10 Coisas proibidas às futuras mães de herdeiros do trono britânico

Gente
há 11 meses

gravidez obriga qualquer mulher a seguir algumas regras rígidas, como não tomar bebidas alcoólicas, não abusar do café e até deixar de dormir de barriga para cima. Mas quem casa com um integrante da família real britânica, essas proibições são ainda mais rígidas e envolvem não apenas questões de saúde, mas outras, ligadas à tradição da realeza.

O Incrível.club pesquisou sobre aquilo as princesas que dão à luz aos herdeiros dos monarcas não podem fazer. Continue lendo; você irá se surpreender.

1. É proibido divulgar o sexo da criança

Enquanto as mães atuais costumam até publicar nas redes sociais se estão esperando menino ou menina, Kate Middleton foi proibida de fazer o mesmo. De acordo com as regras da realeza, os pais não têm o direito de divulgar o sexo da criança até que ela nasça. A notícia sobre o nascimento do herdeiro ao trono é papel da imprensa real, único órgão oficial com autorização para fazê-lo.

2. Não pode aceitar presentes

As “listas de desejos”, chamadas em inglês de “wish lists”, são muito populares na Grã-Bretanha para presentear alguém por seu casamento ou aniversário. A pessoa prepara uma lista das coisas que considera necessárias e envia para amigos e parentes, e estes escolhem algo com que presentear. Os futuros pais, por exemplo, podem pedir fraldas descartáveis, carrinho ou roupa para bebê, o que permite uma economia considerável. Algo como o nosso chá de bebê aqui do Brasil. Mas para Kate Middleton, foi proibido mandar mensagens com esse tipo de lista, assim como aceitar presentes para o recém-nascido. A intenção era impedir que as pessoas soubessem o sexo da criança.

3. Não pode dirigir

Segundo as estatísticas, durante o segundo trimestre de gravidez, o risco de sofrer acidentes aumenta em cerca de 42%. Isso tem a ver com o cansaço vivenciado pelo organismo, com as dores de cabeça repentinas e os desmaios. Por isso, para livrar a mãe e o bebê de eventuais acidentes ( o que seria uma tragédia para a Grã-Bretanha), Kate Middleton foi proibida de dirigir. Quando necessário, ela precisava recorrer aos serviços de seu motorista particular.

4. É proibido aparecer de mau humor

A integrante da família real precisa estar sempre aparentando bom humor. Ela é obrigada e se comportar de forma simpática. Reclamar de mal-estar, chorar diante do público ou conversar sobre a gravidez com outras pessoas são atitudes consideradas de péssimo gosto.

5. Não pode comer diante do público

Há uma crença segundo a qual as preferências alimentares da futura mãe revelam o sexo da criança: se o desejo for por doces, nascerá uma menina. Se for por salgados, será menino. Justamente por isso, a duquesa de Cambridge não podia comer diante do público quando estava grávida, já que poderia dar margem a especulações sobre o sexo da criança. A exceção a essa regra são os jantares, nos quais os mesmos pratos são servidos a todos os convidados.

6. Licença-maternidade de até 5 meses

Kate Middleton precisou cumprir os compromissos oficiais até perto dos partos. E só depois do nascimento das crianças, ela teve permissão de se ausentar dos eventos para poder cuidar dos recém-nascidos. Contudo, por decreto, a licença-maternidade não pode ultrapassar os 5 meses.

7. Não pode comprar roupas em lojas

Novamente, a culpa é do segredo em torno do sexo da criança que a princesa está esperando: os paparazzi podem tirar fotos da cor e do modelo das roupas infantis. Por isso, as compras são feitas por pessoas gente encarregada da tarefa, que guarda informações estritamente confidenciais.

8. É proibido usar roupas que mostrem a barriga

A princesa deve usar roupas que escondam a barriga. Em primeiro lugar, para evitar os rumores e as capas sensacionalistas dos tabloides. Em segundo lugar, segundo os padrões da realeza envolvendo a gravidez, é inaceitável usar roupas de banho e peças coladas ao corpo. São permitidas apenas roupas soltas, que permitam o livre movimento.

9. É proibido informar sobre a data do parto

O palácio real informa de antemão apenas o mês previsto para o nascimento do herdeiro, mas a data exata é mantida em segredo. Geralmente, essa informação é publicada pelo serviço de imprensa real, quando a futura mãe está com 10 a 12 semanas de gravidez.

10. É proibido fazer selfies com as crianças

Diferentemente da maioria das mães, que depois do nascimento começam a publicar inúmeras fotos dos filhos nas redes sociais, Kate não pode fazer o mesmo, já que ela não pode ter perfis nessas plataformas. A foto do bebê só pode ser postada no perfil oficial real no Twitter.

O que você achou dessas regras? Elas fazem sentido para você? Ou parecem exagero? Comente!

Imagem de capa Depositphotos, Eastnews

Comentários

Receber notificações
Sorte sua! Este tópico está vazio, o que significa que você poderá ser o primeiro a comentar. Vá em frente!

Artigos relacionados