Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração
Incrível

12 Coisinhas que os convidados não reclamam na hora, mas comentam para todo mundo mais tarde

O ditado popular diz: “Se você for à casa de outra pessoa, entre cego e saia de lá mudo”. Mas somos todos humanos. E muitas vezes não conseguimos resistir à vontade de observar atenciosamente o apartamento de alguém. E, ocasionalmente, até dizemos às pessoas que a Ana faz os convidados cortarem cebola e o João coloca a areia do gato na cozinha.

Nós, do Incrível.club, trocamos umas ideias e achamos 12 hábitos que são incompatíveis com a verdadeira hospitalidade.

1. Livros específicos deixados à vista

Os conselhos da curandeira Eudóxia: “O calendário curandeiro”.

Imagine, você apenas gosta de ler livros sobre hipnose ou cura. Mas alguns dos convidados já olham para você com uma suspeita mal escondida. Não é preciso esconder suas paixões de seus melhores amigos, mas algumas coisas precisam ser removidas antes da visita de alguém pouco conhecido.

  • Há alguns anos tentei juntar minha amiga com um conhecido. Eles tinham um bom relacionamento, até que o rapaz a convidou para ir à sua casa. Depois, ela me ligou toda histérica: “Entrei no quarto e havia um livro de urinoterapia na cama. Como é que vou falar com ele agora?”

2. Falta de algumas coisinhas no banheiro

Apenas nos filmes as pessoas conseguem ficar sem ir ao banheiro por muito tempo, quando fazem uma visita. Na vida real, os seres humanos têm necessidades fisiológicas. Mas não desejaríamos nem ao pior inimigo um toalete sem escova sanitária ou aromatizador de ambiente.

Um convidado não deve ter que procurar nos armários alguma coisa para encobrir “seu crime higiênico”. O bom dono de casa deixa as coisas certas à vista ou explica onde estão. Se uma pessoa encontra apenas papel higiênico no banheiro, já deve achar estranho. Os anfitriões querem envergonhá-lo? Eles mesmos não usam uma escova sanitária? Ou não querem gastar com um desinfetante?

3. Calor ou frio

Quem de nós já não esteve em uma situação onde um passageiro de ônibus queria fechar uma janela, pois estava com frio, e um outro reclamava de calor... Os dois são muito irritantes. Mas, se podemos reclamar em voz alta no transporte público, na casa de amigos ficamos calados por cortesia.

A temperatura confortável para a maioria das pessoas é entre 20 e 22°С. É possível tomá-la como um ponto de referência e simplesmente observar os convidados: se alguém estiver com muito calor ou frio, é fácil notar.

4. As tentativas de forçar os convidados a fazerem “amizade” com seus animais de estimação

Nem todos os convidados vão gostar de um gato branco e peludo ser colocado no seu colo enquanto está de calça preta. Muitas pessoas têm medo de animais e até um pequeno chihuahua pode causar estresse. Muitos pets também não ficam felizes com o carinho de um desconhecido. Às vezes, é melhor prender o animal em outro quarto.

  • Fomos à casa dos parentes do meu marido. Tomávamos chá com bolacha. Enquanto eu tomava essa bebida nojenta, o gato peludo pulou na mesa e colocou seu rabo no prato com bolacha. Os anfitriões ficaram encantados, mas eu não estava nada feliz. Falei: “Ele deitou em cima da bolacha”. E eles responderam: “É a mesa dele, o lugar dele, ele SEMPRE deita lá”. Em outras palavras, bebi chá em um canto de gato. Que desrespeito incompreensível com os convidados! © Вера / AdMe.ru

5. As coisas íntimas à vista

Um visitante não precisa saber que o dono da casa usa cuecas com os Smurfs e a anfitriã prefere absorventes com aroma de camomila. Os itens de cuidados pessoais podem ser temporariamente escondidos em uma mesa de cabeceira, e um secador de roupa pode ser colocado em outro quarto.

Cabe fazer uma menção especial à escova de cabelo. Uma menina postou um vídeo no TikTok sobre como ela limpa e lava seus pentes. No final do vídeo, perguntou a seus seguidores se faziam a mesma coisa. Alguns comentaristas disseram que não se importavam, mas a maioria ficou chocada com quem não as mantinha limpas. Então, uma escova deixada à vista pode constranger muitos convidados.

6. O hábito de limpar na hora

Se um anfitrião levanta no meio do jantar para lavar a louça ou entra em pânico e pega um pano quando uma migalha cai na mesa, os convidados podem sentir-se desconfortáveis. Podem pensar que os donos os criticam silenciosamente por serem negligentes, ou que estão querendo mandá-los embora. Para não envergonhar ninguém, é melhor relaxar, aproveitar a companhia e limpar tudo quando todos se forem.

7. As coisas espalhadas e a falta de prateleiras vazias

Se um convidado dorme na sua casa, é bom deixar-lhe uma prateleira ou um armário onde possa colocar suas coisas. É improvável que alguém goste da perspectiva de pôr suas roupas no chão ou juntas às dos donos da casa.

Quando alguém chega para passar apenas algumas horas, é necessário deixar espaço para seu casaco e sapatos.

8. A louça suja

Os dias em que os pratos mais bonitos da casa são colocados na mesa para os convidados vão se tornando cada vez mais raros. Mas isso não significa que uma pessoa gostaria de comer em um prato sujo ou beber em um copo manchado. A propósito, é fácil limpar as manchas de chá ou café com bicarbonato de sódio.

  • Uma vez fui à casa de uma amiga. Ela pegou meu prato, colocou no chão e chamou seu cachorro. O cão veio e começou a lambê-lo. Nunca mais a visitei. © Mila / AdMe.ru

9. Uma confusão com toalhas

Quando alguém entra pela primeira vez no banheiro de outra pessoa, muitas perguntas podem passar por sua cabeça. Com o que limpar suas mãos? É possível pegar aquela toalha fofa? Ou aquele pano marrom é o dos convidados?

Antes da visita chegar, é preciso pendurar uma toalha limpa separada no banheiro. É melhor colocá-la ao lado da pia, para deixar bem claro que é para os convidados.

10. Corredor bagunçado

Imagine entrar no apartamento de alguém, tropeçar em seus sapatos espalhados, bater em uma bicicleta encostada na parede e terminar voando sobre um vaso de flores. Não, não é assim que as festas de amigos devem começar.

É preciso que o dono de casa limpe o corredor com antecedência. Ou, se for uma casa, a entrada. A maçaneta da porta deve ser limpa, porque é quase sempre mais suja do que parece.

11. Desculpas constantes pela bagunça

Às vezes, pensamos que o apartamento não está limpo o suficiente, mas não devemos nos concentrar nisso. Frases como “Desculpe-me pela a bagunça” ou “Desculpe-me pelos brinquedos espalhados pela casa” podem provocar confusão. O convidado pode se sentir culpado por estar num momento inadequado.

  • Nossa vizinha sempre convidava nossa família para suas festas. Mas foi um prazer duvidoso. Com uma nota de agressão passiva, ela comentava sobre cada detalhe e repetia suas desculpas como se tivéssemos de mudar sua opinião. “Desculpem, queridos convidados, não tive tempo de lavar o banheiro. Cozinhei tantas coisas, ninguém me ajudou. Mas não se importem, podem limpar a cadeira com este pano”.

12. A regra tácita “aqui somos todos uma família”

Algumas pessoas não têm vergonha de lavar a caixa do gato na pia da cozinha, enquanto o convidado se senta à mesa e tenta não se engasgar com o bolo. Queremos acreditar que tais anfitriões estão em inferioridade numérica, mas, às vezes, é necessário estar preparado para tudo na casa de alguém.

  • Meu marido e eu fomos visitar uma parente que acabou de ter um bebê. E, no meio da festa, a anfitriã gritou alegremente: “Quem tem uma fralda pesada?” E entendemos, pelos seus movimentos, que ela ia trocar a fralda no meio do jantar. Quase todos os convidados encontraram, imediatamente, uma desculpa para sair da mesa. Meu marido e eu concordamos que iríamos visitá-la quando o bebé fosse mais velho.

Conte-nos sobre o maior choque que você já teve na casa de alguém. Talvez sua história seja o destaque do nosso próximo artigo.

Imagem de capa Depositphotos.com
Compartilhar este artigo