Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

17 Plantas que são fáceis de cuidar e servem para decorar a casa (perfeitas para quem tem pouco tempo)

Muita gente deseja dar um ar mais aconchegante ao lar recorrendo a plantas, desde que elas não exijam muitos cuidados. Logo, talvez você se interesse por saber que existem várias opções, com tamanhos e cores diferentes, todas com “manutenção” simples. Com essas plantas, é perfeitamente possível decorar espaços internos e externos. Algumas delas exigem pouca água, exposição ao sol por algumas horas ou podem até mesmo ficar à sombra. O melhor de tudo é que as plantas deixam qualquer residência mais harmoniosa. Então, é importante que a presença delas seja possível sem que isso signifique maiores preocupações.

Incrível.club preparou uma seleção com 17 plantas com as quais você pode decorar qualquer cômodo da sua casa. Além de lindas, elas são resistentes e fáceis de cuidar. Acompanhe!

1. Crassula ovata ou planta jade

crassula ovata, ou planta jade, é uma suculenta de folhas brilhantes e carnosas com intensa cor verde. O cuidado que ela exige é mínimo, mas precisa ficar exposta ao sol entre quatro e seis horas por dia. Ela, no entanto, é sensível ao excesso de água. Logo, o recomendado é que ela só seja regada quando o substrato estiver completamente seco. Ela pode ficar tanto dentro quanto fora da casa ou do apartamento, adaptando-se bem a vasos e também ao solo.

2. Lírio-da-paz

O lírio-da-paz é uma planta que pode viver por muitos anos com cuidados mínimos, já que precisa ser regada apenas duas vezes por semana ou quando a terra estiver seca. Além disso, ela é capaz de absorver a umidade excessiva presente no ambiente. Sua única exigência é muita luz, mas não direta. O lírio-da-paz precisa ficar em um ambiente onde a temperatura oscile entre 18 e 25 °C. Sob tais condições, floresce constantemente, da primavera até o outono.

3. Monstera deliciosa ou costela-de-adão

monstera deliciosa é uma planta de folhas verdes, grandes e chamativas. Ela não curte o sol direto, preferindo a umidade em suas folhas (sem exageros). Como a planta não gosta do excesso de água, a rega deve ser mínima. Por conta de tais características, é uma excelente opção para ter dentro de casa ou em um espaço onde a luz não chegue de maneira tão direta. Quando ela é cultivada em ambientes externos, costuma dar um fruto comestível que muita gente garante ter um sabor parecido com o do abacaxi.

4. Fatsia japonica ou arália-japonesa

A arália-japonesa, ou fatsia japonica, é uma planta de folhas que lembram palmeiras, contando oito pontas. Ela é muito conhecida por sua resistência, podendo ser cultivada tanto dentro quanto fora de casa. É capaz de tolerar a luz, crescendo frondosamente quando recebe os raios solares diretamente. Especialistas em jardinagem recomendam que ela fique sempre em local que dê alguma sombra, recebendo regas moderadas.

5. Hera

A hera é uma variedade capaz de suportar a falta de luz. Por isso, costuma ser mantida em espaços internos quando está pequena, sendo levada para o lado de fora após crescer. A planta não pode receber luz direta, mas também não suporta locais completamente escuros, pois isso pode comprometer a coloração de suas folhas. Deve ser mantida úmida, o que exige regas duas vezes por semana. Ademais, precisa ficar em pontos onde não seja afetada por ventos fortes.

6. Clivia miniata ou clívia

A clívia é a melhor amiga de quem deseja encher a casa de cor. Estamos falando de uma espécie conhecida por suas folhas compridas e carnosas, sem falar nas suas flores, em tons de laranja, vermelho e branco, que aparecem na primavera. Os cuidados são simples: a planta precisa de pouca luz (não pode ser luz direta), preferindo ficar à sombra, seja dentro ou fora de casa. Durante as etapas mais iniciais de crescimento, precisa ser regada a cada 15 dias, mas sem excessos: água demais é um grande problema para a clívia.

7. Crisântemo

Cultivar crisântemos é tarefa fácil, dando como resultado belas flores em diferentes tonalidades. Ao comprar a planta é bom verificar se há a presença de botões e se eles ainda estão abertos. Precauções exigidas: o crisântemo gosta de ficar em locais claros e ventilados, mas sem correntes de ar, e de bastante umidade.

8. Zamioculca

A zamioculca (ou zamioculcas) é considerada uma planta resistente, daquelas que não fazem muitas exigências. Se você tem um estilo de vida apressado e ocupado, pode ser a alternativa perfeita. Ela cresce bem em locais iluminados ou com sombra, mas para um desenvolvimento ainda melhor, é bom evitar a exposição direta ao sol. A frequência da rega vai depender do local onde a planta ficar: quanto mais luz, mais água, com o cuidado de não encharcá-la.

9. Aspidistra

aspidistra é outra planta que requer poucos cuidados. Ela é tão forte que muita gente a considera a escolha ideal para quem tem péssima mão para jardinagem. Se quiser ter uma dessas em casa, saiba que ela se adapta a qualquer espaço, ainda que haja pouca luz. Assim como outras integrantes da nossa lista, a planta não lida bem com exposição direta ao sol, do contrário pode ter seu desenvolvimento negativamente afetado. Não exige muita água, mas é bom regá-la quando o substrato estiver superficialmente seco.

10. Primavera ou bougainvillea

Esse arbusto trepador pode ser cultivado no solo (chegando a oito metros de altura) ou então em vasos, onde a floração pode alcançar até três metros. A planta tem como particularidade as folhas, coloridas, enquanto a flor interna é completamente branca. Para obter os melhores resultados, o ideal é que ela seja deixada onde há muita luz. Requer umidade, mas não suporta ficar encharcada.

11. Chamaedorea elegans ou camedórea-elegante

Se você estava em busca de uma planta extremadamente resistente, acaba de encontrar. A camedórea-elegante requer regas muito moderadas, só quando a terra estiver bem seca. Uma grande vantagem é que ela se adapta tanto a locais escuros quanto iluminados. Convém lembrar que é bom evitar a luz solar direta na maioria das plantas, já que isso pode causar problemas irreversíveis, e com essa espécie não é diferente. Para que a planta atinja seu maior esplendor, deixe-a em locais com temperaturas variando entre 18 e 25 °C.

12. Hortênsia

As hortênsias são belas plantas que crescem espontaneamente em alguns jardins. As cores das suas flores variam de acordo com o pH do solo em que foram cultivadas, mas as mais comuns são azul, rosa e branco. Se a sua ideia for ter essas belezas em casa, faça o possível para colocá-las em uma área em que o sol bata pela manhã (não diretamente) e onde faça sombra à tarde. Além disso, é preciso deixar as hortênsias em locais frescos, regando diariamente durante as florações.

13. Agapanto

Trata-se de uma planta que se destaca pela coloração azul ou branca de suas flores. Requer água de duas a três vezes por semana, sendo resistente a certas pragas, exceto a lesmas e caracóis. Um aviso: é preciso ter paciência com a planta, já que ela pode demorar até dois anos para dar flores. É resistente a ambientes externos e a temperaturas abaixo de zero.

14. Dracena

Essa espécie está entre as mais usadas para decorar espaços internos, pois só precisa de água quando a terra fica completamente seca. A dracena prefere áreas bem iluminadas, então agradece se você deixá-la perto de uma janela, onde ela poderá receber os raios de luz de que tanto gosta. Em interiores, consegue crescer intensamente, mas não é amiga do frio nem das correntes de ar.

15. Tradescantia

Essa planta faz parte da família commelinaceae, formada por 75 espécies. As mais comuns são: tradescantia zebrina, tradescantia fluminensis, tradescantia pallida, tradescantia albiflora, tradescantia spathacea, tradescantia sillamontana, tradescantia brevicaulis, tradescantia multiflora e tradescantia virginiana. Trata-se de uma opção perfeita para ambientes internos e externos, com suas características folhas arroxeadas. Exige cuidados simples e não costuma sofrer com doenças, tornando-se uma grande candidata para quem está dando os primeiros passos na jardinagem.

16. Aptenia cordifolia ou rosinha-de-sol

Aqui está mais uma planta para se ter em casa e que não precisa de muitos cuidados. Suas flores têm uma particularidade característica: aparecem durante o dia e se escondem à noite. Mas se quiser que ela atinja todo o potencial ao florescer, coloque-a em um local onde receba bastante luz. O substrato precisa ser umedecido uma vez por semana.

17. Ficus lyrata ou figueira-lira

Essa planta faz muito sucesso entre os entusiastas da jardinagem. Ela precisa de luz, desde que não seja direta. A figueira-lira, cujo nome se deve ao formato de suas folhas, com formato similar ao do instrumento musical, não requer regas tão frequentes: no inverno, uma vez por semana é suficiente, enquanto no verão a planta precisa de mais água. Para quem está em busca de uma planta que dure a vida toda, ela cai como uma luva. Quem tem uma delas em casa raramente se arrepende!

Você conhece outro tipo de planta também boa para ter em casa? Em sua opinião, qual a melhor opção para dar mais verde a ambientes internos em uma residência? Comente!

Compartilhar este artigo