7 Hábitos ao volante que desgastam qualquer automóvel

há 3 anos

Nem todos os motoristas acham que o carro precisa de cuidados e manutenção adequada. Afinal, na maioria dos casos, a manutenção preventiva, levando-se em conta algumas regras simples, pode evitar reparos dispendiosos e muitos acidentes.

No Incrível.club, gostamos de aprender e implementar métodos que facilitem a vida. Para este post, coletamos uma série de erros dos motoristas que arruínam a vida dos nossos “cavalos de aço”.

1. Pressão muito alta ou muito baixa nos pneus

A pressão dos pneus é muitas vezes baixa ou alta demais. Isso aumenta o consumo de combustível e afeta adversamente a dirigibilidade do carro e a dinâmica de seu movimento, o que, por exemplo, pode levar a um acidente.

Para evitar que isso aconteça, é necessário trocar os pneus no devido tempo. Primeiramente, não esqueça de trocar os pneus por temporada, se esse for o seu caso. Em segundo lugar, atente-se à regra de rodízio dos pneus — trocar os dianteiros pelos traseiros e vice-versa uma vez por ano.

2. Aceleração e frenagem brusca

Aceleração e frenagem abruptas são prejudiciais para o carro. Eles dão uma carga de trabalho adicional ao sistema do veículo: por exemplo, a caixa de transmissão e o motor podem receber uma enorme pressão, as pastilhas e os discos de freio se desgastam consideravelmente e o desempenho da frenagem diminui. Tudo isso aumenta drasticamente a possibilidade de um acidente.

3. Estacionar de forma incorreta

O estacionamento correto não é de todo simples, principalmente para iniciantes. Em geral, ao tentar estacionar em um espaço reduzido, o motorista constantemente muda para a marcha ré sem parar completamente o carro. Este erro deve ser evitado seriamente, pois destrói a transmissão automática (nos carros que a possuem), o que pode exigir grandes reparos.

Use a regra de primeiro parar completamente o automóvel e só depois disso engatar a ré.

4. Ignorar os símbolos no painel

Com a ajuda dos ícones no painel, o carro dá uma advertência de que algo está errado. Por exemplo, se a temperatura do motor estiver muito baixa ou muito alta, se houver uma falha no sistema elétrico ou se o nível fluido de freio estiver muito baixo. Não deixe de visitar o serviço mecânico por um longo período. Isso o ajudará a evitar reparos caros ou até mesmo acidentes.

5. Descumprimento dos termos de uma revisão ou reparo

Um dos motivos mais frequentes para as avarias do carro é o não cumprimento dos tempos de manutenção. E este é o principal método de evitar reparos caros no carro. Por exemplo, a cada mil quilômetros percorridos, recomenda-se verificar o óleo e, a cada 40 mil, trocar o filtro de ar.

Não só é importante fazer as revisões anuais a tempo, mas também não esquecer das inspeções diárias, como verificar o nível de óleo, pressão dos pneus, espelhos e vazamentos, entre outros. A necessidade dessas revisões depende da quilometragem do carro e da temporada.

6. Sobrecarga

Cargas excessivas são prejudiciais para quase todos os sistemas do carro: suspensão, direção, transmissão, pneus, motor. Além disso, tais hábitos expõem um maior consumo de combustível e afetam negativamente a dirigibilidade do carro.

Para evitar isso, o condutor deve se familiarizar com a capacidade máxima de carga do veículo e cumpri-la. Também é necessário se livrar de coisas inúteis e levar apenas as mais necessárias.

7. Não mantenha o pé na embreagem

Este erro é cometido pelos proprietários de carros com transmissão padrão. Quando estiver parado, por exemplo, no semáforo, não mantenha pressionado o pedal da embreagem: isso rapidamente gasta o mecanismo. Afinal, ele tem que trabalhar centenas de vezes mais do que deveria. Além disso, esse hábito mantém o motorista em tensão.

Durante paradas curtas, mude para o modo “neutro” ou ponto morto e pressione a embreagem imediatamente antes de começar a avançar.

Que erros você já notou no serviço de manutenção do seu carro? Conte para a gente na seção de comentários.

Comentários

Receber notificações
Sorte sua! Este tópico está vazio, o que significa que você poderá ser o primeiro a comentar. Vá em frente!

Artigos relacionados