13 Tarefas domésticas que podemos deixar de fazer sem comprometer a higiene do lar

Fazer faxina, passar roupa, lavar louça são tarefas chatas, mas necessárias. Algumas vezes buscamos uma limpeza tão perfeita que acabamos dedicando mais tempo que o necessário, e chegamos até a danificar o que deveríamos limpar.

Nós, do Incrível.club, descobrimos que algumas tarefas domésticas podem ser simplificadas e, às vezes, até mesmo ignoradas. Claro, tudo depende da frequência com que faremos faxina, a localização do imóvel, o número de membros da família e a presença ou não de animais de estimação.

1. Não é preciso passar tule e roupa de cama

O tule da foto à esquerda foi passado, e o da direita, pendurado na janela logo depois da lavagem, enquanto o tecido ainda estava um pouco úmido. O primeiro caso consumiu muito tempo e esforço, e o segundo, nenhum, já que as dobras desapareceram de forma natural sem a necessidade do ferro de passar. Não conseguimos perceber uma diferença visível, então, fica a pergunta, vale a pena gastar tempo tentando alisar as dobras com o ferro? Aliás, ainda existe o risco de queimar o tecido, que é muito delicado, ou deixar marcas amareladas.

Passar a roupa de cama também é opcional. É muito mais conveniente remover os vincos com um vaporizador, ou usar apenas água: basta colocar o lençol na cama, esticá-lo bem e borrifar levemente. Depois, é só passar a mão nas dobras alisando-as e deixar o lençol secar. O resultado é surpreendente!

2. Não há necessidade de lavar o piso de madeira com muita água

Pisos de madeira e água não combinam. Isso não significa que o piso de madeira não precisa ser lavado, mas o excesso de água pode deixar manchas na superfície. Além disso, se houver rachaduras nas placas, a água pode penetrar e estragar o piso. Vale lembrar do princípio de “quanto menos água melhor” e não tentar lavar cada centímetro do chão.

3. Não é preciso limpar constantemente o vaso sanitário com produtos que contenham cloro

Se parecer limpo e não for possível perceber nenhuma mancha, não é preciso desperdiçar cloro. Uma vez por semana é o suficiente. Na verdade, o vaso sanitário não é o lugar mais sujo da casa: existem mais bactérias na pia da cozinha do que no vaso sanitário, onde a água circula pela descarga. O uso excessivo de produtos contendo cloro pode ser prejudicial à saúde, e certamente não se pode misturar o cloro com outras substâncias.

Para limpar o vaso sanitário mais rápido, podemos usar comprimidos efervescentes (Alka-Seltzer), deixando-os lá dentro por alguns minutos para depois acionar a descarga. A propósito, as populares pastilhas de limpeza que contêm cloro podem arruinar o encanamento e causar vazamentos.

4. Não é preciso remover a poeira com um pano seco todos os dias

Muitas pessoas preferem limpar as superfícies diariamente com uma camiseta velha e seca ou outro pano. Passamos pano rapidamente pelas prateleiras, limpamos a poeira e a casa já ficou parecendo mais limpa. Mas é melhor lidar com a poeira uma vez por semana do que fazer essa limpeza todos os dias.

Em primeiro lugar, o pano seco pode danificar os móveis, pois arranhões microscópicos aparecerão na superfície. Em segundo lugar, passá-lo em pouca quantidade de poeira faz com que ela apenas se eleve no ar e se deposite em outro lugar.

Para economizar o tempo gasto limpando a parte superior dos armários, podemos cobri-los com papel e substituir a folha empoeirada a cada duas semanas. Evite os jornais, pois eles se desintegram.

5. Não precisamos limpar regularmente o espelho do banheiro com um produto de limpeza

Se uma marca ou algumas gotas de pasta de dente aparecerem no espelho, é melhor limpá-las suavemente com um pano de microfibra úmido. O uso frequente de limpa-vidros pode danificar o revestimento do espelho ou até mesmo removê-lo completamente. Borrifar líquido diretamente em um espelho também não é uma boa ideia. Todos os produtos devem ser aplicados primeiramente no pano.

6. Não é necessário limpar os livros a cada limpeza da estante

Quando se trata de limpar estantes de livros, normalmente limpamos apenas as lombadas dos livros com um pano seco. Mas esse procedimento pode prejudicá-los. Podemos limpar os livros com um pano macio a cada 3 meses.

É melhor armazená-los em prateleiras fechadas, pois a poeira e a umidade prejudicam o papel. Se isso não for possível, podemos simplificar a vida e colocá-los mais perto da borda da estante, reduzindo a região que acumula poeira.

7. Não é bom polir superfícies de aço inoxidável

Os eletrodomésticos e louças sanitárias com acabamento em aço inoxidável são um verdadeiro íman para as manchas. Qualquer impressão ou gota d’água chama imediatamente a atenção. Mas não devemos exagerar ao limpar essas superfícies. Para a manutenção do aço inoxidável, não é recomendado o uso de produtos que contenham cloro ou álcool. O primeiro irá danificar a superfície do produto, o último pode levar à descoloração.

Qualquer pequena ranhura no aço inoxidável se destaca do restante, então é bom limpar essas superfícies respeitando seu desenho, ao longo da peça e não transversalmente. É mais rápido e eficiente dessa forma.

8. Não é recomendado lavar o forno com muita frequência

Quem raramente usa esse dispositivo, não precisa limpá-lo mais de uma vez por mês. O uso excessivo de agentes abrasivos pode danificar o revestimento e comprometer seu bom funcionamento.

Não precisamos gastar com produtos especiais, é possível fazer uma pasta de bicarbonato de sódio, aplicá-la nas superfícies internas do forno com um pincel e deixar durante a noite. Pela manhã é só remover a pasta com um raspador de plástico e finalizar a limpeza com um pano úmido.

9. Não precisamos lavar constantemente a geladeira

A geladeira não precisa ser lavada mais do que uma vez por trimestre, se não houver marcas de sujeira e manchas na superfície interna. Para não ter que desmontar, lavar e esfregar as prateleiras de vidro toda vez, podemos cobri-las com papel manteiga. Ao contrário do filme plástico, que geralmente é usado para o mesmo propósito, o papel não acumula as gotículas da condensação. Além disso, o papel é mais “amigo” do meio ambiente.

Para se livrar do odor desagradável, podemos colocar um recipiente com bicarbonato de sódio ou alguns saquinhos de chá usados ​​nas prateleiras. O chá de menta ou o chá verde funcionam bem para esse propósito.

10. Não é obrigatório lavar itens delicados à mão

A lavagem à mão geralmente se faz necessária para roupas de tecido delicado. Mas se esfregarmos a peça com muita persistência, podemos ter como resultado a formação de bolinhas e deformação do tecido. Podemos simplesmente deixar as roupas de molho em água fria com sabão em pó por cerca de meia hora e, em seguida, espreme-las suavemente enquanto as enxaguamos. Com certeza, isso é muito mais fácil do que esfregar a sujeira com as mãos.

11. Experimente outra maneira de lavar as panelas

Gordura e queimados são difíceis de remover. Às vezes, limpar uma única frigideira leva mais tempo do que lavar uma pilha inteira de pratos. Para facilitar a vida, podemos simplesmente encher a pia com água morna, adicionar um pouco de detergente e deixar as panelas sujas lá depois de cozinhar. O principal é que as panelas e frigideiras precisam ser resfriadas. Então, só precisam ficar em água com detergente por pouco tempo e depois será muito mais fácil lavá-las.

12. Não é preciso esfregar os recipientes de plástico com força

Não é recomendado esfregar intensamente os recipientes plásticos, tentando limpá-los das manchas incrustadas. Rachaduras e arranhões nas superfícies são os pontos ideais para o crescimento e disseminação de bactérias.

Para evitar que o molho manche as laterais dos recipientes plásticos, é melhor simplesmente não colocar a comida ainda quente neles, pois isso, além de danificá-los, pode levar ao surgimento de substâncias nocivas. Para evitar o trabalho de remover gordura e restos de comida desses recipientes, podemos forrar o seu interior com papel manteiga ou papel alumínio.

13. Não é necessário aspirar os carpetes vigorosamente

Basta passar aspirador de pó no carpete 1 ou 2 vezes por semana. Mas o que nós fazemos assim que encontramos no chão pelos ou outros pequenos detritos? Exato! Pegamos um aspirador de pó e limpamos tudo de novo. Poucas pessoas sabem que os pelos dos animais de estimação podem ser facilmente removidos do carpete com uma luva de borracha molhada ou de pentear os animais.

A propósito, se no carpete houver terra de um vaso de flores, manchas de pó ou blush, não podemos removê-los com aspirador de pó, pois isso pode estragar o aparelho.

E você, faz faxina em casa com precisão ou opta pela faxina mais simples? Tem alguns truques para tornar as tarefas domésticas mais fáceis e rápidas? Conte nos comentários!

Compartilhar este artigo