Incrível
Incrível

16 Casos em que móveis jogados fora receberam uma segunda vida e ficaram mais legais do que peças de design

Os móveis antigos restaurados estão ganhando cada vez mais espaço no mundo do design de interiores. Assim, antiguidades que antes poderiam ir parar na lixeira ganham uma nova vida. Artesã e especialista em decoração, Ilseyar Muflikhanova deixou um antes promissor trabalho na área de relações internacionais para transformar seu hobby criativo em um negócio de verdade. No blog de seu estúdio, ela compartilha ideias sobre como repintar uma geladeira, dar uma nova vida a um armário estragado por cupins, ou fazer uma transformação incrível em uma cômoda comum, por exemplo.

Quando olhamos as obras de Ilseyar, nós, do Incrível.club, só reforçamos nossa convicção de que “elegante” nem sempre significa “caro”.

“Certa vez, uma convidada de nossa casa disse em tom jocoso: ’Parece que acharam a mobília desta casa em uma lixeira!’ Bem, em parte, é verdade, e me orgulho disso”

“Minha primeira geladeira. Dei a ela uma nova vida. E, vejam, ela é tão elegante e funcional quanto uma da famosa marca italiana Smeg, não acham?”

“Recebi um lindo carrinho de mão infantil, com palavras doces para os ouvidos de qualquer pessoa criativa: ’Não tenha pressa. Reforme ao seu gosto’. O carrinho foi feito inteiramente à mão em 1962 no Tartaristão”

“’Ficamos com pena de jogá-la fora’, foi o que me escreveram sobre a mesinha. Claro, eu fui salvar a pobrezinha. Na verdade, eu não me importo em pegar peças abandonadas no lixo, mas desta vez, nem precisei. Pude ir buscar na casa do doador”

“Eu não costumo usar o dourado no dia a dia. Não gosto muito e não sei lidar com essa tonalidade. Mas, para esta mesa em particular, queria adicionar detalhes dourados”

“A repintura desta cozinha deixou os proprietários confusos. Transformação legal, não acham?”

Assim como uma varinha mágica, um pincel com tinta dá uma segunda vida a móveis abandonados

“Estou encantada! A cor verde saturada é escolhida por clientes com bastante frequência, e com razão. Esta cômoda ficou com a cara do verão. Vocês também estão vendo uma árvore com folhas verdes e galhos fortes?”

“O cupim comeu com apetite a parte inferior. Tive de trocá-la, tirar o verniz com secador de cabelo, lixar, tratar com produto para eliminar os fungos e os cupins, preparar a superfície e, só depois, pintar”

“Restauração em números: 25 reais para a cadeira, dois pedaços de espuma, 18 reais para um metro de tecido, 60 milímetros de tinta e uns 20 gramas de cera para o acabamento”

“Muitas vezes, os clientes pedem para repintar seus móveis brancos. Ao escolher a cor branca para as paredes e pisos, pense em como destacar os móveis e outros elementos. Por exemplo, plantas, almofadas ou mesmo mesinhas com maçanetas diferentes”

“Você pode ser um ’avô conservador’ aos 20 anos, ou, aos 87, descobrir novas formas de pintura e decoração e reformar sua biblioteca. E depois ainda decidir ’pintar as maçanetas de vermelho e desenhar alguma coisa’”

“Quando meu marido ouviu ’madeira de bétula da Carélia”, seus olhos brilharam. E quando eu disse as palavras mágicas ’de graça’, começou a ligar para transportadora de móveis. Procurei este armário na Internet e finalmente encontrei"

“Existem móveis que são especialmente agradáveis de se reformar — pelo menos na minha opinião. Nesses momentos, eu amo tudo: a minha profissão, as mãos calejadas e as dores nas costas. Me sinto uma decoradora feliz”

“Comprei este relógio de uma avó na OLX”

Aparador do século passado feito de nogueira

E você, gosta de antiguidades na decoração de interiores? Possui uma peça nesse estilo em sua casa?

Incrível/Design/16 Casos em que móveis jogados fora receberam uma segunda vida e ficaram mais legais do que peças de design
Compartilhar este artigo