Como uma simples invenção acabou com o Velho Oeste

Lugares
há 7 meses

Cowboys, gados, laços, ervas daninhas, cartazes de “procura-se” e muito mais; do que estou falando? Manhattan! Não, isso não está certo — estou falando do Velho Oeste!! Que tal se juntar a mim em minha emocionante viagem ao passado?

Estamos lá no Velho Oeste da América em meados do século XIX. Em uma época na qual as pessoas podiam fazer o que quisessem, e sempre conseguiam se safar. Mas ali a desordem levou um basta com uma simples invenção: arame farpado, também conhecido como cerca espinhosa. Antes dessa invenção, os pecuaristas e vaqueiros podiam ir aonde quisessem. Eles usavam as colheitas e a água dos fazendeiros para alimentar seus rebanhos ao longo do caminho.

Os fazendeiros não tinham muitas opções para proteger suas terras. As cercas de madeira e pedra eram caras e difíceis de construir. Alguns agricultores procuraram alternativas e até tentaram usar arbustos de espinhos. Mas essas plantas demoravam pra crescer... Levou muito tempo para cultivar aqueles arbustos. Além disso, todas essas coisas podiam ser facilmente destruídas pelas condições climáticas ou pelo gado.

Em seguida, surgiu o arame farpado. Ele se espalhou em pouco tempo entre os agricultores. Para os vaqueiros, esses arames causaram um grande problema durante o transporte do gado. Muitas vacas ficavam feridas quando passavam ao longo do arame. Os cowboys podiam proteger os animais, mas não podiam criar água e ar fresco. Como eles não tinham mais acesso a isso através dos fazendeiros, acabaram perdendo seus empregos.

Os Tumbleweeds são ícones do Velho Oeste. Essa bola torcida na verdade não é tão amigável. É um tipo de erva daninha invasiva. Ela pode se espalhar na terra com facilidade e muito rápido. Hoje, ela toma conta de vastos campos agrícolas do Oeste árido. No final do século XIX, ela já estava em muitos estados do oeste, passou a fronteira e chegou ao Canadá. Não é uma planta nativa, então como ela chegou aqui? Em navios. Pode acreditar, estou falando sério. Essa planta viajou em navios de imigrantes europeus e chegou a Dakota do Sul.

Quando a planta murcha, suas partes arbustivas se afastam das raízes e voam pelo vento. Ela dispersa as sementes onde quer que caia. Um botânico foi enviado pelo governo para examinar a situação na área no início da década de 1890. Ele relatou que, em 20 anos, cerca de 22400 acres de terra foram cobertos por ela. Hoje em dia, as ervas daninhas são tanto um incômodo agrícola quanto um risco de incêndio. De fato, às vezes enormes pilhas infestam casas e caminhos, porque as ervas daninhas nunca pararam de se espalhar.

Você sabia que os cowboys de verdade não usavam aqueles chapelões enormes? Esses acessórios ficaram populares nos anos de 1920 por conta dos filmes de Hollywood. Na vida real, porém, cowboys e fazendeiros usavam chapéus de aba plana. Isso não é nenhuma surpresa para mim. Aprendi também que os vikings não usavam capacetes com chifres. Sim, a maioria das pessoas imagina os vikings usando seus capacetes característicos, mas isso é (de novo) um mito. Pesquisas revelam que esses famosos capacetes foram descobertos quase 2.000 anos antes dos Vikings. Capacetes com chifres curvos datam da Idade do Bronze Nórdico.

Chega de Vikings. Depois vamos fazer um vídeo só pra eles. Vamos voltar para o nosso oeste selvagem e olhar mais de perto para os camelos. Sim, os camelos selvagens já governaram o estado do Texas. A cooperativa dos camelos foi instituída em 1856 em Camp Verde. A lógica era simples: o ambiente do sudoeste era semelhante ao dos desertos do Egito: árido e áspero. Assim, 66 camelos foram importados do Oriente Médio para o Texas. Essa experiência funcionou. Mais tarde, quando não eram mais necessários, a maioria dos camelos era vendida para diferentes lugares, como circos. Alguns foram liberados para viver livremente. Eles escaparam, mas supõe-se que nenhum permaneceu vivo até hoje. O último camelo selvagem foi visto na área no ano de 1941.

O que mais podemos falar sobre o Velho Oeste? Muitas coisas, como a famosa Corrida do Ouro na Califórnia de 1849. Acontece que essa não foi a primeira corrida do ouro na América. Na verdade, nem mesmo a segunda. Imagine um jovem trabalhando no campo de seu pai no condado de Cabarrus, na Carolina do Norte. Um dia ele encontrou uma grande rocha amarela de aparência engraçada. Nem ele nem seu pai sabiam o que era. Eles até a usaram como um peso de porta por alguns anos. Um dia, um joalheiro os visitou e reconheceu a pepita de ouro. Foi assim que uma pepita de ouro de 8 kilos foi encontrada em 1799. Depois disso, a corrida do ouro começou.

Billy the Kid é uma lenda quando o assunto são os foras da lei daquela época. Vamos conhecê-lo mais de perto. Não há muita informação sobre seu início de vida. Ele nasceu em um bairro irlandês em Nova York, em 1859, e se chamava William H. Bonney, embora esse não fosse seu nome verdadeiro. Em meados de 1860, Billy, sua mãe e seu irmão viajaram para o oeste de Indiana. Logo depois, se mudaram ainda mais para o oeste.

A certa altura, ele partiu sozinho: foi quando se tornou famoso e procurado. Ele aprontou tudo o que podia como fora da lei antes dos 21 anos, que acabou sendo seu último aniversário. Billy’s se tornou um ícone e tema de mais de 50 filmes. Sua fama de estrelato começou em 1911 com um filme mudo, “Billy the Kid”. Título criativo, hein? Roy Rogers, Paul Newman, Val Kilmer e Emilio Estevez são alguns dos atores mais conhecidos que desempenharam o papel de Billy.

Temos também mais um fora da lei, Jesse James, outra pessoa do Velho Oeste que você veria em um “cartaz de procura-se”. Em 1876, ele e sua equipe invadiram o Primeiro Banco Nacional de Minnesota. Eles continuaram a invadir bancos e trens. Depois daqueles dias, ele foi enterrado no pátio da sua fazenda.Será que é o fim da história? Não é bem assim. Com o passar do tempo, as pessoas que não gostavam de Jesse também foram embora. A história toda foi quase esquecida, e tudo foi logicamente entendido até certo ponto.

Até que um homem chamado J. Frank Dalton alegou, em 1948, que ele era o “verdadeiro” Jesse James, já com 101 anos de idade. O tribunal permitiu que ele adotasse legalmente o nome do bandido. Curiosamente, provas de DNA mostraram que James estava de fato enterrado no cemitério. Então, por que esse homem se apresentou anos mais tarde?

A invenção da fotografia causou uma interessante reviravolta no confronto entre mocinhos e bandidos. As autoridades usavam a fotografia como uma forma de mostrar a qualquer futuro infrator da lei o destino que os esperava. Ô-ôu

Bronco Billy Anderson é amplamente considerado o inventor do gênero cinematográfico ocidental. Ele foi a estrela do início dos anos 1900, tendo produzido DE-ZE-NAS de filmes e atuado neles. Após o inovador filme “O Grande Roubo do Trem”, ele decidiu construir sua carreira criando o personagem Broncho Billy. Billy escreveu e atuou em muitos curtas ocidentais e se tornou o primeiro ídolo cowboy.

O próximo fato é sobre comunicação. Havia uma necessidade de enviar mensagens rapidamente. Aí vem o Pony Express. Em meados de 1850, o serviço começou a funcionar. Cerca de 50 cartas e 3 jornais foram transportados a cavalo do Missouri para a Califórnia, uma distância de quase 1.930 km. Os cavalos eram montados rapidamente. O sistema funcionou bem porque tanto a montaria quanto o cavaleiro eram trocados em intervalos de 20 km. Eu sei, eu sei, é um pouco demais, mas naquela época era eficaz em termos de redução de tempo. Os cavalos podem levar mensagens em cerca de 10 dias do Atlântico até a costa do Pacífico.

Depois, é claro, veio o telégrafo. O Velho Oeste se parece mais com cactos no deserto do que com telegrafia, mas aconteceu pra valer e teve um efeito enorme. Em 1837, Samuel Morse inventou essa tecnologia, e o código enviava mensagens. Milhas e milhas de postes e fios telegráficos foram erguidos no país, e logo depois disso o sistema Pony Express tornou-se desnecessário. A vida dele foi curta após a invenção do telégrafo.

Com o telégrafo, as pessoas enviavam informações quase que instantaneamente. No entanto, o maior desenvolvimento que transformou o país inteiro foi a construção de ferrovias. Junto com a informação, as ferrovias transferiam pessoas, gado, combustível e todos os tipos de mercadorias. A primeira ferrovia a ligar o continente de leste a oeste foi construída entre 1863 e 1869. Novas cidades foram rapidamente criadas ao longo das ferrovias, e o Velho Oeste foi finalmente domado.

Comentários

Receber notificações
Sorte sua! Este tópico está vazio, o que significa que você poderá ser o primeiro a comentar. Vá em frente!

Artigos relacionados