Primeiro animal híbrido é encontrado no Brasil e chocou a todos

há 6 meses

No ano de 2021, um incidente envolvendo um animal resultou em um desvendamento sem precedentes globalmente: a existência de um híbrido entre um cachorro doméstico e uma raposa do pampa. Conforme relatado no artigo que descreve a história, o animal, inicialmente identificado como uma raposa do pampa — espécie bastante presente no Rio Grande do Sul — foi vítima de um acidente na cidade do interior Vacaria.

Como tudo isso aconteceu?

Depois de ser levado para o Centro de Conservação e Recuperação de Vida Selvagem da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), os cientistas observaram que os elementos fenotípicos do bicho não igualavam-se a nenhuma das espécies de caninos selvagens que habitam na região.

Aspectos como a pele escura, que se distingue das tonalidades brancas ou avermelhadas das raposas locais, bem como o formato das orelhas e o tamanho, eram notáveis. Além disso, o animal exibia um comportamento peculiar, rejeitando a ração oferecida, mas emitindo latidos semelhantes aos de um cão.

Entendendo a fundo

Diante disso, os cientistas optaram por realizar testes genéticos e citogenéticos, utilizando uma biópsia da pele do bichinho, para assim determinar sua ascendência. As análises confirmaram que o animal é um híbrido de um cão doméstico (Canis lupus familiaris) e uma raposa do pampa, ou como todos a conhecem: graxaim (Lycalopex gymnocercus). Os exames realizados pela equipe revelaram que o híbrido possui 39 cromossomos de cão e 37 de raposa.

Animais híbridos é algo um tanto comum quando duas espécies do mesmo gênero se envolvem. Contudo, quando se trata de gêneros distintos, como o caso observado no Rio Grande do Sul, é algo extremamente incomum. Tudo isso aconteceu porque a distinção entre as espécies cria barreiras reprodutivas que são raramente superadas. Este incidente marcou o primeiro registro de híbridos caninos na América do Sul. Enquanto, na América do Norte e na Europa, já foram documentados casos envolvendo espécies de lobos e cães domésticos.

Hibrídos são uma ameça?

Conforme os pesquisadores, a existência de um híbrido pode ter sido provocada pela influência humana no habitat das espécies animais. Com a redução das florestas, os caninos são forçados a explorar cada vez mais as áreas urbanas — que inclui uma população significativa de cães domesticados.

Acredita-se que os gêneros Lycalopex gymnocercus e Canis lupus familiaris tenham se existido em torno de 6 milhões de anos atrás. Ademais, a presença de um híbrido pode representar um risco, uma vez que torna os indivíduos selvagens vulneráveis a inúmeras doenças para as quais os cães domésticos já desenvolveram imunidade.

Você já imaginou como seriam animais do nosso cotidiano se eles fossem híbridos? Ou até mesmo alguns que a gente nunca pensou que existiriam? Pois é, existem inúmeras espécies raras de animais por ai que a gente se quer sabe da existência,

Comentários

Receber notificações
Sorte sua! Este tópico está vazio, o que significa que você poderá ser o primeiro a comentar. Vá em frente!

Artigos relacionados