9 Maneiras de ajudar uma pessoa que sofre de depressão

Psicologia
há 11 meses

Há algum tempo a medicina reconheceu oficialmente a depressão como uma doença, mas ainda é normal as pessoas terem medo de olhar para ela de frente, principalmente quando falamos de alguém da nossa família. Não obstante, os médicos afirmam que o apoio dos parentes e dos amigos é fundamental para lutar contra esse problema que atinge tantas pessoas.

Decidimos pesquisar um pouco mais sobre este tema e trazemos abaixo alguns dos métodos mais efetivos para ajudar uma pessoa que sofre de depressão. Leia com atenção e não deixe de ajudar alguém que estiver nessa situação.

E não se esqueça: para determinar se você, de fato, tem o problema, é importante se dagnosticar com um profissional especializado.

Mas vamos às dicas para ajudar quem sofre com o problema.

1. Conhecer o problema em detalhe

Hoje em dia há muitos livros e artigos na Internet que oferecem informações comprovadas e atuais sobre os diferentes tipos de depressão, seu desenvolvimento e sintomas. Estudar essas informações é fundamental para poder entender qual é a melhor maneira de ajudar uma pessoa.

2. Separar a doença da pessoa

A depressão muda drasticamente o comportamento de uma pessoa, fazendo com que ela se mostre mais sensível, mais agressiva, mais reclamona e por aí vai. É importante entender que esses sinais são uma manifestação da doença e não uma mudança permanente no seu caráter. Ao olhar para a situação dessa forma, você não vai se ofender e vai olhar de outra perspectiva para qualquer desentendimento que houver. Isso irá fortalecer a comunicação e acelerará a recuperação da pessoa.

3. Fazer perguntas

Apesar de muitas pessoas, quando depressivas, quererem ficar sozinhas, o ideal é que isso não aconteça. Mas você não precisa ficar lutando para melhorar o estado de ânimo dela; o ideal é fazer perguntas sobre temas importantes. Isso fará com que ela se sinta importante e também pode ajudá-la a entender melhor as causas do problema.

Perguntas que vale a pena fazer:

  • Quando você se sentiu assim pela primeira vez?
  • Existem coisas, palavras ou temas que pioram o seu estado?
  • Você tem pensamentos relacionados ao suicídio?
  • Existe algo que te faça sentir melhor?

4. Acompanhar a pessoa ao médico

Já discutimos em outros posts como identificar uma depressão e como diferenciar um mal estar relacionado a uma mudança de estação com a depressão. A depressão é uma doença que requer tratamento por parte de um especialista. Muitas vezes, uma pessoa não consegue superar o medo de conversar com um médico. O que fazer? Vá com ela. Isso pode ser uma grande ajuda porque:

1) Você conhece melhor que o médico as peculiaridades do comportamento da pessoa e pode conseguir explicar com mais clareza a ele o que tem acontecido, ajudando na elaboração de um quadro clínico.

2) Na presença de um familiar ou de um amigo, pode ser mais fácil para a pessoa confiar no médico e falar abertamente com ele.

3) Nem sempre é fácil encontrar um especialista realmente bom. Muitas vezes, a pessoa está tão mal que não consegue saber se está na frente de um especialista realmente profissional.

4) Após escutar as recomendações do especialista, você pode ajudar a pessoa a seguir as recomendações, sem deixar a pessoa desistir.

5. Explorar ao máximo a compreensão

Os familiares de pessoas com depressão tendem a diminuir os sentimentos delas, as acusam de serem dramáticas e de viverem as emoções de maneira excessivamente intensa. Este tipo de comportamento pode ser muito perigoso e acabar levando a pessoa se fechar nela mesma, agravando o problema.

O que você fazer:

1) Entender que os sentimentos da outra pessoa são reais e precisam ser respeitados.

2) Se comportar com cuidado e precaução, principalmente quando falar de assuntos delicados.

3) Não evitar os temas complicados, nem descartá-los.

6. Dizer ’não’ para a diversão artificial

Achar que ir para uma festa ou a um bar é a melhor maneira de lidar com a depressão é um grave erro. A depressão não é um estado de apatia que pode ser melhorado com novas experiências.

O que você deve fazer:

1) Estudar que tipo de atividade realmente ajuda a outra pessoa a se sentir melhor.

2) Não pressionar a outra pessoa: se ela não quiser sair, não insista.

3) Ter cuidado com o seu estado de ânimo: nos dias ’bons’, a possibilidade de que a pessoa queira sair para ver gente é muito maior.

Segundo os psicoterapeutas, o melhor é realizar atividades como passeios na natureza ou outras relacionadas com a criatividade, como exercícios físicos leves, cuidar de animais ou brincar. Isso tudo ajuda a lutar contra a depressão.

7. Ajudar com as tarefas domésticas

Tarefas domésticas como limpar, pagar contas, lavar a louça e outras se transformam em uma carga enorme para alguém com depressão. Se a pessoa não quiser sair da cama, tente ajudá-la com essas pequenas tarefas durante um tempo. Seja você o apoio de que ela precisa.

Se você não puder estar presente, tente ajudar de outra forma, mas não deixe de mostrar que você está sempre disposto a aparecer, se preciso.

8. Conservar a sua identidade

Ficar o dia todo ao lado de uma pessoa deprimida derruba qualquer um. Talvez você se sinta esgotado no final do dia. Para evitar o esgotamento e para não confundir as suas emoções com as emoções da outra pessoa, mantenha a sua identidade.

O que você deve fazer:

1) Além de cuidar da outra pessoa, não deixe de satisfazer as suas próprias necessidades.

2) Não deixe de sair com seus amigos e procure coisas alegres para fazer.

3) Elimine os sentimentos de culpa por estar feliz (isso acontece com muita frequência).

9. Apelar para a frase: ’cedo ou tarde o problema vai desaparecer’

Uma pessoa pode levar anos para tratar um quadro depressivo. Isso varia muito, mas a doença tem cura, sim. Com o apoio dos amigos, da família, de um terapeuta e dos remédios corretos tudo pode dar certo.

É importante lembrar a pessoa de que nem tudo é ruim. Você precisa lembrar que uma pessoa deprimida não entende que a sua percepção de mundo muda por causa da doença. Ela acha que tudo é errado, que as pessoas são hostis e por aí vai. É por meio da família, dos amigos e do médico que o otimismo vai reaparecer.

Você ja precisou apoiar alguém com depressão? Conhece outros métodos que podem ajudar?

Ilustradora Mariya Zavolokina exclusivo para Incrível.club

Comentários

Receber notificações
Sorte sua! Este tópico está vazio, o que significa que você poderá ser o primeiro a comentar. Vá em frente!

Artigos relacionados