17 Relatos de pais cujo amor aquece melhor que um cobertor macio em uma noite fria

Histórias
Há 3 semanas

Crescer em uma família unida e amorosa é uma verdadeira bênção. Afinal de contas, é com nossas mães, pais e outros parentes que aprendemos a cuidar uns dos outros, a celebrar as conquistas alheias, a oferecer um ombro amigo nos momentos difíceis e a acreditar em nós mesmos. No artigo de hoje, você encontrará histórias emocionantes de usuários sobre seus entes queridos.

  • No jardim de infância, a professora me obrigava a comer mingau com uma textura estranha, o que me fazia chorar desesperadamente. Não aguentei e reclamei com minha mãe. Um dia, ela foi ao jardim de infância e se deparou com a seguinte cena: a professora antipática tentando me forçar a comer o mingau que eu tanto odiava. Eu corri para longe da mesa, e minha mãe disse algo para a professora. Então, o inesperado aconteceu: a professora se sentou e começou a comer o mingau, claramente desgostosa © Ward No. 6 / VK
  • Ainda não me acostumei com o fato de ser pai solteiro. De manhã, levo minha filha à escola. No final do dia, saio do trabalho para buscá-la e levá-la para suas atividades, para a casa de amigos ou para casa. Depois, volto e completo meu turno de 12 horas. Preparo o jantar, conversamos, mando ela tomar banho, dou um beijo em sua cabeça e digo “eu te amo” antes de dormir. Caio exausto na cama, com raiva do mundo inteiro, e na manhã seguinte, recomeço tudo de novo. Mas, mesmo nos dias mais difíceis, entro no quarto da minha filha e olho para o meu tesouro. Então, eu entendo por que me levanto todas as manhãs. Como eu te amo! © Garret Williams / Quora
  • Quando eu era criança, houve um concurso de astronomia na escola. O vencedor ganhava uma viagem para um acampamento espacial. Eu queria muito ganhar essa viagem, mas, infelizmente, não sabia nada sobre astronomia. Então, meu pai decidiu me ajudar. Todas as noites, ele lia enciclopédias sobre o espaço comigo e até desenhou constelações reais nas paredes e no teto do meu quarto. E eu ganhei. Naquele momento, minha felicidade não tinha limites. Hoje, adulta, percebo que minha maior felicidade são meu pai e minha mãe. Eles estavam dispostos a fazer qualquer coisa por mim. Amo-os profundamente.. © Chamber 6 / VK
  • Ontem, pedi ao meu filho de 17 anos para me ajudar: eu estava vendendo uma árvore de Natal artificial na internet e precisava levá-la para a casa da compradora. No começo, ele ficou irritado — tinha planos de sair com os amigos, mas depois concordou que me deixar ir sozinha para a casa de pessoas desconhecidas era perigoso. Enfim, chegamos lá e entregamos a árvore: tudo correu bem. No caminho de volta, comecei a contar ao meu filho sobre a conversa que tive com a compradora: ela, assim como eu, é mãe solteira, está comprando a árvore para a nova casa e se esforça muito pelos filhos. Eu estava elogiando-a bastante. Foi então que meu filho se virou para mim e disse: “Você é uma mãe incrível e sempre nos educou muito bem. Você nos deu um ótimo exemplo. Muito obrigado.” Meu Deus! Como foi bom ouvir isso — passei por tantas dificuldades para criar meus meninos. E tudo valeu a pena. © AleighS3 / Reddit
  • Na escola, todos riam do meu cabelo comprido. Eu gostava de usar esse estilo porque era igual ao do jogador de futebol que eu idolatrava; eu queria ser como ele, então o imitava. Meus colegas de classe não entendiam isso e apenas zombavam de mim. Um dia, contei isso ao meu pai. Em vez de confrontar os agressores, ele esperou por um evento na escola, onde nos apresentávamos para os pais, e apareceu lá usando uma peruca. Meu pai estava com longos cachos volumosos que brilhavam sob a luz! Depois desse dia, ninguém mais mexeu comigo, provavelmente porque ficaram com medo. Meu pai era musculoso, hoje não tanto, mas naquela época era dez vezes maior do que eu e meus colegas de classete. © Nem todo mundo vai entender / VK
  • Meus pais nunca me repreenderam, eu fazia quase tudo o que queria: jogava no computador 24 horas por dia e deixava meu quarto bagunçado. Eles não me obrigavam a fazer faxinar, não exigiam notas altas. Eu não precisava merecer dinheiro de bolso. Não me lembro de meus pais levantarem a voz para mim. Minha principal tarefa era não ser expulso da escola e, depois, da universidade. Quando terminei a universidade, eles me compraram um apartamento-estúdio, me deram dinheiro para um ano e me enviaram para a vida independente. Encontrei um bom emprego dois meses após terminar a universidade, e um ano depois fui promovido. Mudei de apartamento (com meu próprio dinheiro), comprei um carro e vivo confortavelmente. Tentei ajudar meus pais, mas eles recusaram. Quando eu tiver filhos, vou educá-los da mesma maneira. Esse método funciona. © Overheard / Ideer
  • Na infância, eu costumava ir ao rinque de patinação com meu pai. Esses eram os meus dias mais felizes, porque patinar no gelo era um verdadeiro evento! Nosso grupo incluía o amigo do meu pai e a filha dele. Ela patinava melhor do que eu, e eu a invejava um pouco. Ela me ensinava a patinar com a mesma confiança que ela tinha. Um ano, o inverno foi muito quente e nenhum rinque de patinação na nossa cidade estava funcionando. Esse foi o inverno mais entediante da minha infância. Mas meu pai encontrou uma solução: ele me levou para outra cidade, onde havia rinques de patinação cobertos. Foi simplesmente incrível!© Nem todo mundo vai entender / VK
  • Meus pais sempre nos diziam: “Se você se esforçou e fez o seu melhor, não se preocupe.” Eles nunca nos repreendiam por notas ruins nem nos pressionavam sobre a escolha da profissão. Elogiavam tanto um sete quanto um dez. E qual foi o resultado? Hoje, todos os quatro filhos estudam em boas universidades, se dedicam e são bem-sucedidos. Acredito que o mais importante é incentivar o desejo de aprender, e não focar nas notas. © maggieeeeeeeeeeeeeeeeee / Reddit
  • A partir dos oito anos, meus pais começaram a me envolver no trabalho. Eles têm seu próprio negócio e, no início, eu fazia pequenas tarefas, como tirar o pó. Gradualmente, minhas responsabilidades aumentaram e, na adolescência, eu já conseguia realizar tarefas no mesmo nível dos adultos. Aprendi a ser responsável, me tornei mais atento e adquiri uma forte ética de trabalho. Agora, adulto, onde quer que eu trabalhe, recebo um bom salário e me sinto realizado. E tudo isso porque meus pais me ensinaram a responsabilidade, o valor do trabalho árduo e a consciência. Sou muito grato a eles por tudo isso.© Autor desconhecido / Reddit
  • Quando minha filha tinha sete anos, ela pediu para ser matriculada em uma escola de arte. Eu a criava sozinha e o dinheiro estava curto, então arrumei um segundo emprego: à noite, fazia limpeza na escola perto de casa. Esse dinheiro extra era suficiente para pagar a escola de arte, materiais de qualidade e transporte. Agora, 17 anos depois, minha filha me presenteou com um carro, um Audi vermelho, o carro dos meus sonhos. E ela conseguiu esse dinheiro vendendo uma de suas pinturas. Minha menina se tornou uma talentosa e bem-sucedida artista. Estou extremamente orgulhosa dela. E também um pouco orgulhosa de mim mesma, por ter seguido meu coração de mãe e ajudado minha filha a alcançar seu sonho. © Chamber 6 / VK
  • Meu pai era boxeador. Ganhou muitas medalhas e participou de inúmeros torneios. Ele até tem uma foto com Mike Tyson, que foi juiz em um dos seus torneios! Tinha uma carreira brilhante e um futuro promissor pela frente. Mas ele deixou o boxe de repente. Por quê? Porque eu nasci. Ele decidiu abandonar tudo para dedicar sua vida a mim, para passar mais tempo comigo e não perder os preciosos anos da minha infância. Ainda fico emocionado quando penso que meu pai desistiu de sua carreira só para estar ao meu lado... © Ward 6 / VK
  • Lembro-me de uma noite quente de verão quando eu tinha sete anos. A janela estava aberta, uma brisa suave entrava, e eu estava desenhando no meu caderno. De repente, ouvi gritos vindos da cozinha. Meu pai estava brigando com minha mãe, eles gritavam e se xingavam. Eu não entendia o motivo da briga, mas estava muito assustada. Ouvi meu pai dizer que eles precisavam se divorciar. Depois, ficou tudo silencioso, apenas o som da porta do apartamento batendo. Alguns minutos depois, minha mãe veio até mim. Ela trouxe sanduíches, biscoitos e cacau. Leu uma história para mim e ficou ao meu lado até que eu “adormecesse” (eu estava fingindo). Passei a noite toda sem conseguir dormir, pensando em como seria nossa vida dali em diante. Eu não queria que meus pais se divorciassem. Ao amanhecer, finalmente adormeci e acordei com o cheiro de lavanda no meu quarto. Na minha mesa havia um enorme buquê de lavanda e, ao lado, uma boneca nova e muito bonita. Fui até a cozinha, onde também havia um grande buquê. Minha mãe e meu pai estavam tomando café da manhã, rindo e se abraçando. Eles se desculparam pelo que aconteceu na noite anterior e prometeram que isso nunca mais aconteceria. E cumpriram a promessa, nunca mais ouvi uma briga entre eles. Até hoje, lembro-me da sensação de felicidade e alegria infinita que senti naquela manhã. Sempre me lembro disso quando sinto o cheiro de lilases ou vejo as árvores floridas.© Chamber 6 / VK
  • Há 37 anos, em uma noite escura de março, em uma maternidade de uma pequena cidade do interior, nasceu uma bebê prematura, pesando apenas 1250 gramas. A “mãe” fugiu naquela mesma noite pela janela do hospital. Durante um mês, a bebê lutou para sobreviver, sendo acalmada ocasionalmente pela equipe médica e alimentada por meio de uma sonda. Na noite de 30 de abril, uma mulher se aproximou da incubadora e decidiu lutar pela vida daquela criança até o fim. Foi assim que começou minha nova vida — eu ganhei uma família. Tenho imenso orgulho do ato heroico da minha mãe! © Overheard / Ideer
  • Quando eu tinha 14 anos, trabalhava na colheita de laranjas no sítio do seu Zé. Estava ansiosa para receber meu salário e realizar um sonho: comprar um vira-lata caramelo! Com o dinheiro finalmente em mãos, minha mãe e eu pegamos o ônibus até o centro da cidade para ir à feira de adoção de animais. Quando chegamos lá, percebi que minha bolsa havia sido roubada no ônibus e minha carteira levada. Comecei a chorar desesperada. Minha mãe, vendo meu desespero, disse: “O dinheiro na sua carteira era meu; o seu está guardado na gaveta do armário em casa. Vamos rápido pegá-lo antes que a feira acabe.” Naquele dia, adotamos nosso querido Totó, e eu mais uma vez percebi a força do amor e apoio dos meus pais. © Ward 6 / VK
  • Quando meu filho tinha três anos, compramos um porquinho-da-índia e o chamamos de Rufus. Certa vez, Rufus conseguiu escapar da gaiola e desapareceu. Para que meu filho não ficasse triste, comprei outro porquinho-da-índia e também o chamei de Rufus. Não contei nada ao meu filho, e tudo estava indo bem até que o Rufus original reapareceu. Então, tive que dizer que o “novo” Rufus era na verdade o irmão dele, Roger, que veio visitá-lo.. © Limitless_yt89 / Reddit
  • Em todos os meus aniversários, minha mãe faz o meu bolo favorito — medovik. Este ano, entrei na universidade e estou estudando no exterior. Meus pais acham que não conseguirei voltar para casa no fim de semana por causa do alto custo. Mas passei o semestre inteiro trabalhando na biblioteca local. Amanhã, já estarei em casa. Mamãe, papai, me aguardem. Aniversário sem vocês não é a mesma coisa. E nem pense, mamãe, que vai escapar de fazer o medovik. Estou viajando 4000 km só por causa dele! ! © Ward 6 / VK
  • Lembrei de uma coisa. Eu tinha 6 anos quando meu pai comprou uma mesa para eu usar na escola. Ele fez uma gaveta com chave e me disse que aquele era meu espaço pessoal e que nunca iria mexer nas minhas coisas. E sabem de uma coisa? Tenho certeza de que ele não tinha uma cópia da chave. ©. © user5516778 / Pikabu

Quase todo lar possui uma receita especial que traz o gostinho de tarde na casa da avó, o aconchego de mãe, ou o mimo de pai, despertando lembranças ternas da infância. As famílias podem ser diversas em sua formação, mas o prazer de saborear algo juntos, em encontros repletos de risadas e boas conversas, é quase unânime. Que tal descobrir histórias sobre essas receitas de família que aquecem o coração e a alma.

Imagem de capa Ward 6 / VK

Comentários

Receber notificações
Sorte sua! Este tópico está vazio, o que significa que você poderá ser o primeiro a comentar. Vá em frente!

Artigos relacionados