Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

15 Erros que alguns pais cometem em relação à alimentação dos filhos

5-1-
421

É natural que os pais se preocupem com a saúde e com os hábitos alimentares dos filhos, mas muitas vezes a conduta que eles seguem nem sempre é a mais recomendada pelos médicos. Isso costuma acontecer porque muitas pessoas reproduzem os hábitos que aprenderam com seus pais quando eram crianças.

Incrível.club fez uma lista dos erros mais comuns que os pais cometem em relação à alimentação dos filhos e que podem causar sérios problemas no futuro.

1. Negociar a sobremesa com os filhos

Essa é uma estratégia muito comum e perigosa. A comida nunca deve ser usada como recompensa porque cria uma imagem de que alguns alimentos são “bons” e outros “ruins” na mente da criança, o que pode gerar escolhas pouco saudáveis no futuro.

2. Pressionar a criança a comer

Estudos mostram que pressionar demais um filho não é uma boa estratégia porque pode fazer com que ele tenha apenas sentimentos negativos em relação a determinados alimentos no futuro.

3. Manter as guloseimas fora do alcance dos filhos

Alguns pais têm o hábito de fazer isso porque sabem que seus filhos simplesmente não conseguem se controlar. No entanto, estudos mostram que esse tipo de abordagem faz com que as crianças comam em excesso esses produtos quando têm a oportunidade de fazer isso. A melhor abordagem é comprar apenas alimentos saudáveis ​​e deixá-los sempre ao alcance dos filhos.

4. Servir apenas alimentos sem graça

Sabemos que nem sempre é fácil fazer uma criança comer verduras e legumes. Portanto, encontre uma maneira de torná-los mais apetitosos com molhos diferentes, várias cores diferentes ou com um pouco de manteiga e queijo (sem excesso).

5. Aceitar que seu filho é exigente

É importante que os pais não desistam de tentar mostrar aos filhos o que eles devem ou não comer. No começo, você pode até sentir que está perdendo a batalha, mas depois de várias tentativas é possível mudar a opinião de uma criança sobre o que ela quer comer, por mais teimosa que seja.

6. Servir porções grandes demais

É importante lembrar que a barriga do seu filho é muito menor do que a sua, então não exagere no tamanho das porções. Ao fazer isso, você pode confundir e prejudicar os hábitos alimentares da criança no futuro.

7. Forçar a criança a terminar o prato

Alguns estudos defendem que essa abordagem não é boa no longo prazo porque desperta uma espécie de aversão a determinados alimentos. Mas a recompensa, como mencionamos, também não é recomendada e acaba causando o mesmo resultado no futuro.

8. Não incluir a criança na hora de preparar a comida

Segundo nutricionistas, é importante que os filhos participem de todo o processo de preparação da comida, desde a compra dos ingredientes até a elaboração do prato final. Essa é uma forma de despertar o interesse dos pequenos em alimentos saudáveis.

9. Não deixar a criança brincar com a comida

Pode parecer uma dica estranha, já que esse comportamento costuma ser sempre motivo de briga nas famílias. No entanto, estudos mostram que a probabilidade de que a criança acabe gostando dos alimentos com os quais pode brincar é maior.

10. Não criar pratos suficientemente coloridos

Muitas crianças adoram arte e desenho, principalmente por causa das cores. De acordo com um estudo realizado pela Universidade de Cornell (EUA), o mesmo princípio vale para as refeições. Quando um prato está cheio de cores, é mais provável que a criança se interesse por ele. Uma outra boa ideia é que a criança seja estimulada a criar rostos com os alimentos. O importante é dar liberdade para a criatividade.

11. Ser exigente demais

Pessoas que se comportam de maneira muito exigente na frente dos filhos normalmente fazem com que eles se comportem da mesma maneira no futuro. Portanto, não peça sempre o mesmo prato quando comer em um restaurante. Procure variar e se mostrar aberto a pratos e sabores diferentes.

12. Permitir que a criança coma em frente à televisão

Foi demonstrado que um terço dos pais permite que os filhos comam enquanto assistem à televisão. Segundo o American Journal of Clinical Nutrition (Jornal Americano de Nutrição Clínica) isso faz mal à saúde e pode levar a criança a comer até 10% a mais calorias do que o necessário.

13. Fazer dieta em frente aos filhos

É importante que os pais entendam que fazer dieta pode afetar negativamente a vida dos filhos. Como mencionado anteriormente, as crianças geralmente não gostam dos mesmos alimentos que os pais. Portanto, a dieta de um pai pode afetar a forma como a criança vai lidar com os alimentos no futuro, abrindo a possibilidade de que apareçam transtornos alimentares.

14. Recompensar os filhos com comida

Algumas crianças não lidam bem com a comida e por isso os pais recorrem à ideia de dar guloseimas como recompensa. Alguns dizem que se a criança acabar a lição de casa pode comer um doce, por exemplo. No entanto, alguns estudos mostram que essa abordagem pode causar a chamada “alimentação emocional” na fase adulta.

15. Dar doces demais para o pequeno

Se seu filho costuma pedir doces entre as refeições, não se preocupe, você não está sozinho. No entanto, dar guloseimas e sanduíches demais não faz bem para a saúde porque significa uma diminuição na quantidade de alimentos saudáveis ingeridos. Especialistas recomendam não mais do que dois lanches de 100 calorias cada por dia.

Você era uma criança exigente com a comida? E o seu filho, é exigente? O que faz para ele comer bem durante as refeições?

5-1-
421