15 Truques psicológicos que você pode usar para gastar menos ao fazer compras

Dicas
há 5 meses

Embora fazer compras seja algo que muitos de nós adoramos fazer, a ideia de gastar dinheiro pode não ser tão agradável assim para todas as pessoas. Mas às vezes ignoramos que, na maioria dos casos, as lojas e seus vendedores usam técnicas para despertar nosso desejo de comprar coisas em excesso. Mas não se preocupe, pois há várias maneiras de evitar que isso aconteça.

1. Ao entrar em uma loja, coloque uma bala de menta na boca

Profissionais de marketing usam uma estratégia especial chamada “marketing olfativo” para tornar a experiência de compra mais agradável aos clientes. Eles usam aromas como de bergamota, baunilha, chá branco ou bambu para “estimular” os consumidores a comprar mais. Balas ou chicletes com sabor de menta podem disfarçar os aromas ao seu redor, te ajudando a não gastar mais do que pretendia.

2. Ouça suas próprias músicas

Outro truque para nos fazer gastar mais é usar sons e músicas agradáveis nas lojas. Esse tópico tem sido estudado há muito tempo, e foi demonstrado que o ritmo e o gênero da música influenciam a maneira como tomamos decisões de consumo. Para não ser enganado, você pode usar tampões de ouvido ou fazer compras ouvindo músicas que você sabe não terem grande influência em seu humor.

3. Procrastinar pode ser uma boa

Antes de clicar no botão de “concluir pedido” ao fazer compras online, você pode tentar fechar o site e esquecer dele por algumas horas ou durante a noite. Pode ser até que você nem lembre mais dos itens que escolheu, o que significa que eles são supérfluos. É possível fazer exatamente o mesmo em uma loja física, colocando o produto de volta em seu lugar e dando um tempo fora do estabelecimento.

4. Usar salto alto

De acordo com um pequeno estudo, precisar se concentrar em manter o equilíbrio ao usar salto alto pode ter um impacto sobre o dinheiro que você gasta. Dessa forma, as consumidoras podem avaliar as opções com mais cuidado e escolher produtos com preços intermediários em vez daqueles muito caros. É interessante notar que fazer compras depois de praticar yoga ou subir uma escada rolante pode ter o mesmo efeito.

5. Tente deixar seu cartão bancário em casa com mais frequência

Outro estudo revela que os consumidores estão mais propensos a gastar mais dinheiro se pagarem com cartão, em comparação com pagamentos em dinheiro. Quando usamos cédulas, vemos a quantidade de dinheiro que gastamos e, portanto, isso pode ser doloroso. Por outro lado, pagar com cartão dificulta o controle de seus gastos.

6. Ter cédulas novas na carteira

Outro estudo afirma que a aparência física do dinheiro também influencia nossos gastos. As pessoas são mais propensas a se desfazer de notas que parecem velhas, sujas e gastas. Tente manter as cédulas novas em sua carteira e deposite o restante delas na conta bancária.

7. Evite interações prolongadas com os vendedores

Interagir com os clientes de forma positiva é uma das regras que muitos varejistas seguem cuidadosamente. Quanto mais os vendedores conversarem com os clientes, mais tempo estes últimos permanecerão na loja e maior será a probabilidade de que comprem mais do que pretendiam. Sabendo disso, você pode tentar reduzir essas interações de forma que elas se tornem breves, ou simplesmente não interagir.

8. Ao fazer compras, evite registrar-se como usuário em um perfil

Ao fazer compras online, evite registrar-se para que os detalhes da sua conta bancária não fiquem salvos. As informações salvas significam que o pagamento pode ser feito com poucos cliques, desencadeando compras por impulso. Se você continuar como convidado, e não como usuário, precisará digitar o número do seu cartão e outras informações, o que significa que há uma chance de que todo o processo se torne cansativo. Isso porque é possível que você não queira buscar o cartão e acabe desistindo de fazer a aquisição.

9. Verifique as avaliações de itens caros

Comprar coisas caras por impulso e depois se arrepender pode gerar sensações muito negativas. Para evitá-las, tente consultar a Internet e ver o que outras pessoas estão dizendo sobre os produtos que você pretende comprar. Assim, talvez descubra que a maioria dos clientes acabou insatisfeita com a compra. Portanto, provavelmente você também não vai querer gastar seu dinheiro naquilo.

10. Evite tocar demais nos produtos

Pesquisadores descobriram que, quando os clientes podem ver e tocar em diferentes produtos na loja, é mais provável que acabem comprando-os. Acontece que o toque realmente influencia nossas decisões de consumo, e os varejistas usam isso a seu favor. Ao fazer compras, tente tocar apenas nos itens que realmente deseja levar para casa.

11. Verifique seu guarda-roupa antes de fazer compras

Às vezes, quando compramos roupas, podemos acabar adquirindo itens semelhantes aos que já temos. Antes de ir à loja, examine seu guarda-roupa para verificar o que está lá dentro. Dessa forma, fica mais fácil manter o controle de todas as suas peças e evitar comprar roupas semelhantes.

12. Evite fazer compras nos horários de pico

Quando os clientes estão em uma loja lotada, eles tendem a se sentir fora de controle. Isso pode fazer com que gastem mais dinheiro no local. Além disso, muita gente acaba gastando demais quando vai às compras com amigos, pois o processo se torna mais divertido. Sendo assim, tente comprar o que precisa durante o período em que os shopping centers estão quase vazios e, de preferência, faça isso sozinho.

13. Não aceite amostras grátis

Amostras grátis de alimentos em diferentes lojas são muito populares por um simples motivo: elas podem desencadear nosso sentimento de reciprocidade. Quando ganhamos algo saboroso, podemos nos sentir “endividados” e, de alguma forma, acabar pagando pelo “presente” que nos foi dado. Além disso, comida grátis também desperta nosso apetite e nos faz comprar mais.

14. Não use cestas ou carrinhos ao comprar alimentos

Algumas lojas chegam até a mudar o tamanho de seus carrinhos de compras. Isso porque se descobriu, por exemplo, que aumentar as dimensões de um carrinho tem o potencial de fazer com que os consumidores gastem mais dinheiro. A melhor maneira de economizar é usar uma cesta ou, ainda melhor, sua própria sacola para colocar os produtos constantes de uma lista previamente preparada com os produtos verdadeiramente necessários.

15. Sempre verifique as novas embalagens

As empresas estão constantemente reformulando as embalagens de seus produtos, mas isso pode esconder um pequeno truque: o volume. Sempre verifique isso na embalagem atualizada para ver se o volume foi reduzido e garantir que você não seja forçado a pagar a mais.

Sabemos que boa parte dos orçamentos domésticos contam com limitações e desafios para que seja possível chegar tranquilamente ao fim do mês. Em alguns lares, o grande vilão dos gastos é o supermercado, enquanto em outros os serviços, como o fornecimento de energia elétrica, são os maiores responsáveis pelo desembolso de recursos. Se esse é o seu caso, será bom saber que existem coisas que você faz todos os dias e não percebe, mas são capazes de elevar sua conta de luz.

Comentários

Receber notificações
Sorte sua! Este tópico está vazio, o que significa que você poderá ser o primeiro a comentar. Vá em frente!

Artigos relacionados