Uma mulher disse ao marido que ele não tinha o direito de punir os filhos do primeiro casamento dela. E o homem ensinou uma lição a todos

Crianças
há 4 meses

Recentemente, um homem perguntou à Internet se ele havia feito a coisa certa ao abrir mão de suas responsabilidades como pai e se havia ultrapassado os limites. Essa decisão foi tomada após ouvir apenas uma frase: sua esposa lhe disse que, como ele não é o pai biológico dos filhos dela (fruto do primeiro casamento), o homem não tem o direito de educar e disciplinar os filhos dela, que tinham se comportado muito mal. Bem, aqui está a história em primeira pessoa.

A história do homem

Minha esposa e eu estamos casados há cerca de 4 anos. Ela se casou comigo tendo três filhos de um relacionamento anterior (não tenho filhos próprios). Todos eles se mudaram para minha casa depois que nos casamos porque moro em um bairro que tem escolas melhores. É claro que, como todas as famílias, temos nossos altos e baixos, mas no geral estávamos indo bem. Até certo momento.

Há algumas semanas, acordei e vi que meu carro tinha um grande amassado no lado do passageiro. Fiquei muito irritado, achando que alguém tinha batido nele enquanto estava estacionado na rua.

Verifiquei a câmera da campainha da porta para ver se ela havia gravado alguma coisa. Fiquei muito surpreso ao ver nossa filha de 16 anos (minha enteada) saindo de casa no meio da noite e indo embora no meu carro. Ela voltou algumas horas depois. Além disso, a câmera da campainha não capturou mais nada, exceto alguns carros passando.

Fiquei com raiva, mostrei a filmagem à minha esposa e lhe disse que nossa filha deveria ser punida de alguma forma. E ela me respondeu que teriam uma conversa. Argumentei que só conversar não seria suficiente e então começamos a discutir. Minha esposa argumentou que as mudanças e a nova família estava afetando muito as crianças, e eu afirmei que isso não justificava, de forma alguma, os danos ao meu carro.

Tudo o que eu queria era que minha esposa concordasse em proibir nossa filha de usar as redes sociais por um tempo e obrigá-la a arrumar um emprego para cobrir os custos. Discutimos por várias horas até que ela disse que eu não tinha o direito de exigir nada de seus filhos, muito menos de puni-los de alguma forma, porque eu não era o pai deles. Com essa frase, nossa discussão terminou e eu fui embora.

Daquele momento em diante, eu me recusei a cumprir qualquer responsabilidade paterna. Não extrapolo, continuo garantindo que as crianças estejam seguras e alimentadas, mas agora não faço mais nada do que um pai deveria fazer.

Por exemplo, na semana passada eles foram a uma consulta médica para fazer um check-up, pois praticam esportes na escola. Eu me recusei a levá-los ao médico e minha esposa teve de sair do trabalho para acompanhá-los. Na semana seguinte começam as aulas e eles vão precisar que alguém os leve para o colégio, o que eu fazia desde que eles se mudaram para cá. No entanto, depois dessa discussão, eu disse de imediato à minha esposa que ela teria de levar as crianças sozinha. Ela argumentou que não poderia fazer isso devido a seu horário de trabalho. E eu falei: “Você é a mãe deles, vai dar um jeito”. Ela me chamou de criança, disse que era hora de eu crescer. Bem, acho que, como não sou o pai deles, não preciso assumir essas responsabilidades. Contudo, por alguma razão, ela discorda.

Será que estou certo?

Complemento

Mais uma coisa. Eu não passei a ignorar meus filhos, converso com eles diariamente. Simplesmente não tomo nenhuma decisão como pai agora, como expliquei acima. Por exemplo, outro dia nosso filho me perguntou no que ele deveria se dedicar mais: em jogar basquete ou futebol? Eu o aconselhei a ir perguntar à mãe dele. © RealisticPirate5663 / Reddit

Os comentários dos internautas

  • Isso pode parecer pouca coisa, mas é um grande sinal de alerta em relação à esposa. Afinal de contas, ela não apenas não pune a filha, mas ensina a ela que sua decisão errada não tem consequências. Isso é muito errado. © Ezyo1000 / Reddit
  • Se me dissessem que eu não tinha voz para disciplinar/ensinar as crianças que moram na minha casa e que vieram com meu cônjuge, eu também abriria mão das minhas responsabilidades parentais. © ***pot718 / Reddit
  • Assim que li o que a filha fez e qual foi a reação da esposa, pensei imediatamente: tudo bem, se ela não quer que você castigue sua filha como pai, então castigue-a como um adulto. Além disso, como alguém falou acima, está na hora de deixar sua esposa. Se você não tem permissão para participar da vida das crianças como pai, nenhum deles o respeitará de verdade e a situação de sua família só piorará com o tempo. © Personal-Tourist3064 / Reddit
  • Todos esses são ótimos motivos para se pensar. Qual é a idade das crianças? Talvez você precise repensar seriamente as coisas, já que sua esposa não reconhece que você tem a autoridade de um pai em sua própria casa. © CasperGGGGD / Reddit
  • Se a mãe amasse de verdade sua filha, ela a castigaria. Às vezes, o amor duro e a visão da realidade podem colocar a criança no caminho certo. © Low_Chocolate_6580 / Reddit
  • Você nem parece perceber a profundidade do problema em seu relacionamento. O que sua esposa está sugerindo é alarmante, não é nem mesmo um sinal, mas um aviso completo. Fuja dela antes que seja tarde demais. © bbygroot27 / Reddit
  • Seu cônjuge não deve escolher quais deveres paternos você pode ou não cumprir. Você pode abraçar totalmente o papel de pai ou não ser pai de forma alguma. E se ela escolher a segunda opção, expulse-a junto com as crianças malcriadas. © LetPrior7218 / Reddit
  • Tenho quase certeza de que esse casamento não vai durar. Você está completamente certo. © Qu33nKal / Reddit

Talvez o homem ouça as opiniões de fora das pessoas e tome a decisão certa. Enquanto isso, aqui está outra história sobre como um pai confessou não querer manter um relacionamento com o seu filho do primeiro casamento.

Comentários

Receber notificações

Artigos relacionados