Incrível
Novo Popular
Inspiração
Criatividade
Admiração

11+ Filmes famosos que tiveram sua exibição proibida em alguns países pelos mais diversos motivos

À primeira vista, pode até parecer que não exista mais nada capaz de nos surpreender ou chocar — afinal, somos “bombardeados” diariamente com as mais diversas notícias do mundo todo. Apesar disso, a censura de certas produções cinematográficas sob a justificativa de seu conteúdo ser chocante é mais comum do que aparenta. Filmes que tiveram exibição proibida são o tema deste post.

Nós, do Incrível.club, decidimos descobrir quais filmes famosos acabaram tendo sua exibição proibida nos cinemas ao redor do mundo e estamos prontos para compartilhar nossas descobertas com você. Ao final, um bônus prova ainda que não só os longas correm o risco de serem censurados, mas os filmes de animação também. Confira!

1. Django Livre, 2012

Django Livre teve sua exibição proibida na China bem no dia de sua estreia. As redes de cinema comunicaram que a exibição havia sido cancelada por problemas técnicos relacionados aos requisitos da distribuidora — China Film Group Corporation. No entanto, o mais provável é que não tenha ocorrido nenhum problema técnico, mas apenas a proibição da exibição pelo fato dos agentes chineses da censura já terem suspeitas do teor violento frequente dos filmes dirigidos por Quentin Tarantino.

Curiosamente, já havia sido divulgado na mídia que antes da distribuição do longa para os cinemas chineses, o diretor havia preparado uma versão especial para o país, na qual todo o sangue exibido aparentaria ser menos vívido e se espalharia menos pelas superfícies do cenário. Django Livre seria a primeira produção de Tarantino a ter exibição liberada na China.

2. Mulher-Maravilha, 2017

Mulher-Maravilha tornou-se um dos filmes de maior sucesso do universo DC. No entanto, em alguns países o público não pôde assistir as aventuras da amazona Diana simplesmente por causa da atriz que a interpretou — a israelense Gal Gadot. Assim como todas as mulheres de Israel, a atriz teve de servir no Exército do país por algum tempo, pois lá o serviço militar é obrigatório. E esse fato não agradou os governos do Líbano, da Tunísia e Argélia.

Além desses países, a mídia também informou que duas redes de cinemas do Catar cancelaram a exibição de Mulher-Maravilha poucos dias antes da estreia.

3. Bohemian Rhapsody, 2018

O musical biográfico sobre a vida do vocalista Freddie Mercury, da lendária banda de rock Queen, foi um sucesso mundial de bilheteria. A única exceção onde isso não aconteceu foi no Tajiquistão, onde o filme teve sua exibição proibida. A comissão nacional responsável por avaliar filmes estrangeiros, Tajikfilm, acusou o longa de ser frívolo por apresentar cenas “provocativas” e “de caráter sexual”.

4. Kingsman: O Círculo Dourado, 2017

O sucesso de bilheteria Kingsman: O Círculo Dourado teve exibição cancelada no Camboja sob a alegação de retratar o país como um refúgio para criminosos. Funcionários do Ministério da Cultura anunciaram em uma entrevista que o filme era simplesmente inaceitável no país. Além de tudo, o governo também ficou incomodado pelo fato de que os templos do Camboja foram retratados no longa como um lugar de fabricação de drogas ilícitas e de assassinatos brutais.

5. Cinquenta Tons de Cinza, 2015

Os telespectadores da Malásia não puderam ver Cinquenta Tons de Cinza no cinema. O longa é uma adaptação cinematográfica do bestseller mundial da escritora britânica E. L. James. O chefe do comitê de censura do país considerou o filme muito explícito, e, por isso, a comissão decidiu proibir oficialmente sua exibição argumentando que “algumas cenas têm tendências sexuais que não são naturais”.

6. 2012, 2009

O filme, que retrata uma catástrofe mundial que leva ao fim do mundo, teve exibição proibida na Coreia do Norte. E a justificativa é bastante interessante: acontece que 2012 foi o ano do centenário do líder nacional do país — Kim Il-sung. Por isso, os norte-coreanos decidiram não estragar a imagem e percepção positivas do ano de 2012 ao permitir a exibição do longa.

7. Zoolander, 2001

O enredo da comédia Zoolander, produzida por Ben Stiller, gira em torno da tentativa de assassinato do Primeiro Ministro da Malásia, que prometeu aumentar o salário dos trabalhadores da indústria têxtil, responsáveis por produzir roupas para grifes europeias ganhando apenas centavos de remuneração por hora de trabalho. Obviamente, o governo da Malásia ficou bastante incomodado pelo fato de o país ter sido retratado como sendo extremamente pobre, e o filme foi classificado como “inapropriado para exibição”. A produtora, então, rapidamente, decidiu alterar a versão distribuída para os países asiáticos, substituindo a Malásia por referências à Micronésia.

Apesar disso, a vizinha Cingapura também aderiu à proibição da exibição do longa, alegando que o filme promovia “demonstrações de uso de substâncias ilícitas”. Mas os problemas relacionados a Zoolander não pararam por aí: o Irã se tornou o terceiro país a proibir a exibição do filme. A justificativa foi a de que os personagens de modelos masculinos aparentavam ser bastante indecentes no longa.

8. Borat — O Segundo Melhor Repórter do Glorioso País Cazaquistão Viaja à América, 2006

Essa comédia, que conta com a atuação de Sacha Baron Cohen como protagonista, divertiu o mundo inteiro... Menos o Cazaquistão. No filme, o personagem principal, que é um apresentador de TV do Cazaquistão chamado Borat, viaja para os Estados Unidos para fazer uma reportagem sobre o país e se casar com a atriz Pamela Anderson. No entanto, no Cazaquistão, a percepção foi de que o ator, primeiramente, não se parece com um cazaque, e que o país foi retratado de uma maneira completamente errada, uma vez que o próprio filme foi gravado na Romênia. No fim, a comédia teve sua exibição proibida no país e o site pessoal de Sacha Cohen foi bloqueado.

Apesar disso, com o tempo, o Ministério do Turismo do Cazaquistão reconheceu que o longa acabou provocando um aumento do fluxo de turistas dos Estados Unidos no país, e, por isso, decidiram retirar a proibição.

9. Jogos Mortais — O Final, 2010

Esse famoso filme de terror também enfrentou problemas de censura. Inicialmente, o longa foi proibido na Alemanha por conter cenas de crueldade excessiva. No entanto, um ano depois a proibição foi retirada e Jogos Mortais — O Final pôde ser exibido normalmente nas telonas do país.

10. Anticristo, 2009

O filme Anticristo, do renomado diretor dinamarquês Lars von Trier, enfrentou problemas inesperados na França. Imediatamente após a estreia, o longa foi exibido em diversos cinemas do país, atingindo sucesso de bilheteria. No entanto, 7 anos depois o filme acabou tendo a sua exibição proibida. Acontece que um grupo ortodoxo entrou com um processo judicial exigindo que Anticristo tivesse exibição proibida enquanto não recebesse classificação indicativa 18+, uma vez que o filme apresenta cenas de “violência extrema”. No fim, o tribunal acabou revogando o certificado de permissão para exibição do longa.

11. Matrix Reloaded, 2003

Nos filmes dessa trilogia sobre um futuro no qual as máquinas escravizam a humanidade, há muitas referências a diversos ensinamentos filosóficos e religiosos. Além disso, as diretoras Lilly e Lana Wachowski criaram um cenário no qual é possível encontrar diversos símbolos e novos sentidos para eles. E foi exatamente esse fato que incomodou o comitê de censura do Egito, que classificou Matrix Reloaded como “muito violento” e capaz de infligir dúvidas na fé dos telespectadores. Certamente, os agentes da censura não gostaram da forma que o roteiro retratou a busca por um Ente criador.

Bônus: Os Simpsons: O Filme, 2007

A versão de longa-metragem desse desenho animado bastante popular era muito aguardada pelos fãs no mundo todo. Mas os telespectadores do Myanmar não puderam ver Os Simpsons: O Filme no cinema. Acontece que, antes mesmo do filme ter estreado, o Departamento de Censura do país havia proibidouso das cores amarelo e vermelho escuro em produções cinematográficas.

O motivo para essa proibição inusitada não foi anunciado oficialmente, mas havia rumores na época de que ele estava relacionado às cores de movimentos políticos que assolavam o país vizinho — a Tailândia. Apesar da proibição da exibição ter sido rapidamente removida, Os Simpsons: O Filme nunca chegou a ser exibido nos cinemas do país.

O que você pensa sobre a censura de filmes hoje em dia: acha pertinente ou acredita que a arte deve ser livre? Conte para a gente na seção de comentários.