Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

10 Mostras de que Angelina Jolie tem um coração de ouro

113-
31k

Além de atriz e cineasta, Angelina Jolie é conhecida por seus esforços humanitários e pela promoção de várias causas, entre elas, a conservação ambiental, a educação e os direitos das mulheres e a defesa em favor dos refugiados. Há mais ou menos 20 anos a atriz começou a se interessar por projetos relacionados à conservação ambiental e pelos direitos humanos. Desde então participa de ações ligadas à redução da pobreza. Mas não pense que ela vive apenas para o trabalho. Angelina é também uma mãe muito amorosa e principalmente muito presente na vida dos filhos.

Nós, do Incrível.club, admiramos o trabalho da atriz e hoje queremos contar um pouco mais sobre a história dessa mulher que não se cansa de lutar por um mundo melhor.

Tudo começou com Lara Croft

No ano 2000, Angelina Jolie foi ao Camboja para gravar cenas do filme Lara Croft: Tomb Raider. O país passava por uma crise humanitária na época e aquela realidade deixou a atriz muito impactada. Preocupada com o que viu, ela começou a pesquisar outros lugares que também viviam crises com refugiados. E foi então que percebeu que precisava fazer alguma coisa. Visitou mais de 30 países, ofereceu ajuda humanitária e doou muito dinheiro, ações que contribuíram para a sua nomeação como ’Enviada Especial’ para o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR).

O amor pela natureza e pela humanidade

Angelina adotou seu primeiro filho em um orfanato no próprio Camboja. Para que ele não perdesse a conexão com seu país de origem ela decidiu comprar uma casa no país asiático. O problema é que a casa ficava ao lado do Parque Nacional Samlout, uma região cheia de caçadores ilegais de espécies ameaçadas de extinção. A solução encontrada foi comprar 60 mil hectares do parque e criar uma bela reserva natural. O projeto foi chamado de Projeto Maddox Jolie, hoje conhecido como Fundação Maddox Jolie-Pitt.

As ações da atriz não passaram despercebidas pelo governo do Camboja e ela recebeu a cidadania do país.

Luta pelos refugiados

Desde a nomeação para o ACNUR, em 2001, a atriz trabalha para ajudar pessoas necessitadas em diferentes situações e graus de risco, sendo uma de suas principais causas a dos refugiados. A atriz visita campos em diferentes países e oferece todo tipo de ajuda humanitária e apoio para que tenham melhores condições. A contribuição é destinada à construção de escolas e de instalações de saúde.

Em 2010, preocupada com a falta de oportunidades e de escolas, Angelina doou 75 mil dólares e abriu uma escola para meninas em Tangi, no Afeganistão.

Apoio a organizações

A luta de Angelina por melhores condições de vida é incansável. Ela não trabalha apenas com refugiados: arrecada dinheiro para ajudar fundações que lutam contra o câncer e contra a pobreza extrema. Ao lado de outras celebridades, apoia crianças órfãs em situação de vulnerabilidade, oferecendo serviços essenciais como saúde e educação, além de apoio emocional.

Angelina já contribuiu com 29 fundações e organizações que trabalham com educação e saúde e cujo objetivo é essencialmente a paz.

Ela também luta pelos direitos da mulher

Angelina também trabalha com associações que ajudam mulheres que sofreram violência sexual em zonas de guerra. Para ela, esse é um dos grandes problemas hoje em dia. A violência não acaba apenas com a vida das mulheres, mas, indiretamente, com a de suas famílias e de suas comunidades. Nesse sentido, a atriz lançou uma iniciativa de prevenção contra a violência sexual que luta para investigar esses casos e acabar com eles.

A luta pela conscientização sobre a saúde feminina

Angelina perdeu a mãe e a tia, ambas vítimas de câncer de mama. Como o risco de desenvolver a doença no caso dela era grande, decidiu realizar uma mastectomia dupla preventiva. Em uma entrevista a atriz disse que fez isso porque não queria que seus filhos sentissem a dor de perder a mãe por culpa de uma doença. Após a operação, a atriz falou abertamente sobre o tema e discutiu assuntos relacionados com a cirurgia, sobretudo com o objetivo de incentivar as mulheres a realizarem exames periódicos.

Doação para causas humanitárias

Em 2008 o mundo só falava na gravidez de Angelina, que estava esperando gêmeos. Knox Leon e Vivienne Marcheline Jolie-Pitt nasceram em agosto daquele ano e as revistas fizeram de tudo para conseguir uma foto dos bebês. As revistas PeopleHello! decidiram se juntar e compraram as fotos por 14 milhões de dólares, dinheiro doado para a Fundação Jolie-Pitt.

Ela também ajuda pessoas que sofrem com desastres naturais

Em 2011, um tornado destruiu cerca de 8 mil casas e 400 empresas na cidade de Joplin, no Missouri, Estados Unidos. Angelina e Brad Pitt, seu marido na época, doaram 500 mil dólares da Fundação Maddox Jolie-Pitt para ajudar a reconstruir a cidade. Antes, em 2010, o Haiti sofrera um terremoto devastador que tirou a vida de muitas pessoas e o casal doou um milhão de dólares para ajudar as vítimas.

Fonte de inspiração para os filhos

Zahara Jolie-Pitt, filha de Angelina, desenhou a própria coleção de joias com o famoso joalheiro Robert Procop: a The Zahara Collection. Assim como a mãe, a jovem doou todo o dinheiro arrecadado com a coleção para a House of Ruth Shelters, com sede em Los Angeles. A organização não tem fins lucrativos e ajuda a fornecer moradia para mulheres e crianças agredidas.

E ela também se deixa inspirar por eles

Angelina faz de tudo para ser a melhor mãe do mundo. Desde que o filho Maddox mostrou uma grande paixão por aviões, ela aprendeu a pilotar.

Que aspectos da vida de Angelina Jolie mais te impactaram? Você já conhecia as fundações que ela apoia? Compartilhe as suas impressões nos comentários.

113-
31k