Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Pesquisamos 12 suposições sobre tatuagens para descobrir se são mitos ou realidade

As tatuagens estão na moda e cada vez mais pessoas decidem decorar a pele com elas. Mas há muitas coisas que talvez não saibamos sobre o mundo das tattoos. Algumas questões são: qualquer um pode fazer uma tatuagem? Há algum tipo de restrição? Os desenhos somem com o passar do tempo? Há alguma cor que provoca mais dor na hora de fazer a tattoo? As dúvidas são inúmeras.

Incrível.club decidiu pesquisar todas essas incógnitas para saber mais sobre tatuagens e descobriu que existem muitos mitos por trás da “arte do corpo”.

1. Você não pode doar sangue se tiver tatuagem

Você provavelmente já ouviu falar que pessoas tatuadas não podem doar sangue. Mas isso não é verdade. Elas podem doar sangue se cumprirem todos os requisitos para se tornarem doadoras. Como as tatuagens são feitas com uma agulha que atinge a derme, se forem feitas de maneira inadequada podem causar infecções sanguíneas. No entanto, uma vez decorrido o tempo para descartar a hipótese de uma possível doença no sangue (entre seis e 12 meses após a tatuagem, dependendo do país e da instituição médica), a pessoa pode ser doadora.

2. Você não deve fazer uma tatuagem se estiver grávida

Uma mulher grávida que decide fazer uma tatuagem não corre riscos diferentes dos que teria se não tivesse um bebê no útero. As tatuagens não afetam o bebê ou o parto; no entanto, alguns médicos sugerem não fazer para evitar riscos de infecção. Caso decida fazer uma tatuagem, recomenda-se que não seja nas costas (onde receberá a injeção peridural) e que a tatuagem seja realizada ao menos 30 dias antes do parto. Afinal, sendo uma ferida que está cicatrizando, ela pode deixar a mulher desconfortável durante o trabalho de parto ou ter problemas com a cicatrização — e ninguém quer uma tattoo que não cicatrizou direito.

3. Pessoas diabéticas não podem fazer tatuagens

É um mito! O diabetes, por si só, não é uma contraindicação para se fazer uma tattoo. A única coisa que os médicos sugerem é evitar tatuagens nas áreas do corpo com menor circulação de sangue e onde normalmente é injetada insulina. Essas recomendações são para pacientes que se cuidam bem; se o diabetes for mal controlado, a pessoa pode correr o risco de ter a capacidade de cicatrização da pele reduzida, diminuindo a resposta imunológica a eventuais infecções causadas pela tatuagem.

4. A dor das tatuagens varia de acordo com o local do corpo

Verdade! A dor causada por uma tatuagem depende não apenas do grau de tolerância à dor da pessoa, mas também da região da tattoo. Normalmente, as que mais doem são aquelas realizadas em áreas do corpo com pouca gordura, próximas aos ossos ou onde há terminações nervosas. Se você está preocupado com isso, evite tatuar nas axilas, nas costelas, nos tornozelos, nos seios, nos cotovelos, nos quadris, no pescoço e no rosto.

5. Pessoas com tatuagens não podem fazer ressonâncias magnéticas

Existe a ideia de que uma pessoa com tatuagem pode ter problemas ao fazer uma ressonância magnética. Esse mito provavelmente está associado aos componentes metálicos existentes nas tintas da tatuagem. Mas, como acabamos de mencionar, trata-se de uma “lenda urbana”: de acordo com um estudo do Instituto Max Planck, na Alemanha, a possibilidade de um efeito colateral é mínima e os casos relatados são exceção. Talvez você até conheça alguém que possui uma tattoo e que já fez ressonância.

6. As tatuagens brancas são mais doloridas do que as de outras cores

Essa ideia é totalmente falsa. A tinta branca dificilmente é “protagonista” nas tattoos. Ela costuma ser usada para dar o acabamento nos desenhos, geralmente na etapa final do trabalho. Por isso, quando o tatuador aplica o branco, normalmente a pessoa já está “na agulha” há bastante tempo e, portanto, cansada do processo.

7. A tinta preta fica azulada com o passar do tempo

Verdade. Mas isso geralmente leva bastante tempo. Embora a tinta não fique exatamente azul, ela ganha, isso sim, uma tonalidade azulada, porque é absorvida e desbota gradualmente. Isso pode ser resultado da simples passagem do tempo, da exposição ao sol ou da região do corpo onde está o desenho. O tatuador Josh Egnew comenta que, como os pigmentos usados ​​no passado não eram de boa qualidade, era mais comum que desbotassem com o passar dos anos. Mas hoje, com as tintas sendo fabricadas com componentes mais modernos, é possível que as tattoos passem a desbotar menos... só o tempo dirá.

8. Ter hemofilia é um impedimento para fazer uma tatuagem

Parcialmente falso. A hemofilia, uma doença que impede a coagulação sanguínea adequada, tem vários níveis que variam de leve a grave. No caso de quem sofre de hemofilia leve, o risco de complicações hemorrágicas é menor. Por isso, é possível fazer tatuagem com a orientação de um médico. Para pacientes graves, no entanto, as tattoos não são recomendadas. O fato é que há, na literatura, casos de pessoas com hemofilia grave que fizeram uma tatuagem e não tiveram complicações. Tudo depende do caso. Mas consultar um médico é sempre recomendado.

9. A tatuagem irá impedi-lo de ter sucesso no trabalho

O preconceito com as tatuagens vem diminuindo e hoje é comum ver profissionais de sucesso em diversos segmentos exibindo a chamada “arte do corpo” sem qualquer problema. É verdade que ainda há ambientes de trabalho em que o tema ainda é tratado como tabu. Por isso, muitos defensores da liberdade de as pessoas fazerem o que bem entenderem com o próprio corpo continuam lutando pela quebra de barreiras.

10. A parte tatuada do corpo pode sangrar

Como as agulhas de tatuagem aplicam a tinta sob a pele, é normal que “encontrem” vasos sanguíneos, o que pode produzir algumas gotas de sangue. Mas isso não causa nenhum sangramento significativo. Na verdade, a maioria das pessoas não apresenta qualquer sangramento. Uma vez finalizada a tatuagem, há um período de 12 a 36 horas em que o corpo irá expelir o excesso de tinta e algum sangue. Nessa fase, é importante manter a região bem limpa, seguindo as orientações do tatuador.

11. Os tatuadores usam a mesma agulha para todos os clientes

Totalmente falso. Uma das regras sagradas de higiene dos estúdios de tatuagem é que todo o material usado seja totalmente novo. As agulhas, as luvas e as máscaras devem ser descartáveis, usadas apenas uma vez. Por isso, os artistas costumam abrir o material na frente do cliente. Uma vez concluída a tatuagem, todos esses resíduos devem ir para um recipiente específico, destinado aos “resíduos perigosos”, para que não representem perigo para quem coleta o lixo.

12. As tatuagens não podem ser apagadas

Parcialmente verdade. Existem, sim, tatuagens que podem ser apagadas. A má notícia é que isso não vale para todas. Embora haja cada vez mais estabelecimentos especializados na remoção de tatuagens, essa ainda é uma área pouco explorada. Até agora, sabe-se que as pequenas tatuagens pretas, com vários anos são as mais fáceis de eliminar. Já as com tintas amarelas, alaranjadas ou verdes são as mais difíceis de sumir completamente.

Agora que você sabe mais sobre o mundo das tatuagens e conhece os mitos e as verdades, só precisa decidir quando vai fazer a primeira (ou a próxima!). Aliás, deixamos de mencionar algum mito sobre o tema? Quais as outras perguntas que gostaria de fazer sobre o mundo das tattoos?