uma película alimentícia a partir de gelatina; e uma empresa finlandesa lançou uma produção de canudos a partir de madeira reciclada.

9. A impressão em 3D já é uma realidade nas indústrias médica e alimentícia

As impressoras 3D não são mais vistas como uma supernovidade, mas a maioria das pessoas ainda não tem ideia do que esses equipamentos são capazes de fazer. Enquanto isso, o avanço da tecnologia desse ramo foi tão grande, que hoje já é possível produzir carne sem o uso de produtos animais.

Também há uma aplicação para a área de Medicina. Um médico pode, por exemplo, criar uma cópia exata da coluna vertebral de um paciente a fim de planejar uma cirurgia complexa; ou desenvolver a prótese de um membro em dimensões perfeitamente apropriadas.

10. Viagens virtuais serão úteis quando não for possível viajar na vida real

Quando não for possível ver um ponto turístico ao vivo e em cores, você pode listar as fotos na Internet ou imergir em um tour virtual. Com a tecnologia de RV, você coloca um capacete, que lhe permite viajar a qualquer lugar do Planeta, ou até mesmo fora dele.

Até agora, no entanto, a realidade virtual não nos permite sentir cheiros nem a brisa do mar batendo nos cabelos, mas tudo indica que esses obstáculos serão ultrapassados muito em breve.

11. A inteligência artificial atingiu níveis não antes previstos

Mais de uma vez já foi dito que a IA é capaz de vencer os campeões de xadrez em tempo recorde. No entanto, há pouco tempo, a própria máquina se superou: uma inteligência artificial conseguiu vencer um dos maiores campeões no jogo chinês Go.

Até recentemente, Go era o único jogo em que os humanos venciam as máquinas de alta inteligência. Após essa vitória do computador, o campeão coreano Lee Sedol encerrou sua carreira com as palavras: “Agora há uma entidade que não pode ser vencida”.

O desenvolvimento da IA ajudará a automatizar muitas áreas de produção: atividades que antes necessitavam de recursos humanos, hoje poderão ser realizadas por robôs. Embora haja um medo generalizado de que a IA poderá retardar a humanidade, o avanço nesse ramo irá, pelo contrário, gerar novas profissões e empregos.

12. A medicina reprodutiva está dando grandes passos

Antigamente, quando o médico falava sobre a infertilidade de uma mulher, suas palavras eram tomadas como um veredicto. Isso era verdade até 1978, ou, para ser mais preciso, até a primeira aplicação bem-sucedida de FIV, ou fertilização in vitro.

Com essa tecnologia, mais de oito milhões de crianças nasceram no mundo, e a infertilidade diagnosticada, assim como a idade avançada, antes consideradas critérios de não reprodução, não são mais tão decisivas assim.

Há alguma outra tecnologia ou invenção que podemos ter esquecido? O que você poderia acrescentar à nossa lista de boas notícias? Comente!

Compartilhar este artigo