4 Mitos sobre a bateria de nossos aparelhos eletrônicos

Estamos no ano de 2018, mas ainda ficamos preocupados com a bateria de todos os aparelhos eletrônicos que deixamos ligados nas tomadas. Claro que devemos tomar cuidado, mas será que é verdade que deixar o laptop carregando sempre faz com que a vida útil da bateria diminua ou vicie? Ou carregar o telefone de noite faz com que nosso aparelho gaste mais energia que o normal? Será que devemos tirar tudo da tomada ou apenas tomar alguns cuidados para evitar acidentes e prolongar a vida de nossos eletrônicos?

O Incrível.club decidiu investigar este assunto, considerando que, ano após ano, a tecnologia avança e muitos dos conselhos sobre a operação e dos cuidados de nossos dispositivos estão agora obsoletos. Neste artigo, abordamos alguns mitos sobre o funcionamento correto das baterias dos smartphones, tablets e outros aparelhos eletrônicos, tão comuns no nosso dia a dia.

Mito 1. Nunca deixe o telefone carregando à noite

Graças à moderna bateria Li-Ion (bateria de íon-lítio), não há problema em deixar o seu telefone carregando a noite toda. Esse tipo possui controladores que cortam a carga quando atinge os 100%. Portanto, não é preciso ter medo de incêndio ou da rápida deterioração da bateria do seu aparelho.

A única situação em que vale a pena se preocupar é o superaquecimento do telefone durante o processo de carregamento. Alguns fabricantes recomendam até remover a capa de proteção (caso tenha) ao colocar o celular na tomada. No caso de um aparelho imperfeito, deve-se tomar cuidado com as mudanças de energia e ele não deve ser carregado durante a noite. Para evitar a compra de modelos deste tipo, preste muita atenção às recomendações.

Mito 2. É necessário deixar que a bateria acabe para
carregá-la novamente

Mais uma vez, vamos voltar para a tecnologia das baterias Li-Ion: o que acontece é que elas têm um número limitado de ciclos de carga. Por exemplo, o iPhone tem apenas 500. Um ciclo é uma carga completa: quando a bateria é carregada de 0 a 100%. Se você carregar seu telefone, digamos de 90 a 100%, terá usado 1/10 de um ciclo. Ou seja, prolonga o número de ciclos sem perder a capacidade em 10 vezes.

Para não desperdiçar um ciclo completo de carga, é melhor carregar seu celular algumas vezes durante o dia  se tiver a possibilidade, claro.

De acordo com a opinião dos especialistas, sua bateria durará o maior período possível, e melhor, se mantiver um nível de carga diária entre 20 e 80%.

Além disso, pouco tempo atrás, especialistas aconselhavam que deveríamos deixar nossos dispositivos atingirem 0% de carga. No entanto, hoje em dia mais e mais baterias têm um instrumento de calibração incorporado. Estas “baterias inteligentes” reduzem a necessidade de calibração, mas se o seu telefone se comportar de maneira estranha (por exemplo, descarregar repentinamente) ainda é aconselhável calibrá-la manualmente de tempos em tempos.

Mito 3. Não deixe o carregador conectado na tomada

Mesmo que isso seja mais prático e diminua o risco de perder o carregador, as regras de segurança dos dispositivos eletrônicos estabelecem que o carregador deve ser removido da tomada logo após seu uso. A explicação é bem simples: em caso de sobrecarga de energia em sua rede, o carregador conectado no plugue pode causar um incêndio.

Na verdade, tais situações (principalmente quando se trata de áreas urbanas) acontecem poucas vezes. Portanto, essa medida de restrição é cada vez mais semelhante à “remoção da memória USB com segurança”. No entanto, existem 4 exceções e se pelo menos uma delas corresponder à sua situação, o carregador deve ser desconectado da tomada quando não estiver em uso:

  • Caso não haja proteção contra raios em sua casa e sejam observadas variações na voltagem e apagões com frequência.
  • Caso haja animais de estimação que andam livremente pela casa. Nesse caso, eles poderiam morder o cabo do carregador do dispositivo. Obviamente, o mais seguro é que esse cabo não esteja conectado na corrente elétrica, para evitar que se machuquem.
  • Caso haja a possibilidade de ocorrer inundações no local.
  • Caso o seu carregador aqueça ou faça barulho, mesmo quando não está conectado ao dispositivo. Nessa situação, vale a pena considerar trocar de carregador. Será mais barato e mas fácil do que mudar de apartamento.

Em geral, desconectar ou não o carregador da rede elétrica é da responsabilidade e necessidade de cada um. Caso não desconecte, isso não fará com que ele estrague ou que o consumo de energia na sua casa aumente.

Mito 4. A bateria de seu laptop ficará “viciada” se ficar carregando o tempo todo

Aqui estamos na mesma situação dos telefones: os modernos circuitos de energia dos laptops bloqueiam a carga da bateria quando ela está carregada por completo, mas isso também não é bom, pois gasta um ciclo completo de carga. Como medida preventiva, os especialistas recomendam deixá-lo descarregar até 0%, uma vez por mês.

As causas mais frequentes de falhas são o superaquecimento do dispositivo e trabalhar em condições inadequadas. Em geral, são erros cometidos pelo usuário ao operar o dispositivo. Deixar o carregador plugado sempre no laptop não está ligado a isso.

Conclusão: Os dispositivos modernos atingiram um certo estágio de desenvolvimento. Sendo assim, podemos deixar nossos aparelhos conectados e não precisamos nos preocupar com isso. Se depois de ler este post você ainda estiver paranóico, é melhor desligar todos os seus aparelhos eletrônicos: desde o carregador de seu telefone até a sua geladeira.

Imagem de capa depositphotos
Compartilhar este artigo