Incrível
Incrível

10 Vilões que no fundo apenas lutam pelo que acreditam

O mundo do cinema nos acostumou a histórias cuja figura do antagonista quase sempre está presente e deve ser derrotada ou receber uma boa lição. Como espectadores, é muito comum ficarmos do lado do protagonista e nos alegrar quando o “bem” vence o “mal”. Mas é preciso parar para pensar se o vilão é mesmo tão ruim assim ou se apenas luta por algo diferente.

Nossa equipe acredita na diversidade de opiniões, por isso fez uma lista de vários personagens malignos que podem ter suas razões para serem como são. Confira!

1. Megamente em Megamente

Seu início remonta à época da fuga desse personagem e de Metroman de seus planetas, usando cápsulas. No entanto, os dois acabam em lugares muito diferentes após o herói de Metro City atingir a cápsula de Megamente, desviando-a do curso e mudando seu destino. O vilão foi parar em uma prisão e cresceu lá, sendo evitado por toda a sociedade, mas a culpa nunca foi realmente dele. Apesar da categorização do personagem, com o tempo é possível notar seu coração nobre e como estava disposto a se sacrificar pelos outros, tanto que acaba se tornando o herói da cidade.

2. Tom em Tom e Jerry

Todos esperamos que os gatos capturem os ratos, certo? Mas nessa animação nos sinalizaram desde o início que Jerry era o mocinho e Tom o vilão por querer tirá-lo da casa. Porém, essa percepção muda quando chegamos à idade adulta e vemos o quanto o ratinho era malvado pelas inúmeras travessuras aplicadas ao pobre gato.

3. Senhor Frio em Batman

Na versão de 1997 de Batman & Robin, o vilão era o Senhor Frio. O implacável antagonista usou métodos bastante discutíveis para atingir seus objetivos, mas sua meta final era bastante louvável, pois tentava adquirir os recursos necessários para curar sua esposa moribunda, que estava sendo mantida em criostase.

4. Shere Khan em O menino lobo

Sim, Shere Khan, o tigre de O menino lobo, é feroz e intimidador, mas o que mais poderíamos esperar? É um tigre e se encontrássemos um simplesmente entraríamos em pânico e sairíamos correndo. Ele deveria ser o vilão da história porque não gosta de Mogli, mas sejamos honestos: quem invade seu território é o pequeno humano, não o contrário. Além disso, Shere Khan detesta os homens e com razão, pois, além de machucá-lo no passado, trazem fogo e destruição ao seu lar.

5. Magneto em X-Men

Se alguém deixou um rastro de destruição, este foi o Magneto durante toda a saga dos X-Men. Embora possamos ter tido dificuldade para entender seus motivos no início da história, à medida que o personagem se desenvolve, compreendemos por que o mutante agia assim. Magneto era um sobrevivente do Holocausto e sabia em primeira mão como os humanos reagiam ao “diferente”. No final, sua principal motivação era proteger sua espécie dos ataques da humanidade.

6. Dolores Umbridge em Harry Potter e a ordem da Fênix

Se há uma vilã que milhares de pessoas detestaram ao longo dos anos, esta é Dolores Umbridge, a malvada diretora de Hogwarts. Mas por que é considerada má? Se analisarmos o enredo, seu principal objetivo era cumprir as regras da escola, as mesmas que Harry preferia ignorar. Além disso, ela tentou medir forças com o jovem mago para mostrar a ele quem estava no controle, mas isso não a torna uma verdadeira vilã, não é mesmo?

7. Síndrome em Os Incríveis

Quantos não sonham em ter uma família com diferentes superpoderes? Isso explica o grande sucesso de Os Incríveis, em que Síndrome aparece como um horrível vilão. Mas, na verdade, ele se tornou vilão porque seu ídolo o rejeitou como assistente e o decepcionou. Assim, seu objetivo muda e ele pretende vender sua tecnologia para que qualquer pessoa possa ter superpoderes e não depender mais dos heróis.

8. Thanos em Vingadores: Guerra Infinita

Thanos foi um vilão bastante polêmico por enfrentar os Vingadores. Sua ideia era que o planeta estava habitado por muitos humanos, então sua solução foi reunir todas as joias do infinito para controlar o espaço, a mente, a realidade, o poder, o tempo e a alma e, assim, eliminar a metade da população mundial de forma aleatória. Para muitos, Thanos estava com toda razão.

9. Caledon Hockley em Titanic

Outro vilão inesquecível é Caledon, o noivo de Rose no icônico filme Titanic. Embora muitos de nós não gostemos de sua personalidade e de seu jeito de agir, uma coisa é certa: a protagonista era sua noiva e um homem desconhecido, sem emprego e de reputação duvidosa que acabara de embarcar no navio, tentava cortejá-la. Quantos em seu lugar não teriam entrado em conflito com o rival?

10. Miranda Priestly em O Diabo veste Prada

Quando vimos O diabo veste Prada, entendemos imediatamente que Miranda, com sua óbvia frieza e despotismo, era a antagonista da história. Porém, com o desenvolvimento da trama, percebemos como a editora-chefe nada mais é do que uma perfeccionista com um cargo de grande responsabilidade, vendo em Andy todo o potencial para transformá-la em uma excelente profissional. Na verdade, ela se vê na funcionária. Em suma, Miranda estava treinando sua substituta e tinha todos os motivos para ser exigente.

Com qual desses vilões você se identificou a ponto de defendê-lo? Quem mais deveria entrar nessa lista? Deixe sua opinião nos comentários!

Incrível/Arte/10 Vilões que no fundo apenas lutam pelo que acreditam
Compartilhar este artigo
Você pode gostar destes artigos