O que pode acontecer com seu corpo se você passar a dormir no chão

há 2 anos

Dormir no chão duro quando se tem uma cama macia à disposição pode parecer loucura. Mas, no fim das contas, apesar de não ser algo tão confortável assim, a prática pode ser muito benéfica à sua saúde. Melhoria no sistema imunológico, aumento na capacidade pulmonar e menos dor nas costas são apenas alguns dos benefícios possíveis para quem adquire o hábito de dormir no chão.

Nós, do Incrível.club, ficamos tentados para saber se vale a pena trocar uma cama confortável pelo sono no chão, então pesquisamos e trouxemos nossas conclusões até você. Mas lembre-se: antes de fazer essa troca, o ideal é que você converse com um médico.

A circulação sanguínea pode melhorar

Quando dormimos no chão, o peso do corpo é distribuído igualmente, causando menos pressão no quadril, na lombar e nos ombros. Isso permite que o sangue circule livremente pelo corpo à noite, algo com potencial para auxiliar no funcionamento adequado dos órgãos.

Uma circulação sanguínea eficiente faz com que o oxigênio e o sangue saudável sejam distribuídos por todo o corpo, permitindo que coração, pulmões e músculos funcionem corretamente. Ademais, isso facilita o transporte desejado dos glóbulos brancos quando necessário, atuando no fortalecimento do sistema imunológico para combater doenças e problemas de saúde de maneira mais eficaz.

É possível que você tenha mais facilidade em manter a coluna reta ao longo do dia

É possível que sintamos a necessidade de nos curvar ao longo do dia, pois manter a coluna reta por muitas horas costuma ser algo doloroso para boa parte das pessoas. Bem, então fique sabendo que dormir no chão pode ajudar a alinhar e fortalecer coluna e pescoço, tendendo a gerar uma melhoria na postura.

A postura certa costuma não só aliviar a tensão no pescoço e nos ombros, como também reduzir o risco de enxaquecas, escoliose e dores nas articulações. Indivíduos que mantêm a postura correta e saudável tendem a sentir níveis de energia mais altos, avanço na capacidade pulmonar e melhora do humor.

Quem dorme de barriga para cima ou para baixo pode sentir alívio das dores nas costas

Deixar a cama quentinha e optar pelo chão pode, em alguns casos, aliviar a dor crônica. Afinal, dormir em uma superfície rígida evita que o corpo gire em posições estranhas, permitindo que o sono venha a partir da coluna alinhada.

Enquanto quem dorme de barriga ou de costas para baixo tira da prática os maiores benefícios, aqueles que dormem de lado precisarão acolchoar as áreas do quadril e dos ombros para uma experiência agradável.

É possível aliviar a dor do ciático

O sono desempenha um papel importante em se tratando de dor no nervo ciático, uma vez que pessoas com tal condição costumam sentir mais desconforto pela manhã. Geralmente, isso acontece porque a posição adotada ao dormir pode causar pressão na região ou comprimir o nervo.

Ao escolher dormir no chão, você consegue manter a coluna devidamente alinhada, além de aliviar a sensação de queimação e até mesmo evitar que ela aconteça.

O corpo se sente mais descansado

Uma cama confortável tende a nos fazer apertar o botão de soneca várias vezes pela manhã. E ainda que a prática pareça inofensiva, voltar a dormir pela manhã pode atrapalhar nosso ciclo de sono, enfraquecendo o sistema imunológico e gerando problemas ligados ao coração.

Por outro lado, dormir no chão não permitirá que você se sinta aconchegado pela manhã, e sim obtenha a melhor qualidade do sono e se sinta mais descansado ao longo do dia.

Porém, as alergias podem piorar

Se você sofre com alergias ou problemas respiratórios, é melhor continuar dormindo na cama. O chão junta mais poeira, células mortas e resíduos do que outros lugares, tendendo a provocar espirros, coriza, nariz entupido e olhos com vermelhidão, coceira ou lacrimejando. Além disso, a prática pode causar dificuldade de respirar, tosse e chiado no peito, ou até mesmo erupções cutâneas.

O que você acha da ideia de passar a dormir no chão? Já tentou? Deixe um comentário com suas impressões!

Comentários

Receber notificações

Artigos relacionados