Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Um projeto que promete limpar o ar das cidades mais poluídas do mundo

6-34
316

Com a crise ambiental global se tornando mais crítica a cada dia, empresas e universidades de diversos países continuam a lutar para desenvolver soluções engenhosas para acabar com o problema em seus diversos aspectos. E uma das questões mais sérias envolvendo a poluição diz respeito à qualidade do ar das grandes metrópoles. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 12% das cidades do mundo atendem aos padrões mínimos de qualidade atmosférica definidos como seguros. Por isso, um grupo de pesquisadores holandeses teve uma ideia atraente: usar bicicletas. Sim, sabemos que trocar o carro pelas bikes é super positivo para o Meio Ambiente e para a saúde. Mas não é a esse uso das bicicletas que nos referimos.

Incrível.club mostra, neste post, mais um projeto ambiental inovador. Confira!

Um projeto que ajuda a purificar o ar para acabar com a poluição atmosférica

Studio Roosegaarde é formado por designers holandeses que, além de converter espaços inóspitos em habitáveis no mundo todo, também contribuem para o cuidado do Meio Ambiente. E o projeto criado para limpar o ar tem três ideias inovadoras: um anel contendo partículas de poluição coletadas nas cidades de Pequim e Roterdã, o primeiro aspirador de pó e limpador de ar poluído em forma de torre e, o mais interessante de tudo, uma bicicleta que absorve o ar poluído do ambiente, limpa-o e o devolve ao ambiente.

Um projeto inspirado nas arraias

Com a ajuda da empresa de compartilhamento de bicicletas ofo, fundada em Pequim (China) em 2014, o Studio Roosegaarde desenvolveu esse inusitado mecanismo. A ideia nasceu inspirada na capacidade das arraias mantas de extrair seus alimentos da água. Com a ajuda de um dispositivo conectado a cada bicicleta, impulsionado por seu movimento, o ar é aspirado e filtrado, sendo convertido em ar limpo para o ciclista e para todos ao redor. Essa é uma nova maneira de acabar com a poluição nas cidades com maior contaminação do ar.

A tecnologia por trás da invenção

Partículas de poluição coletadas graças à tecnologia

tecnologia de ionização positiva, usada nas bikes, absorve o ar contaminado, atingindo com uma carga elétrica positiva as partículas de poeira para separar o ar limpo do sujo. Posteriormente, elas são movidas para uma superfície negativa em uma placa de coleta. Nela, as moléculas ligadas à placa se tornam poeira espessa, permitindo que o ar, já limpo, possa ser respirável.

Graças a essa tecnologia, os resultados da operação das torres (que já mencionamos neste post e que usam a mesma tecnologia) são prova de que a ideia das bikes, em menor escala, tem um futuro bem-sucedido pela frente. Essa nova técnica absorve e remove partículas finas de sólidos e líquidos do ar, prejudiciais aos seres humanos, como sulfato, nitratos e fuligem numa proporção de entre 70% e 50% do total.

O que você acha dessa nova maneira de gerar ar limpo? Acredita que o uso dessas bicicletas ecológicas poderia beneficiar o Meio Ambiente? Conte para a gente na seção de comentários.

6-34
316