20 Internautas compartilharam suas histórias mais inesquecíveis em corridas de táxi

Histórias
há 5 meses

No mundo de hoje, os táxis estão cada vez mais presentes no dia a dia de muita gente — mesmo que você prefira viajar com seu próprio carro. Às vezes, o táxi se torna uma necessidade, como em uma viagem de negócios ou durante as tão aguardadas férias. Hoje, nossa seleção conta com histórias de usuários da internet que compartilharam suas histórias mais memoráveis em táxis.

  • Pedi um táxi do shopping para casa, percurso de 20-25 minutos no máximo. Entrei e fomos. Após 15 minutos, olhei pela janela e não reconheci o caminho: comecei a entrar levemente em pânico. Mais 10 minutos, ainda não reconhecia nada à minha volta. As mãos suavam, as pernas tremiam, mas não conseguia falar ou reclamar de nada. Após 40 minutos, finalmente chegamos à minha casa. Que felicidade! E então descobri que aquela “aventura” era porque o taxista era novato e errou o caminho várias vezes. Ufa, que alívio. © Room № 6 / VK
  • Certa vez fui buscar minha mãe na estação de trem. Um taxista veio correndo, dizendo que nos levaria onde quiséssemos e no conforto. O caminho levaria apenas 5-7 minutos. Perguntei o preço, ele sugeriu um valor. Não lembro exatamente quanto foi, mas estava muito alto. Respondi que não queríamos. Então, peguei o celular na mesma hora, chamei um táxi pelo aplicativo, e o preço foi quatro vezes mais baixo que o do homem, saindo exatamente do mesmo local. © Boba / ADME
  • Meu avô era taxista, e ele contou esta história. Uma vez um rapaz entrou, depois não quis pagar pelo serviço e saiu correndo por uma área florestal. De longe, meu avô viu como ele tentou pular um arbusto e acabou se estabacando no chão. E meu avô o deixou fugir porque não conseguia parar de rir. © autor desconhecido / Reddit
  • Não me esqueço das palavras de um taxista, que nos levou para casa da maternidade, depois do nascimento do meu filho mais velho: “Tudo depende de você. Se o pequeno crescer e se tornar uma pessoa ruim, é porque você é assim. Portanto, não seja uma pessoa ruim”. Pois ele era mais filósofo do que taxista. Meu filho, sobre quem ele falava, hoje está com 8 anos, é amável, inteligente e um menino muito bom. E acho que é graças à mãe dele, haha. © Aaron Alexander / Quora
  • Entrei no táxi agitado e gritei: “Siga aquele ônibus”. Eu havia esquecido minha carteira nele. O taxista seguiu o ônibus, foi se aproximando e ligou o alerta, até o motorista parar. Fui lá, peguei minha carteira, os passageiros aplaudiram. Parecia uma cena de filme. E o taxista nem quis aceitar dinheiro, dizendo que se divertiu muito com a situação. © Autor desconhecido / Reddit
  • Eu estava no táxi conversando com o taxista sobre diversos tópicos legais. Chegamos muito rápido do ponto A ao ponto B. Após uma hora, recebi um SMS dizendo que eu havia esquecido meus pertences no veículo. Liguei, encucada com o que eu poderia ter esquecido. Aquele mesmo taxista me atendeu e soltou as seguintes palavras: “Não fique preocupada, você não esqueceu nada, só liguei porque foi a forma que encontrei de te chamar para sair”. É, rapazes, anotem a dica. © Room № 6 / VK
  • Eu estava apressada para levar meu filho ao hospital. O SMS: “O veículo é um Ford Focus branco”. Corremos para a rua, nada. Depois olhei para a placa de um carro perto, e reconheci o mesmo número na mensagem. Entrei já incomodada, dizendo: “Cadê o carro branco, moço?!” O taxista, também incomodado, respondeu: “Ai, já cansei de todo mundo me dizendo a mesma coisa. Eu lá sou responsável pelo que a empresa escreve?!” O que aconteceu foi que o Focus cinza dele tinha duas faixas brancas, uma de cada lado. Parece que algum funcionário, ao verificar o veículo, deve ter pensado que era “branco o suficiente”. E o pobrezinho do motorista passava o dia recebendo reclamação de clientes.
  • No ano passado, fiquei um mês sem carro, e precisei me locomover de táxi. O problema é que no horário do pico, os preços ficavam três vezes mais caros. Bem, tudo bem, decidi paciência. O que me incomodava é que sempre havia algo de errado: ou o carro fedia a chulé, ou o motorista errava o caminho, ou marcava o início da corrida 10 minutos antes de me buscar. E muitos outros perrengues ocorreram. Eu não me considero um cliente ruim, mas há certas condições básicas que espero receber do serviço, ainda mais se for me custar o triplo do preço. © Sanduíche / ADME
  • Eu estava indo para outra cidade de táxi, cerca de uma hora o percurso. Durante a corrida inteira, o taxista não parava de falar que aquela viagem estava com um preço muito baixo para ele, e que ele precisava sustentar a família. Quando chegamos, sem dar voltas, ele pediu para eu entrar no aplicativo e deixar uma gorjeta para ele. O que respondi foi que não recebia aumento de salário há três anos, por isso pedi a ele para, encarecidamente, entrar no aplicativo e me oferecer um desconto. Ele não gostou muito do meu pedido. © ZlayaPravda / Pikabu
  • Entrei em uma briga com um taxista que escrevia mensagem pelo WhatsApp enquanto dirigia e por vezes falava ao telefone! Quando pedi educadamente para ele não fazer isso, recebi como resposta um discurso de como ele trabalhava há 14 anos e que eu não sabia de nada. Me tirou do sério! Bem, ouvi o que ele disse e rebati dizendo que era médico, ou melhor, traumatologista, há 25 anos, por isso gostaria que ele me levasse para casa sem distrações para evitar um acidente. Ele continuou agindo da mesma forma até o fim do percurso. Há pessoas que não conseguem admitir quando estão erradas. © KonaYo / ADME
  • Houve uma situação em que um motorista, como no filme Táxi, desviou de uma fila de carros em um engarrafamento como um louco, entrando em becos e a uma velocidade tão alta, que travei de medo. Eu me arrependi tanto de ter pedido para ele ir o mais rápido possível. © Lyudmila Lisina-Prokopenko / Facebook
  • Errei ao dizer ao taxista que trabalhava como taxista. O motorista começou a reclamar de tudo, tudo e mais um pouco da profissão. O bom é que já sei como agir em tais situações: balanço a cabeça e digo “pois é, um horror”, e deixo a pessoa continuar. © Volan_de_blow / Twitter
  • No verão passado, um motorista de táxi me irritou muito. Ele chegou em um carro que estava caindo aos pedaços e dirigiu de tal forma que, pela primeira vez na vida, comecei a ficar enjoado. Ao chegarmos, como se não bastasse, ele teve a audácia de dizer que eu deveria ter escolhido um ponto final “melhor”, pensando no carro dele: nosso asfalto não é perfeito, mas é totalmente cabível para carros passarem. Era 1h da manhã, não havia iluminação na área, mas saí do veículo, orgulhosamente, bati a porta do precioso carro dele e ainda deixei uma reclamação. © Elena Makarova / ADME
  • Sou taxista. Recebi um pedido, cheguei ao local e saíram dois adolescentes de uns 16 anos. Um deles se sentou à frente, o outro, atrás. Após algum tempo, o da frente disse: “Chefe, vire à direita aqui”. O de trás logo soltou: “Ficou louco de chamar ele de chefe?!” E então o da frente sussurrou para o de trás: “É assim que eles se chamam”. © Rliethnam / Pikabu
  • Uma vez fui testemunha de “Karma imediato”. Chovia muito naquele dia, e meus colegas e eu resolvemos chamar um táxi. A entrada para o escritório ficava dentro de um complexo de prédios. Ao fazer o pedido, indiquei as coordenadas exatas, para ele chegar o mais perto possível. O taxista, porém, decidiu que não entraria no complexo, e esperaria na guarita. Bem, tudo bem, não havia tempo para discutir. Fomos correndo até lá, todos sem guarda-chuva: ficamos encharcados. E, obviamente, entramos no carro assim. O culpado foi o motorista por não querer seguir por mais 10 metros. O resultado: ele deve ter passado a noite enxugando o interior do carro. © Elena Kachan / Facebook
  • Houve uma situação quando meu táxi foi parado em uma blitz, e o motorista pediu para eu dizer que não era passageiro. Não entendi nada, mas enquanto os policiais verificavam os documentos dele, decidi sair rapidinho e pedir outro carro. © Yush / ADME
  • Eu estava no táxi, e o motorista decidiu bater papo comigo. Ele começou a contar sobre si mesmo, e me parecia que ele iria dizer que trabalhava como taxista por amor, mas que era, na verdade, um empresário bem-sucedido. E, de repente, ele soltou: “E então, por que você acha que eu sou taxista? Vou te contar a verdade: porque em casa está sempre frio, e dentro do carro, quentinho e confortável. Em vez de ficar andando por aí sem pro pósito, melhor tirar proveito da situação e ganhar um dinheiro extra”. © Room № 6 / VK
  • Perguntei ao taxista se ele sabia como chegar até o endereço que eu precisava. Ele ficou rapidamente ofendido e disse: “Minha querida, trabalho com táxi há mais anos do que você está viva”. O moço, então, ajeitou a gravata e foi embora, me deixando lá sozinha. © DJ_Eva_Fiesta / Twitter
  • Há pouco tempo consegui chegar a uma classificação de cinco estrelas. Da última vez, um taxista estragou minha nota porque eu disse, educadamente, que havia sujado a maçaneta ao abrir a porta do carro. Mas limpei! E hoje vi que minha avaliação estava em 4,92. Ou seja, alguma das minhas últimas corridas que não deu muito certo. Exceto essa última, as outras foram no nível de “bom dia”, “obrigada, tenha um bom dia”. E olha que geralmente dou nota máxima e ainda deixo gorjeta se não houve grandes problemas. Fiquei chateada. Será que alguém simplesmente não foi com a minha cara? Quem criou essas avaliações?! Eu me sentindo em um episódio de Black Mirror, mas com mais ansiedade. © Ardna Skela / ADME
  • Ai, não entendo essas avaliações de táxi, o sistema não é transparente. Certa vez minha avaliação baixou após uma corrida com uma taxista mulher. O que houve foi que eu precisava ir à estação de trem com uma mala pesadíssima. Quando ela chegou para me buscar, tentei dizer que eu mesma colocaria a bagagem na mala do carro, mas ela foi mais rápida e soltou: “Não está pensando que vou carregar sua mala, não é?” Respondi que não, que eu mesma levaria. Mas ela ficou emburrada e insatisfeita do mesmo jeito. © Creep / ADME

Provavelmente, muitas pessoas hoje pedem táxi pelo aplicativo, no qual tanto o motorista quanto o passageiro tem o direito de dar nota um ao outro pela corrida. Mas sabemos que essa classificação nem sempre é justa e não depende, necessariamente, se você se atrasou. Às vezes, o motivo de uma nota baixa pode ser porque a conversa entre vocês não saiu bem como o esperado.

Imagem de capa Rliethnam / Pikabu

Comentários

Receber notificações
Sorte sua! Este tópico está vazio, o que significa que você poderá ser o primeiro a comentar. Vá em frente!

Artigos relacionados