12 Leis que só existem no Japão

Lugares
há 11 meses

As normas japonesas não são menos surpreendentes do que a cultura daquele país. Portanto, antes de viajar para a terra do Sol Nascente, tenha em mente que lá os cidadãos não podem ser gordos, as mulheres têm de usar sutiã em ambientes com ar condicionado e tatuados não podem nadar em piscinas.

Incrível.club compilou as regras mais estranhas que existem no Japão. Algumas delas, diga-se, poderiam ser adotadas por aqui.

12. Proibido comprar alguns medicamentos

Um grande número de medicamentos que estão disponíveis gratuitamente em muitos países são vendidos no Japão apenas por com prescrição médica. Ok, venda por prescrição não é algo diferente do que existe aqui no Brasil. A questão é que isso se aplica, por exemplo, a inaladores e a alguns tipos de medicamentos antialérgicos.

11. Existem restrições rigorosas para nomes

No Japão, há uma regra muito estrita sobre como como dar o nome a uma criança, isso porque os japoneses acreditam na força e no impacto do nome sobre o destino da pessoa. Os pais não têm o direito de escolher um nome, cujo significado possa ser considerado ambíguo ou que tenha uma conotação negativa. Por exemplo, em 1993, um casal de pais queria dar o nome de Akuma ao filho, que significa “demônio”. Eles foram processados ​​e a criança recebeu um nome mais “positivo”.

10. É proibido ser gordo

Desde 2008, no Japão existe uma “lei metabólica”. Dessa forma, o país decidiu lutar contra o excesso de peso de seus cidadãos. De acordo com as normas, as pessoas entre as idades de 40 a 75 anos têm de ter um certo tamanho de cintura, que não deve ser acima de 85 cm para os homens e 90 cm para as mulheres.

Em caso estar acima disso, os japoneses recebem assistência médica especial para controle de peso, mas sem multas ou penalidades.

9. É proibido jogar dinheiro

Essa regra é muito estranha, mas no Japão é proibido jogar ou danificar o dinheiro. Caso contrário, a pessoa enfrentará um ano de prisão ou uma multa de US$ 2.000.

8. É proibido fabricar bebidas alcoólicas

Não há vinho ou cerveja caseiros. A Lei proíbe a produção de bebidas alcoólicas em casa. Por violação dessa regra, os japoneses podem ser condenados a até 5 anos de prisão e cerca de US$ 5.000 de multa.

7. Os recipientes de lixo são proibidos em locais públicos

No Japão, você não encontrará recipientes de lixo em locais públicos. Essa regra, em primeiro lugar, está ligada à cultura, os japoneses desde a infância ensinam a classificar o lixo e a jogá-lo em casa. Em segundo lugar, está relacionada ao ato de terrorismo de 1995 ocorrido no metrô de Tóquio. Por esse motivo o governo decidiu se livrar de todos os contêineres e recipientes, para evitar a possibilidade de esconderem bomba neles.

6. Dança só em ambientes grandes

Na legislação japonesa está escrito que, em estabelecimentos cuja área da superfície for inferior a 66 metros quadrados, a dança é proibida. Para abrir uma danceteria ou boate, é necessário receber uma licença específica.

5. Relações sexuais a partir dos 13 anos; casamento, só depois dos 18

A partir dos 13 anos é possível começar a ter em relações sexuais no Japão, mas se casar é permitido apenas após os 18 anos.

De acordo com a legislação japonesa, antes as garotas podiam se casar aos 16 anos, já os garotos podiam fazê-lo somente após os 18 anos. Mas, atualmente, as regras mudaram e a idade mínima para se casar é de 18 anos.

4. Proibido pescar baiacu sem licença

Esta regra é usada apenas para pescar o peixe Baiacu (ou Fugu). O problema é que, se o prepararem incorretamente, é mortal para o ser humano. Portanto, para pescar e prepará-lo, só é permitido por japoneses que obtiveram a licença comprovando seu conhecimento sobre as variedades de peixes e como tratá-los.

3. Quem usa tatuagens não pode visitar saunas ou piscinas

Não existe uma lei formalmente prescrita que proíba tatuagens. No entanto, em muitos lugares públicos há cartazes que proíbem pessoas quem usem tatuagens de visitar saunas. Esta regra tácita se aplica tanto a japoneses como a turistas.

2. É proibido participar de guerras

Artigo 9.º da Constituição do Japão estabelece que, no que diz respeito à aspiração à paz internacional, o país se recusa a participar de guerras e também à existência de seu próprio exército de forças terrestres, marítimas e aéreas.

1. As mulheres são obrigadas a usar sutiã

As mulheres no Japão devem usar sutiã em edifícios onde existe ar condicionado. Essa lei foi aprovada para evitar casos de assédio no trabalho.

Você gostaria que leis como essas existissem em seu país?

Comentários

Receber notificações

As mulheres são obrigadas a usar sutiã ? Q isso gente, q palhaçada

-
-
Resposta

Artigos relacionados