Incrível
Incrível

20+ Fatos sobre Miuccia Prada provando que sua marca é amada por intelectuais da moda por uma razão

Para toda a indústria fashion, o nome Miuccia Prada é um símbolo de moda perfeita e progressiva. Chefe de uma das marcas mais famosas atuais, ela tem sido estilista de roupas ao longo de toda a sua vida e sempre se orgulhou de gerenciar a Prada. A propósito, Miuccia não tem formação especializada na área: formou-se na universidade em Ciências Políticas.

Nós, do Incrível.club, não tínhamos ideia de como a vida de Miuccia era emocionante antes de ela começar a administrar a Prada. Também não sabíamos que muitas das coisas produzidas sob essa marca carregam um significado especial.

  • Miuccia nasceu na cidade italiana de Milão em 1949. Ela era a neta mais nova de Mario Prada, fundador da Prada (1913). A empresa passou a chamar-se Fratelli Prada (Irmãos Prada) e se especializou na produção de malas e bolsas de alta qualidade para viajantes.

  • O avô morreu quando a menina tinha 9 anos de idade. Mario estava convencidonão deixar as mulheres entrar nos negócios, mas seu filho era indiferente a esse ramo de atividade. Portanto, a mãe de Miuccia, Luisa, teve de assumir a direção da empresa.

  • Em 1973, a jovem recebeu seu doutorado em Ciências Políticas. Posteriormente, juntou-se ao partido comunista e começou a lutar pelos direitos das mulheres. Hoje, as ideias feministas de Miuccia podem ser vistas em quase todas as coleções da Prada. Transformou o conceito de atratividade feminina, libertando-o dos clichês associados ao gênero. Segundo ela, não há nada de errado com uma mulher que gosta de se vestir lindamente, mas isso não significa que ela deva necessariamente parecer uma “boneca”.

  • A jovem queria seguir a pantomima (modalidade de teatro gestual) e até estudou essa arte por cinco anos. Durante algum tempo, trabalhou nessa especialidade no Teatro Piccolo de Milão.

  • Luisa Prada gerenciou a empresa por 20 anos antes da filha assumir seu lugar em 1978. Miuccia admitiu: “Sendo uma feminista nos anos 1970, você pode imaginar como era inapropriado falar sobre moda. Mas eu amei, tanto que fiz”.

“Quando comecei a administrar a Prada, todos odiavam o que eu estava fazendo, exceto algumas pessoas inteligentes”.
  • Foi então que ela conheceu Patrizio Bertelli. No início, tornaram-se parceiros de negócios, e depois um casal em 1987. Hoje eles têm dois filhos. A propósito, foi Patrizio quem deu à esposa a ideia de produzir não só bolsas, mas também roupas com a marca Prada.

  • Em seguida, Miuccia lançou uma coleção de mochilas e bolsas feitas de nylon preto resistente. A ideia surgiu depois que a estilista italiana visitou uma fábrica especializada na produção de tendas militares e paraquedas.

  • As mochilas foram confeccionadas em nylon Pocono preto sem qualquer decoração. Com isso, a designer-chefe da Prada desafiou ideias estereotipadas sobre o que constitui luxo no mundo da moda. Essa coleção de mochilas foi chamada de “símbolo de status antistatus”.

  • Aliás, o logotipo da marca não é um elemento de design chamativo, como costuma acontecer com outros produtos de marcas de luxo, como Louis Vuitton. A Prada vende seus itens projetando uma imagem de “esnobismo inverso”. Raramente serão vistas roupas da marca italiana com logotipos grandes, porque as suas peças são feitas preferencialmente para quem já a conhece.

  • Em 1985, Miuccia lançou a clássica bolsa Prada, que causou furor no mundo fashion e mais tarde se tornou o cartão de visita da grife. Essa elegante mochila de nylon preta ainda hoje está disponível para compra.

  • A grife italiana exibiu sua coleção de roupas femininas em Milão em 1988, com praticamente quase todas as modelos desfilando na passarela com roupas de cintura baixa e cintos fininhos. Inicialmente, isso foi encarado com cautela, mas foi essa coleção que marcou o início do sucesso da marca na década de 1990, quando a Prada se tornou uma das mais influentes casas de moda. As roupas da grife passaram a ser associadas a um estilo luxuoso, porém simples e provocante.

  • Em 1992, a famosa estilista italiana fundou a marca de roupas e acessórios femininos de alta-costura Miu Miu, que é totalmente controlada pela Prada. O nome da marca vem do apelido de infância de Miuccia, Miu. “Miu Miu foi concebida para mulheres sofisticadas e elegantes que adoram estar à frente das tendências da moda”. Pode-se dizer que ela combina uma elegância refinada e bruta com juventude e rebeldia.

  • Na segunda metade dos anos 1990, a Prada solidificou sua reputação. Os jornalistas da época notaram que o estilo “feio-chique” da marca, que a princípio confundia os clientes ao mostrar roupas pouco atraentes, depois se tornou mais ousado e original. Não é à toa que essa grife é considerada uma das mais conceituais.

  • Pode-se dizer que essa é uma marca para intelectuais da moda. Na verdade, em cada coleção da Prada há necessariamente uma peça que carrega um grande significado. Miuccia se tornou a primeira no mundo da moda a colaborar com artistas. Por exemplo, em 2008 e 2018, ela convidou James Jean, que desenha quadrinhos, para criar novas coleções. Ele também elaborou a cenografia dos shows e pintou as paredes das boutiques Prada. Embora, segundo a própria estilista, não tenha uma paixão especial por quadrinhos, ela sente sua influência na modernidade.

“Ao escolher roupas, você precisa se concentrar apenas em si mesmo. Para mim, essa abordagem é fundamental. Ser você mesmo, conhecer a si mesmo, saber exatamente o que você quer é um aspecto essencial da vida em geral, não apenas da moda. Sim, é difícil, mas necessário: você tem de escolher o seu trabalho, suas ideias, decidir quem você é, e depois a escolha da roupa se tornará simples. As roupas estão apenas a serviço da sua vida e de você como pessoa”.
  • Lançar camisetas com slogans não faz parte do estilo Prada. A estilista italiana disse: “Meus pensamentos são complexos. Eu nunca seria capaz de expressá-los em uma palavra”. No entanto, ela encontrou uma forma de mostrar seu ponto de vista e costuma produzir camisetas com estampas de cartunistas. Por exemplo, teve uma época em que cartunistas retratavam nas roupas mulheres disfarçadas de super-heroínas combatendo as forças do mal. Dessa forma, Miuccia tentou expressar sobre os direitos das mulheres. Como ela mesma admitiu certa vez: “Meu trabalho é falar através das roupas”.

  • Aliás, Miuccia prefere recorrer a arquitetos e artistas para decorar suas boutiques. Por conta disso, é simplesmente impossível passar por uma loja Prada em qualquer lugar do mundo e não prestar atenção nela.

  • A grife acompanha as tecnologias modernas. Assim, em 2007, juntamente com a LG, lançaram o primeiro smartphone com tela full touch, o LG Prada. E isso aconteceu seis meses antes da apresentação do primeiro IPhone.

  • A designer-chefe da Prada é uma das poucas estilistas que não tem nada contra a falsificação de roupas. Ela admite: “Não me importo se for copiada”.

  • Quando questionada sobre uma possível colaboração com H&M ou Topshop, a estilista responde com um “não” categórico. A Prada nunca vai lançar roupas que sejam acessíveis. Miuccia simplesmente não gosta da “ideia de uma cópia ruim da marca principal”. “Se eu tivesse uma ideia engenhosa de fazer moda que custe menos, mas que não fosse uma cópia ruim de outra coisa, eu a faria”.

  • Miuccia tem um amor especial por modelos da Rússia. Em 2018, o desfile da casa de moda foi inaugurado pela russa Kristina Grikaite. Foi através da Prada que o mundo conheceu Milena Litvinovskaya. A estilista italiana também participou da carreira de Sasha Pivovarova e Natalia Vodianova.

  • Em 2013, o longa O Grande Gatsby foi lançado e quase todos os figurinos dos personagens foram criados pela figurinista Catherine Martin em colaboração com a Prada.

  • Tilda Swinton, Ralph Fiennes e Willem Dafoe também usaram roupas e malas Prada no filme O Grande Hotel Budapeste.

  • Miuccia recebeu vários prêmios ao longo de sua carreira. Ela foi repetidamente reconhecida como a melhor estilista de roupas femininas e, em 2005, de acordo com a revista Time, foi eleita uma das cem pessoas mais influentes do mundo.

  • Em 2013, a Forbeslistou entre as pessoas mais elegantes com mais de 50 anos, e em 2014 a colocou no 75º lugar no ranking das mais influentes do mundo.

O que mais te surpreendeu sobre a vida e carreira da designer-chefe da Prada? Comente!

Imagem de capa AFP / East News
Compartilhar este artigo