10 Itens que usamos diariamente sem perceber que escondem muita sujeira

Podemos até achar que dominamos as atividades básicas de limpeza como lavar a louça, varrer, jogar o lixo fora e limpar os móveis. Mas a sujeira pode se acumular nos lugares e objetos mais estranhos, mesmo naqueles que usamos todos os dias e achamos que não sujam tão facilmente. Você sabia que os fones de ouvido precisam ser higienizados diariamente?

Incrível.club deu uma olhada em itens nos quais raramente prestamos atenção, mas se nos atrevêssemos a fazer isso, provavelmente encontraríamos poeira, sujeira e até mesmo algumas bactérias.

1. Esponja de cozinha

Poderíamos pensar que, como a esponja é usada para lavar a louça com sabão, ela está sempre limpa. Mas a realidade é outra. Segundo o especialista em germes, Charles Gerba, microbiologista da Universidade do Arizona, a esponja de cozinha é o item mais sujo da casa, porque sua superfície porosa acumula partículas de alimentos, e com a umidade, criam o ambiente perfeito para a proliferação de bactérias. E qual será a quantidade delas?

Em um estudo publicado pela Scientific Reports, o Centro de Pesquisa alemão para a Saúde Ambiental extraiu espécies de uma amostra de esponjas e encontrou 362 tipos diferentes de bactérias!

Como limpar: não existe nenhum método que remova completamente as bactérias da esponja. A limpeza desse objeto é bem difícil, devido à sua estrutura, no entanto, uma opção para eliminar as três principais cepas de bactérias que esse objeto pode conter é usando alvejante. Para isso, misture ¾ de xícaras de alvejante em quatro litros de água e em seguida mergulhe a esponja na solução, deixando repousar por cinco minutos.

2. Tábua de corte de madeira

Se uma tábua de corte não for devidamente limpa ou designada para cada tipo de alimento (por exemplo: uma para produtos crus, como carnes e peixes, e outra para pães, queijos, frutas e legumes), pode haver contaminação cruzada. Esse fenômeno ocorre quando dois ou mais alimentos entram em contato e um deles está cheio de bactérias, como a salmonela.

Essas tábuas são feitas de diversos materiais e um dos mais comuns é a madeira. Um estudo publicado no Journal of Food Protection afirmou que esse tipo de produto, por ser poroso, é mais propenso a acumular bactérias. Por isso, recomenda-se usá-lo apenas para cortar frutas, legumes, queijo ou pão.

Como limpar: faça uma pasta misturando uma colher de sopa de bicarbonato de sódio, uma colher de sopa de sal e uma colher de sopa de água. Cubra a tábua com essa mistura e limpe a sujeira. Outra opção para limpar esse utensílio, caso tenha cortado carne ou frutos do mar nele, é misturar uma colher de chá de alvejante com dois litros de água. Cubra a tábua com a solução e deixe descansar por alguns minutos. Em seguida, enxágue bem com água quente.

3. Abridor de latas

Em seu estudo sobre germes domésticos, a National Sanitation Foundation (NSF) descobriu que os abridores de latas podem abrigar vestígios de salmonela, E. coli, levedura e mofo.

Como limpar: depois de cada uso, lave o abridor com água quente e sabão. Preste especial atenção em cada parte da lâmina. Enxágue bem e depois deixe secar livremente.

4. Cafeteira

Uma pesquisa da CBS News de 2015 testou as cafeteiras de 10 famílias e descobriu que tanto o reservatório de água, o dispensador e o local em que o café é colocado abrigavam bactérias. Entre as cepas descobertas estavam estafilococos, estreptococos e E. coli. Esses germes podem provocar problemas gastrointestinais e dores de estômago.

Como limpar: acrescente até quatro xícaras de vinagre não diluído ao reservatório. Deixe descansar por 30 minutos e depois passe pela máquina de café. Em seguida, deixe o aparelho funcionar com água por dois ou três ciclos, até desaparecer o cheiro de vinagre. Para conseguir melhores resultados, siga as instruções de limpeza do fabricante.

5. Recipiente de água do seu animal de estimação

Um estudo da Universidade de Hartpury, no Reino Unido, identificou que os bebedores de cães ou tigelas de água são um refúgio para bactérias, por isso representam um risco de doença tanto para a saúde humana como para a dos animais de estimação. Também revelou que as bactérias têm mais probabilidade de se desenvolver em recipientes de plástico e cerâmica, do que em recipientes de aço inoxidável.

Como limpar: os recipientes dos animais de estimação devem ser lavados diariamente com água e sabão. Para desinfetá-los, adicione ½ xícara de alvejante a um galão de água. Deixe descansar na tigela por 10 minutos. Remova e limpe com bastante água para evitar a intoxicação do seu cachorro. Deixe secar livremente.

6. Porta-escovas

O terceiro objeto com maior quantidade de germes na casa é o porta-escovas de dentes, de acordo com um estudo da NSF. Nesse local, pode haver mofo e levedura, além de E. coli e estafilococos.

Como limpar: se o suporte da sua escova de dentes puder ser lavado na máquina de lavar louças, coloque-o na prateleira superior uma ou duas vezes por semana. Caso contrário, lave à mão com água quente e sabão, enxágue e depois limpe-o com toalhinhas desinfetantes uma ou duas vezes por semana.

7. Fones de ouvido

Você sabia que os fones de ouvido multiplicam até 11 vezes a quantidade de bactérias nos ouvidos? Cada pessoa tem uma flora bacteriana específica nos ouvidos, o que significa que as bactérias são normais e não causam infecções no organismo. Mas quando a quantidade atinge níveis muito altos ou as bactérias externas entram no ouvido, surgem as doenças. Uma má higienização dos fones aumenta o risco de aparecimento de fungos, espinhas ou furúnculos nos ouvidos, entre outras coisas.

Os especialistas recomendam limpar os fones de ouvido regularmente, levando em consideração suas características para não danificá-los. Além disso, aconselham que apenas sejam usados por você. Se precisar compartilhá-los, higienize-os antes e depois do uso.

Como limpar: se tiverem pontas de silicone, remova-as e limpe-as com um pano de microfibra levemente umedecido com água quente e sabão. Você pode usar um cotonete de algodão para remover qualquer resíduo. Deixe secar e guarde em um estojo.

Se as tampas forem de espuma, remova-as e lave-as com água quente e sabão comum. Também deixe secar e as coloque em um lugar limpo.

Para as malhas dos alto-falantes, remova a sujeira com uma escova de dentes seca. Em seguida, molhe um cotonete em um pouco de álcool e desinfete. Deixe secar antes de usar. Não se esqueça de limpar as outras partes dos fones de ouvido: cabo, diadema e microfone.

8. Escova do vaso sanitário

Essa peça é usada para limpar o banheiro, portanto, deve ser desinfetada e renovada com frequência para evitar que o mofo, as bactérias ou os germes cresçam e se acumulem ali. A escova pode ser lavada uma vez por semana ou até várias vezes, dependendo de como é usada.

Como limpar: coloque o utensílio entre o vaso sanitário e o assento e borrife desinfetante, água sanitária ou qualquer outro produto específico à vontade nas cerdas da escova. Deixe descansar por 10 minutos. Em seguida, enxágue com água quente e espere secar.

Borrife desinfetante no porta-escovas e deixe descansar durante 10 minutos. Enxágue com água quente e deixe secar completamente. Não junte as duas peças úmidas, pois, caso contrário, favorecerá a proliferação de germes.

9. Filtro de copo antiderramamento

A limpeza adequada desses objetos para crianças envolve mais do que enxaguar. Se não tiver cuidado, pode formar bolor na tampa e na válvula. Isso pode causar problemas de saúde, se for inalado ou tocado: provoca reações alérgicas ou crises de asma em pessoas sensíveis. Também pode causar infecções por micose. Além disso, a exposição ao mofo pode irritar os olhos, a pele, o nariz, a garganta e os pulmões.

Como limpar: desenrosque a tampa e retire a válvula. Separe o lacre branco do silicone transparente, lave todas as peças com água morna em abundância e sabão. Enxágue e esterilize a válvula (pode deixar ferver por 5 minutos). Deixe secar antes de voltar a montá-la, se for guardar a caneca por um tempo.

10. Canudos de metal reutilizáveis

Para conseguir mantê-los livres do mofo e de partículas de alimentos, os canudos devem ser limpos depois de cada uso. Por exemplo: se tomou um smoothie ou um suco de frutas, o ideal é limpar o canudo após o uso para tirar restos de frutas e outros ingredientes, antes que endureçam e grudem. Se apenas bebeu água, pode limpá-lo no final de cada dia.

Como limpar: mergulhe o canudo em água quente com sabão durante alguns minutos para soltar qualquer coisa que esteja presa no seu interior. Em seguida, use uma escova especial para limpar por dentro e por fora. Assim que tiver certeza de que o produto está limpo, enxágue-o, deixando secar na posição vertical.

Em qual outro objeto não prestamos atenção suficiente, mas deveríamos, pois pode esconder poeira, manchas e até mesmo graxa?

Compartilhar este artigo