Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

15 Estrelas de Hollywood que precisaram de apenas um papel para voltar ao topo

O percurso no mundo da fama é muito imprevisível: uma hora você está no topo e na hora seguinte já não consegue nenhum papel relevante em Hollywood. Isso acontece, geralmente, depois de escândalos, papéis malsucedidos, ou o público ficar entediado depois muitos trabalhos seguidos do mesmo ator em filmes e séries. Alguns atores não conseguem lidar com a pressão de permanecer no topo e acabam desaparecendo após alguns anos de fama, já outros encontram forças para continuar e provar o seu valor. Acontece que apenas um papel certo e bem desempenhado é capaz de trazer as estrelas de volta ao topo rapidamente.

Incrível.club reuniu neste post um grupo de atores que ficaram longe das telonas por um tempo, mas que deram a volta por cima com atuações brilhantes. Acompanhe!

1. Joaquin Phoenix — O Mestre

Pheonix é um ator indicado ao Oscar e um dos favoritos de Hollywood hoje em dia, especialmente após Coringa, mas não há muito tempo ele passou por uma má fase na indústria cinematográfica. Em 2009, Joaquin e seu amigo Casey Affleck decidiram lançar um documentário experimental bastante controverso. Em Eu Ainda Estou Aqui, o ator deveria interpretar a si mesmo por um ano, e parecer meio maluco. Ninguém deveria saber que era uma farsa. Ele parou de cortar o cabelo, começou a se comporta de maneira estranha e disse que se aposentaria para virar um rapper. A imprensa começou a zombar dele abertamente e acabou que o projeto foi um fracasso.

O ator ficou desempregado por um ano, mas logo apareceu a oportunidade de ser escalado no papel principal do filme O Mestre, e foi um sucesso. Joaquin atuou de maneira majestosa para que ninguém duvidasse do seu talento, e após isso, sua carreia apenas cresceu.

2. Renée Zellweger — Judy: Muito Além do Arco-Íris

Basicamente, Renée Zellweger é lembrada pelo público pelo seu papel na comédia romântica O Diário de Bridget Jones. Então, a atriz interpretou a sedutora Roxie no musical Chicago, e todos perceberam que Renée também cantava muito bem. Finalmente, a atriz recebeu um Oscar por seu papel no filme Cold Mountain (sem tradução para o português). Mas, então, algo deu errado: Renée abusou das cirurgias plásticas e se tornou quase irreconhecível. Parecia que a própria atriz estava enterrando sua carreira.

No entanto, em 2019, Renée retornou para um papel em um drama, e o desempenhou atuando como a lendária Judy Garland na cinebiografia Judy: Muito Além do Arco-Íris. Ela fez um trabalho tão excepcional com esse personagem que os críticos já chamaram esse projeto como o renascimento da estrela e uma verdadeira vitória para Renée.

3. Matthew McConaughey — Clube de Compras Dallas

O que o público sabia sobre Matthew McConaughey até o início de 2010? Só que ele era um bonitão com um sorriso bonito e dentes brancos. Até então ele só conseguia papéis correspondentes a esses estereótipos: ele atuou apenas em comédias e romances de segunda categoria. Em algum momento, os produtores e diretores decidiram que esse era o limite artístico do ator, e não ofereciam à McConaughey papéis sérios. A única exceção foi o filme O Poder e a Lei, mas não se pode dizer que foi um triunfo para o ator.

A situação mudou drasticamente em 2013, quando Matthew atuou em um dos papéis principais no drama Clube de Compras Dallas, pelo qual ganhou um Oscar. Após o ótimo desempenho, a imprensa aclamou o desempenho do ator. E assim, com sucesso do filme, ele recebeu papéis não menos icônicos como nos filmes O Lobo de Wall Street, Interestelar e, claro, na série True Detective.

4. Robin Wright — House of Cards

Robin Wright é mundialmente conhecida pelo seu papel como Kelly na série Santa Bárbara. Então, a atriz apareceu no filme cult Forrest Gump, onde interpretou a amada do protagonista. Parecia que este era o começo de uma grande jornada no mundo da fama, mas não. Por vários anos, Robin estrelou apenas em filmes medianos e quase desapareceu no mundo de Hollywood.

No entanto, em 2013, os produtores da Netflix ofereceram a ela um dos papéis principais na série de drama político House of Cards. Para encarar o personagem, Robin deu uma repaginada no visual e adotou um cabelo curto que se adequou perfeitamente a imagem de uma mulher poderosa e rigorosa. A série foi um grande sucesso, e graças a sua atuação perfeita como Claire, ela ganhou o Globo de Ouro de Melhor Atriz em série dramática e milhares de novos fãs pelo mundo.

5. Tom Hardy — Bronson

É difícil de acreditar, mas no início dos anos 2000, Tom Hardy não era a estrela que é hoje. Ele estrelava principalmente filmes de baixa categoria ou apenas papéis secundários. Tudo mudou em 2008, quando ele desempenhou um papel importante no filme Bronson. Nesse filme, Tom mostrou todo seu talento: ele não apenas mudou muito, como também aumentou sua massa muscular ganhando 19kg para desempenhar seu personagem, e fez uma atuação de gala. Para sua parte, ele conversou por muito tempo com o perigoso criminoso Charles Bronson, a quem ele deveria interpretar.

Os esforços de Hardy foram recompensados, e logo ele apareceu em 3 outros filmes grandiosos: A Origem, Guerreiro e Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge.

6. Winona Ryder — Cisne Negro

A carreira de Winona Ryder tem passado por altos e baixo desde os anos 80. Ela já foi a estrela de diversos filmes. Em 2000, a atriz apareceu no drama Outono em Nova York com Richard Gere e esse foi o grande momento dela no início da década. No entanto, um ano depois, a atriz foi presa por roubo em uma loja em Beverly Hills e acusada de usar substâncias ilícitas. Mais tarde, o tribunal a condenou a pagar uma multa pesada, a fazer serviço comunitário e a tratamento psicológico. Por isso, a carreira de Ryder foi interrompida e ela caiu no esquecimento por um tempo.

Essa pausa acabou quando Darren Aronofsky a convidou para um pequeno papel no seu filme vencedor do Oscar, Cisne Negro. Apesar do fato da atriz aparecer literalmente apenas por 20 minutos, foi essa pequena ponta que fez os produtores prestarem atenção novamente na estrela. Winona agora brilha na série Stranger Things.

7. Daniel Radcliffe — Um Cadáver Para Sobreviver

Quando se pensa em Daniel Radcliffe, a imagem de Harry Potter vem involuntariamente na cabeça. Isso não é surpreendente, afinal, o jovem ator começou muito jovem no papel quando tinha apenas 11 anos. Radcliffe ficou preso nesse papel por vários anos, nós assistimos o jovem crescer como Potter, por isso, nem o público nem os produtores conseguiam desassociar a imagem do bruxo do ator. Há alguns anos, devido à fama e ao estresse, Daniel começou a beber muito e até chegou a sofrer de alcoolismo. Muitos diziam que sua carreira estava em declínio — sem contar, que além da saga Harry Potter, o ator apenas estrelou filmes bem sutis.

Felizmente, em 2016, Daniel concordou em participar de um filme bastante incomum — a comédia dramática Um Cadáver Para Sobreviver. Esse projeto revelou o talento da estrela para dramas, e ele recebeu críticas bastante positivas.

8. Mandy Moore — This is Us

Mandy Moore inicou sua carreira como cantora, e só começou a atuar em 2001, quando estrelou a comédia adolescente O Diário da Princesa. Em seguida, atuou nos papéis principais nos filmes Um Amor para Recordar Tudo pela Fama. Apesar te ter ido bem nesses papéis, não se pode dizer que sua carreira de atriz decolou. Por muitos anos Mandy estrelou apenas pequenos papéis em filmes e séries de TV.

No entanto, 2016 foi um ponto alto para a atriz. A NBC lançou a série This is Us (sem tradução para o português), e Mandy conseguiu o papel principal. Na série, ela pôde mostrar todos seus talentos como cantora e atriz. Por sua ótima performance no seriado, Mandy recebeu sua primeira indicação ao Globo de Ouro e também recebeu uma estrela na Calçada da Fama de Hollywood.

9. Robert Pattinson — Z: A Cidade Perdida

Robert Pattinson não obteve sucesso imediatamente — por um longo período o ator não conseguia se livra da timidez que o impedia de consolidar uma carreira. Então, Pattinson decidiu lutar por seu lugar em Hollywood: se tornou modelo, começou a atuar em teatros e ir a audições. Seu primeiro grande momento foi no filme Harry Potter e o Cálice de Fogo. E então, após o sucesso como Cedrico, Robert conseguiu o papel principal na saga Crepúsculo, no qual ele alcançou fama mundial. No entanto, Pattinson estava cansado de todo mundo associá-lo exclusivamente ao vampiro Edward.

O ator passou anos para se livrar da imagem e do estereótipo de apenas bonitão. Então, o filme de aventura Z: A Cidade Perdida o ajudou muito. Nesse longa, Pattinson fez o papel do Cabo Henry Costin, atípico para o ator, que ajudava a procurar uma cidade perdida na Amazônia. Os críticos elogiaram a versatilidade do ator, e logo em seguida ele começou a ganhar uma ampla variedade de papéis.

10. Steve Carell — Foxcatcher — Uma História que Chocou o Mundo

Steve Carell é um ótimo comediante. Na verdade, ele desempenhou papéis cômicos bastante típicos para ele ao longo da sua carreira. Alguns filmes receberam notas baixas, outros mais altas (Steve chegou a ganhar um Globo de Ouro), mas ainda assim seu nível não era tão alto, já que os produtores não o selecionavam para filmes fora do nicho de comédia.

No entanto, tudo mudou em 2014, quando Carell foi convidado a estrelar o drama Foxcatcher — Uma História que Chocou o Mundo. Imagine a surpresa do público em geral quando o ator fez uma atuação impecável quando interpretou o milionário Jean Eleuthère du Pont. Não surpreendentemente, Steve recebeu uma indicação ao Oscar por esse papel.

11. Drew Barrymore — As Panteras

A estrela Drew Barrymore começou sua carreira muito nova: ela desempenhou um papel importante no filme E.T.: O Extraterrestre. Infelizmente, a fama muito cedo não trouxe coisas boas para a jovem atriz. Drew ficou internada duas vezes em um centro de reabilitação com apenas 15 anos de idade. Após essa fase conturbada, sua reputação ficou manchada e os produtores não lhe ofereciam papéis. No entanto, a jovem atriz não desistiu, e decidiu provar a todos que era muito cedo para descartá-la.

O filme Um Casamento Quase Perfeito a ajudou a voltar ao mundo do cinema, mas o sucesso realmente voltou com tudo após o lançamento dos filmes de ação da franquia As Panteras. Desde então, Barrymore manteve uma carreira estável, e hoje é estrela da série da Netflix, Santa Clarita Diet.

12. Shia LaBeouf — Os Infratores

Shia também alcançou a fama muito cedo, estrelando o filme Holes (sem tradução para o português). Então, graças ao papel principal no sucesso de bilheteria Tranformers, Shia reforçou seu nome em Hollywood. Mas, o sucesso trouxe consequências para o jovem ator; ele começou a trilhar um caminho cheio de polêmicas: começaram a surgir notícias na imprensa sobre problemas com álcool e drogas. O nome do ator se tornou sinônimo de “problema”: ele começou agir estranho e fez performances controversas, surgiram até boatos que o ator tinha enlouquecido.

Com o tempo, Shia se recompôs e, em 2012, ele apareceu no drama policial Os Infratores, junto com Tom Hardy e Jessica Chastain. O filme recebeu notas altas e a reputação de Shia foi restaurada. Desde então, o ator agrada seus fãs com novos filmes frequentemente. Em 2019, ele participou de três projetos: The Tax Colletor, The Peanut Butter Falcon Honey Boy (todos sem tradução para o português).

13. Gillian Anderson — Hannibal

Gillian Anderson ficou muito conhecida como a agente Scully em Arquivo X, e, na verdade, atriz não é muito fã desse trabalho. De acordo com Gillian, ele exigiu muito tempo e energia dela. Sim, foi Scully que trouxe a fama para Anderson, mas esse papel também quase arruinou a carreira da atriz. Gillian se viu forçada a se mudar dos Estados Unidos e ir para o Reino Unido e focar sua carreira nos teatros para finalmente se sentir plena.

O papel na série Hannibal, onde ela interpretou uma psicoterapeuta refinada, ajudou Gillian a voltar para os holofotes. A nova e experiente atriz se encaixava perfeitamente nesse projeto, e na terceira temporada seu personagem se tornou um dos principais. Hoje em dia, ela está atuando ativamente em filmes e séries de TV.

14. Michael Keaton — Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)

No final dos anos 80 Keaton alcançou a fama graças ao seu papel como Batman no filme dirigido por Tim Burton. Depois disso, a carreira do ator começou a declinar: ele raramente era selecionado e seus projetos não atraíam muita atenção. Não é de se surpreender que no começo dos anos 2000 Michael tenha desparecido completamente dos holofotes e ficou estigmatizado como ator de apenas um papel.

No entanto, era muito cedo para cancelar a carreira de Keaton: em 2014, ele voltou com tudo ao cinema no filme Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância), de Alejandro González Iñárritu. Curiosamente, no filme, ele se interpreta — um ator que se tornou refém de um personagem. O sucesso do filme lhe rendeu um Globo de Ouro de Melhor Ator, e Michael Keaton foi escalado para os filmes Spotlight — Segredos Revelados e para o projeto da Marvel Homem-Aranha: De Volta ao Lar.

15. Reese Witherspoon — Livre

A comédia Legalmente Loira trouxe o sucesso imediato para Reese Witherspoon. Por esse papel, a atriz recebeu um Globo de Ouro, e a imagem de Elle Woods ficou entrelaçada na atriz por muito tempo. Então, uma sequência para comédia foi filmada, mas não obteve tanto sucesso nas bilheterias. O papel ficou tão enraizado na atriz que ela estava destinada a desempenhar papéis muito semelhantes de loira e bonita. Não se pode dizer que ela não recebia ofertas de trabalhos, mas ainda assim, Reese não conseguia mostrar todo seu potencial por muito tempo.

Em 2014, ela aceitou o desafio para desempenhar o papel principal em Livre, baseado no livro autobiográfico Livre — A Jornada de uma Mulher em Busca do Recomeço, de Cheryl Strayed. Na história, a autora decide andar 1.770 km sozinha para se livrar de um trauma após um divórcio e a morte da sua mãe. Foi esse projeto que permitiu Witherspoon mostrar todo seu potencial como atriz em um drama. Desde então, Reese foi escalada para muitos projetos, desde a série aclamada Big Little Lies (sem tradução para o português), até a recente estreia na série da Apple The Morning Show (também sem tradução para o português).

Na sua opinião, quais desses retornos aos holofotes foi o mais marcante? Conte para a gente na seção de comentários.

Compartilhar este artigo