Incrível
Incrível

17 Descobertas científicas que estão prestes a revolucionar nosso mundo

A cada dia que passa, nosso mundo está mais próximo de um futuro de filmes de ficção científica, já que um exército de milhares de especialistas de diferentes áreas trabalha todos os dias para que isso aconteça. Os pesquisadores nunca deixam de nos surpreender: hora anunciam um transplante de cabeça humana bem-sucedido, hora mostram que enviaram um carro Tesla para a órbita terrestre.

Os últimos anos foram de um grande avanço para todos. E é por isso que nós do Incrível.club reunimos para você uma lista das mais importantes descobertas científicas de 2017 e 2018, que serão capazes de tornar nosso mundo muito melhor.

17. Os cientistas devolveram a capacidade de andar a uma pessoa paralisada

Um grupo de neurocientistas da Rússia e dos Estados Unidos conseguiu fazer algo quase impossível: devolver a uma pessoa paralisada a oportunidade de caminhar. Um homem que ficou paralisado por vários anos depois de cair de uma moto de neve participou de um experimento internacional. A tecnologia utilizada pelos cientistas foi aplicada pela primeira vez. O paciente levantou-se com a ajuda de estimuladores elétricos que, originalmente, foram projetados para outros fins: aliviar a dor. Agora, graças à estimulação elétrica, será possível restaurar a mobilidade completa de uma pessoa lesionada, mesmo que ela tenha danos significativos na medula espinhal.

De acordo com os neurocientistas, a reabilitação parcial do paciente levou 44 semanas. Atualmente, o homem pode ficar em pé sozinho, caminhar em uma esteira e até mesmo se deslocar para curtas distâncias. E tudo isso com apenas uma pequena ajuda da equipe médica.

16. A primeira radiografia colorida da história

Alguns pesquisadores da Nova Zelândia fizeram, pela primeira vez na história da humanidade, uma imagem tridimensional utilizando raios X em cores. O novo dispositivo é baseado na tradicional máquina de raios X em preto e branco, mas usa tecnologia de rastreamento e captura de partículas da Medipix. Vale lembrar que graças a essa tecnologia, em 2012, no Grande Colisor de Hádrons, foram descobertas partículas evasivas: os bósons de Higgs.

O Medipix funciona como uma câmera, mas no nível das partículas subatômicas. Como resultado, são obtidas imagens de alto contraste. Imagens de raios X coloridas mostram claramente diferenças entre os músculos, os ossos e a cartilagem, incluindo o tamanho e a posição dos tumores cancerígenos.

15. Cientistas desenvolveram um colete que avisa sobre um ataque cardíaco alguns dias antes de ocorrer

O colete Smart Vest parece bastante comum, mas possui sensores especiais e eletrodos sem fio que permitem realizar um eletrocardiograma (ECG), registrar a pressão e os sons do batimento cardíaco. E tudo isso de forma contínua, 24 horas por dia. A pessoa que adquirir esse colete milagroso será capaz de instalar um aplicativo especial em seu smartphone, onde todos os dados do trabalho de seu coração serão armazenados.

O desenvolvedor e criador desse produto ressalta que o aplicativo pode diagnosticar e até prever problemas cardíacos graves, sendo que a atividade anormal do músculo cardíaco torna-se visível no ECG 2 dias antes do ataque acontecer. O colete já foi testado com sucesso em voluntários.

14. Oftalmologistas israelenses inventaram colírios que restauram a córnea

Você consegue imaginar que muito em breve os óculos para a correção da visão não serão mais necessários, uma vez que seu propósito principal será cumprido por algumas simples gotas? É nisso que um grupo de oftalmologistas israelenses está trabalhando. Os pesquisadores já testaram com sucesso essas gotas em porcos. E os resultados da pesquisa superaram todas as expectativas. As gotas mostraram uma alta eficiência na luta contra miopia e hipermetropia. Além disso, de acordo com os cientistas, as gotas podem substituir as lentes multifocais.

13. Policiais chineses receberam óculos inteligentes com reconhecimento facial

Desde o início de 2018, a polícia da cidade chinesa de Zhengzhou recebeu os óculos inteligentes GLXSS, equipados com tecnologia de reconhecimento facial. As lentes são capazes de tirar fotos, gravar vídeos em qualidade HD e exibir informações graças à tecnologia de realidade aumentada. Este dispositivo funcional já ajudou a prender quase 40 criminosos, dos quais 7 são suspeitos de terem cometido crimes graves.

O GLXSS custa de cerca de 635 dólares, mas ainda não pode ser comprado para uso pessoal.

12. Chinelos fabricados pela Nissan que “estacionam” sozinhos

Finalmente, o problema dos sapatos que estão constantemente perdidos em algum lugar da casa pode ser uma coisa do passado, já que foram apresentados pela Nissan os chinelos com rodas. Eles também são equipados com motores e sensores que usam a tecnologia ProPilot. Graças a isso, os chinelos retornam sozinhos ao local previamente especificado. Hoje, quem quiser pode experimentar este milagre da tecnologia em um dos hotéis no Japão.

11. Na China, o táxi aéreo já foi testado com sucesso

O auto drone EHang 184 é semelhante a um helicóptero, mas tem uma funcionalidade muito maior. Sua capacidade é de 2 passageiros, pode voar até 15 km com uma única carga e também acelerar a 130 quilômetros por hora. Mas a principal característica do EHang 184 é sua autonomia. Os criadores acreditam que a versão comercial do táxi voador funcionará no piloto automático. A pessoa que usa o transporte só terá que especificar o ponto final da rota. Devemos destacar que tanto os engenheiros quanto o autor do projeto, além do vice-prefeito de Canton, cidade na China participaram pessoalmente dos testes.

É possível que este táxi aéreo seja em breve a solução para os muitos quilômetros de engarrafamentos sofridos pelos moradores das cidades grandes.

10. A inteligência artificial a serviço da humanidade

Esta notícia não pode ser atribuída a uma descoberta científica recente, mas tudo o que já aconteceu na história é um excelente exemplo do enorme desenvolvimento da inteligência artificial.

Em janeiro deste ano, uma mulher argentina fez uma publicação no Facebook em que dizia adeus aos seus amigos e familiares, e isso acompanhado com uma foto de remédios tranquilizantes poderosos. Sua publicação foi reconhecida instantaneamente pelos algoritmos da rede social que utiliza inteligência artificial para esses fins. O programa enviou um sinal para a administração do site nos Estados Unidos, que, por sua vez, se comunicava com os serviços de emergência de Buenos Aires. Os socorristas chegaram ao local e encontraram a mulher inconsciente e, graças a essa rápida resposta operacional, conseguiram salvá-la.

9. Foram criadas mãos de exoesqueleto, que são controladas com o poder do pensamento

Os engenheiros da Escola Politécnica Federal de Zurique criaram um protótipo de uma mão de exoesqueleto que pode ser controlada com o poder do pensamento. Os eletrodos do dispositivo são colocados em um capacete especial: nas versões anteriores, os eletrodos tinham que ser implantados sob a pele. O exoesqueleto é fácil de manusear, e sua instalação leva apenas alguns minutos. O dispositivo já foi testado por pessoas que sobreviveram a um acidente vascular cerebral e lesões na medula espinhal. Os engenheiros estão aperfeiçoando o exoesqueleto para lançá-lo em produção em massa em um futuro próximo.

8. Testes em larga escala de veículos não tripulados

Em 2017, ficou claro que os veículos não tripulados se tornarão parte integrante da vida humana. Nos EUA, o primeiro lugar nesta indústria pertence à empresa Tesla, que anualmente melhora seus veículos elétricos equipados com sistemas não tripulados.

Os moradores e visitantes de Paris agora podem viajar em um microônibus experimental não tripulado, com um motor elétrico. E, muito recentemente, o serviço Yandex Taxi testou carros não tripulados, embora por enquanto apenas em um território fechado.

Nos próximos anos, passaremos por uma mudança nas regras internacionais de trânsito e nos tornaremos testemunhas da implementação de leis estaduais que garantirão que os veículos não tripulados nas estradas de nosso planeta estejam totalmente registrados.

7. Criptomoeda: um novo componente da economia global

Em 2017, a economia global enfrentou um desafio inesperado: um crescimento sem precedentes na popularidade do dinheiro eletrônico ou criptomoeda. Apesar do fato de que a primeira e mais famosa atualmente, o Bitcoin foi lançado em 2009, tornou-se popular em todo o mundo no meio do ano passado. De agosto a dezembro, o preço do Bitcoin sofreu mudanças drásticas, subindo de 2 mil dólares para 20 mil dólares, e depois caindo para quase 6.500 dólares por unidade.

Analistas das maiores organizações financeiras prevêem que as criptomoedas terão um lugar seguro na economia global, juntamente com o euro e o dólar.

6. Pesquisadores demonstraram o fracasso da teoria da origem dos humanos modernos, ou seja, de todos nós

Em 2017, a humanidade fez progressos significativos na área do conhecimento sobre sua origem.
Por muito tempo, acreditou-se que o Homo sapiens, que atualmente habita o planeta, era descendente de espécie mais antiga de aproximadamente 200 mil anos atrás, com origem em algum lugar na África Oriental. A maioria dos dados antropológicos e arqueológicos atualmente conhecidos confirmava essa versão.

Mas, no ano passado, a revista Nature publicou um artigo produzido por uma equipe internacional de cientistas, que descobriu fragmentos de pessoas com mais de 300 mil anos. Eles viviam em uma parte completamente diferente do continente africano. Os pesquisadores dizem que se colocássemos roupas modernas neles e os deixássemos que andassem em meio a multidão, seria impossível diferenciá-los de nós. Esta descoberta demonstrou a inconsistência da teoria estabelecida sobre a origem do ser humano, que os cientistas terão que tentar desvendar desde o início.

5. Astrônomos descobriram no Sistema Solar um objeto de origem galáctica: o Oumuamua

Em 2017, outro desafio completamente novo foi lançado na ciência moderna. Pela primeira vez na história da observação, um corpo cósmico de origem galáctica foi descoberto no sistema solar.

No observatório de W. M. Keck, no arquipélago havaiano, os astrônomos descobriram um asteroide único que não faz parte do sistema solar. Isso significa que ele foi formado em algum lugar no espaço galáctico desconhecido. A velocidade hiperbólica do asteroide permitirá que ele continue sua jornada pelo espaço, já que o objeto não está sujeito ao centro de nossa atração, o Sol.

Vale lembrar que vários cientistas elaboraram hipóteses sobre a origem artificial desse asteróide. O assunto chegou a tal ponto que foi apontado um poderoso radiotelescópio na direção do asteroide, com a esperança de captar sinais de nossos “irmãos extraterrestres” em 4 ondas de rádio.

4. Cientistas chineses clonaram um macaco

Essa é a primeira experiência de clonagem bem sucedida de acordo com o método da “ovelha Dolly”, graças ao fato de que os biólogos moleculares conseguiram criar dois clones completos de um único macaco. Os animais, nascidos de uma mãe de aluguel, têm o mesmo DNA. No futuro, esse sucesso ajudará a encontrar uma maneira de salvar a humanidade do câncer, evitar doenças hereditárias e, é claro, de clonar animais já extintos.

3. Edição de genes para o tratamento de um paciente vivo

Em 2017, os bioengenheiros fizeram uma mudança nos genes de uma pessoa viva pela primeira vez. Em agosto passado, especialistas da Universidade de Oregon realizaram a primeira tentativa de
modificação genética de um embrião, eliminando o gene responsável pelo aparecimento de uma doença cardíaca hereditária. A operação foi bem sucedida.

Outra empresa também realizou uma operação para alterar o genoma de suínos, usando a tecnologia CRISPR. O objetivo da empresa é fazer com que os órgãos dos animais sejam adequados para o transplante humano. Graças à edição dos genes, nasceram 37 descendentes absolutamente saudáveis, nos quais nenhum vírus prejudicial aos seres humanos foi encontrado.

E, finalmente, uma modificação genética foi feita em uma pessoa viva. O paciente era um homem de 44 anos que sofria da síndrome de Hunter. Atualmente os cientistas estão aguardando os resultados do método aplicado. E, caso eles se mostrem positivos, os médicos poderão curar doenças graves em um futuro próximo.

2. Cientistas estão prestes a libertar a humanidade das doenças oncológicas

Existe uma opinião de que o câncer é a doença do século XXI. E, se isso for verdade, os especialistas modernos já estão próximos, finalmente, de libertar o mundo dessa palavra terrível. É claro que não será possível erradicar completamente a doença, mas cientistas de todo o mundo estão prestes a equipará-la à SARS.

Em 2017, vários métodos foram testados para combater células cancerígenas, mas o mais progressivo provou ser o tratamento não cirúrgico do câncer do útero. Alguns espermatozóides tratados com o medicamento foram enviados para o local afetado e, uma vez lá, o esperma ligado ao útero expeliu a droga. Como resultado dos testes, foi possível alcançar a eliminação de 90% das células infectadas. Esse método, no futuro, tem como objetivo prevenir a quimioterapia.

1. O primeiro transplante de cabeça humana bem sucedido da história

Essa notícia parece ter sido contada por uma pessoa que retornou de uma viagem para o futuro distante não é mesmo? Mas se pensarmos direito sobre isso, o futuro é agora. E isso é o que nossos cientistas estão tentando provar.

Sob a liderança de Sergio Canavero, alguns cirurgiões chineses realizaram o primeiro transplante de uma cabeça humana da história, de um cadáver para outro. A operação durou 18 horas e o resultado foi uma conexão bem sucedida da coluna vertebral, nervos e vasos sanguíneos. Em 25 de dezembro de 2017, Sergio Canavero declarou que em 2018 a primeira operação de transplante de cabeça será realizada em uma pessoa viva, que será uma cidadã chinesa.

Além de todas essas descobertas e conquistas, vamos relembrar o período 2017-2018 para os seguintes eventos científicos:

  • Reaproveitamento da 1ª etapa do veículo de lançamento da SpaceX, Falcon 9. Os especialistas da empresa de Elon Musk fizeram um grande avanço lançando o foguete de carga Falcon 9, que já havia sido colocado anteriormente em órbita próxima à Terra. Ao fazer isso, eles economizaram cerca de 18 milhões de dólares para um lançamento. No futuro, isso ajudará a reduzir o custo da pesquisa espacial.
  • Detecção de exoplanetas. Talvez esta tenha sido uma das principais notícias do ano passado da NASA. No sistema TRAPPIST-1, foram descobertos 7 planetas, três dos quais estão em uma zona habitável: um intervalo da distância entre um planeta terrestre e uma estrela, em que pode haver um ambiente favorável para o desenvolvimento da vida.
  • A vitória da inteligência artificial Alfa Go sobre o ser humano. No ano passado, uma máquina, ou melhor, um programa especialmente projetado, derrotou o melhor jogador do mundo de Go. Este jogo é considerado mais difícil que o xadrez.
  • No início de fevereiro, a SpaceX lançou o foguete Falcon Heavy que, se acordo com o projeto, será capaz de transportar até 64 toneladas de carga para a órbita baixa terrestre e 16,8 toneladas para Marte. O foguete lançou no espaço um carro cor de cereja escuro, o Tesla Roadster, propriedade de Elon Musk. No veículo havia um manequim vestido com um traje espacial
    SpaceX. Esse é um avanço real, porque hoje o veículo de lançamento mais pesado em operação tem uma carga útil de 28,7 toneladas.

Quais destas descobertas científicas, na sua opinião, trarão mais benefícios para o nosso mundo? Já pensou andar de taxi aéreo ou ver alguém com uma cabeça transplantada? O que acha de tudo isso? Deixe suas respostas nos comentários!

Incrível/Invenções/17 Descobertas científicas que estão prestes a revolucionar nosso mundo
Compartilhar este artigo
Você pode gostar destes artigos