Saiba por que não devemos dormir de pijamas quentes, nem mesmo no inverno

Cerca de 40% das pessoas tendem a usar pijama para dormir, e realmente poucas coisas são mais aconchegantes do que um pijama quentinho em uma noite fria. Porém, aquilo que vestimos para dormir pode, na verdade, afetar a qualidade do nosso sono, a nossa aparência e até mesmo a nossa saúde. Se o seu pijama felpudo provoca calor à noite, talvez seja por isso que você esteja tendo problemas para se manter dormindo e esteja acordando pela manhã com aquela sensação de cansaço.

Nós, do Incrível.club, também adoramos usar pijamas gostosos e correr para baixo das cobertas quando a temperatura cai. Por isso, resolvemos pesquisar os motivos pelos quais pijamas quentes podem não ser a melhor opção para a hora do sono. Acompanhe!

1. Pode afetar a qualidade do sono

Dormir usando um pijama muito quente pode resultar em noites agitadas, já que o nosso organismo tenta manter a temperatura ideal durante a noite. O melhor tecido para a hora de dormir é o algodão, pois o material permite que a pele respire, ajudando na sensação de conforto. Outra ótima alternativa para roupas de dormir é o linho, tecido respirável e absorvente. O problema é que ele tende a não ser tão macio quanto o algodão.

2. Pode causar brotoejas

Quando transpiramos durante o sono, podemos sofrer com um tipo específico de erupção cutânea conhecida como brotoeja. A combinação de calor com a fricção do seu pijama molhado de suor pode entupir os poros, levando a ainda mais irritação na pele. Optar por pijamas feitos de tecido de bambu tem o potencial de prevenir as brotoejas, já que o tecido tem propriedades úteis contra os micróbios. Ele é ainda mais macio e absorvente que o algodão, e talvez seja dele que você esteja precisando para dormir bem.

3. Pode desencadear infecções

Transpirar à noite pode aumentar muito as chances do surgimento de uma infecção na pele. As bactérias se desenvolvem melhor em ambientes escuros e úmidos, e quando estamos cobertos por camadas de roupas quentes e cobertores, podemos, na verdade, estar construindo um verdadeiro criadouro para micro-organismos prejudiciais.

4. Sua vida reprodutiva pode ser afetada

Homens que não usam calças para dormir podem apresentar uma melhora na qualidade do esperma, diz um estudo. Ao ir para a cama usando roupas íntimas apertadas ou pijamas quentes, existe uma boa chance de que a região genital transpire em excesso. E isso pode afetar também a fertilidade feminina, já que o excesso de suor reúne condições para causar inflamações e infecções.

5. Impede o corpo de regular naturalmente sua temperatura

Quando sentimos muito calor na cama, nosso organismo não consegue reduzir a temperatura do corpo, impedindo que tenhamos uma boa noite de sono. Manter uma temperatura mais baixa à noite ajuda o corpo a se recuperar de forma mais eficiente, servindo ainda para acelerar o metabolismo. Se estiver em busca de uma alternativa ao pijama de algodão, a seda pode ser uma boa escolha. O tecido funciona como um regulador térmico natural, mantendo o corpo aquecido nas noites frias de inverno graças ao calor que se conserva entre os fios de seda e criando um efeito de isolamento.

Para você, qual o tipo de roupa ideal para dormir? Prefere pijamas de tecidos leves ou mais pesados? Ou é daqueles que preferem dormir sem roupa alguma? Comente!

Compartilhar este artigo