Incrível
Incrível

3 Motivos para não ajudar seus filhos nos deveres escolares

Muitos pais consideram que, caso não acompanhem de perto o cumprimento dos deveres escolares, a criança não estudará direito. Porém, estudiosos das Universidade do Texas e de Duke (ambas nos EUA) demostraram que a verdade não é bem essa. Durante 30 anos, eles reuniram dados sobre como a atenção dada por mães e pais no processo de educação influencia nas notas obtidas pelos alunos. Eles concluíram que a ajuda dos pais no ensino fundamental não surte efeito, e que no ensino médio, influencia negativamente no desempenho das crianças nas provas.

O Incrível.club revela a seguir por que é a criança, e não seus pais, quem deve ter a responsabilidade pelas tarefas escolares.

1. A criança perde motivação para estudar

De acordo com os resultados de um estudo, quanto mais atentos os pais estiverem em relação ao cumprimento dos deveres, menos a criança terá vontade de estudar. Os alunos cujos pais se sentam junto na hora da lição de casa, dando dicas ou até mesmo respondendo às perguntas, têm menos motivação. Por outro lado, alunos filhos de pais que não ’pressionam’ têm mais vontade de estudar.

A questão central é tentar diminuir o controle e ajudar a criança somente se ela pedir. Nesse caso, explique aquilo que ela não entende, mas não faça o dever por ela. Se seu filho não gosta de fazer os deveres de casa, os psicólogos aconselham não obrigá-lo, e sim unir-se a ele emocionalmente: reconhecer o direito infantil de não querer ler um parágrafo de um livro chato ou de não escrever a mesma letra em 10 linhas consecutivas, mas deixar claro que é preciso fazer a tarefa. Em seguida, é preciso ensinar a criança a resolver assuntos difíceis e desagradáveis, contando, por exemplo, como você solucionaria aquela questão, mas sem respondê-la.

2. A criança não aprende a ter responsabilidade

Ao obrigar uma criança a fazer a tarefa, controlar a execução e castigar por notas ruins, você estará assumindo a responsabilidade pelo estudo no lugar de seu filho. E enquanto você estiver fazendo pressão, o pequeno evitará assumir as responsabilidades pelos próprios assuntos.

Segundo os psicólogos, tentar controlar o estudo da criança usando prêmios ou castigos pode acabar prejudicando-a. Afinal, na vida adulta, em vez de prêmios e castigos, nos deparamos com as consequências naturais de nossas ações. Se trabalharmos mal, seremos demitidos. Se comermos apenas fast food, nossa saúde será afetada. Assim, permita que as consequências apareçam. A criança esqueceu de fazer a tarefa de matemática? Então deverá finalizá-la em vez de jogar videogame. Ela não aprendeu a lição? Explique você mesmo a situação ao professor. Saber ser responsável pelas próprias ações e aplicar forças e tempo para o futuro é muito mais importante que saber seguir as ordens de maneira precisa.

3. As relações entre pais e filhos pioram

Durante a infância, todo mundo já tentou aprendeu algo de memória, repetindo a mesma informação tantas vezes que até nosso irmão mais velho, tio, prima ou vizinha também acabavam aprendendo. Em vez de controlar a situação para cada problema, os psicólogos recomendam construir relações de confiança com a criança, passando mais tempo com ela, e aproveitando bem esse tempo. Nesse período, você pode ler com seu filho em voz alta, discutir sobre o que vem acontecendo no mundo da ciência, buscar novos enfoques interessantes.

Se para você, só as notas 9 ou 10 interessam, reflita sobre os motivos que te levam a adotar uma postura tão crítica. Numa família em que uma nota 5 pode ser razão para um escândalo, as crianças passam a achar que só são amadas dependendo do sucesso que alcançam. Psicólogos afirmam também que a relação com o estudo é um assunto pessoal da criança, e que o dever dos pais é amar incondicionalmente. E amor é muito mais importante que notas num boletim, não é mesmo?

E você, como reage quando seu filho não quer fazer os deveres ou tira notas ruins?

Deixe seu comentário!

Incrível/Crianças/3 Motivos para não ajudar seus filhos nos deveres escolares
Compartilhar este artigo