Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Conheça as aldeias mais mágicas do mundo

Nada mais comum do que querer fugir da cidade de vez em quando. A quantidade de pessoas e o ritmo de trabalho fazem com que cada vez mais pessoas queiram abandonar os grandes centros urbanos e viver em pequenas vilas escondidas na montanha ou no litoral. Um ambiente familiar e acolhedor para desestressar de tudo.

Se você se encaixa na descrição acima, confira alguns povoados maravilhosos que estão apenas esperando uma visitinha. Só cuidado para não se apaixonar.

1. Hallstatt, Áustria

Casinhas coloridas, um lago azul, cisnes e o reflexo dos Alpes nas águas cristalinas. Parece um conto de fadas que ganha vida.

O povoado de Hallstatt não tem mais do que 1.100 pessoas e fica em uma faixa estreita entre os lindos Alpes e o lago Halshtatterzee.

2. Povoado Simiane-La-Rotonde, Provence, França

O céu azul, os campos de lavanda, as montanhas, a cozinha mediterrânea e o encanto da Provença. Precisa de mais alguma coisa para relaxar? O castelo Agoult, construído no século XII, é um ponto de destaque na região, onde sse celebram festivais de música antiga.

3. Vila do Arco-íris, Taichung, Taiwan

Próximo da cidade de Taichung surgiu um assentamento militar que, após alguns anos, foi abandonado. As autoridades decidiram demolir as casas, mas um veterano de guerra de 86 anos quis salvá-las e pintou as paredes com diferentes personagens e desenhos. Ela se transformou em uma das atrações turísticas mais visitadas de Taiwan.

4. Marsaxlokk, Malta

Marsaxlokk é uma aldeia pitoresca de pescadores que fica na ilha de Malta. Quase não há tormentas, por isso que as casinhas amarelas ficam tão próximas do mar, deixando apenas um pequeno espaço para os carros. Na aldeia vivem mais ou menos 3 mil pessoas, a maioria homens pescadores, que fazem o mesmo que seu pais, avôs, bisavôs, etc.

5. Uros - Ilhas Flutuantes do Lago Titicaca, Bolívia e Peru

Na fronteira entre o Peru e a Bolívia, em 42 ilhas flutuantes do lago Titicaca, vive a tribo de Uru. As ilhas foram construídas por eles mesmos e são feitas de totora, o mesmo material que os barcos usados para pescar. Apesar de longe da civilização, nas ilhas há painéis solares, que permite aos locais verem televisão.

6. Alberobello, Itália

Alberobello é famosa e conhecida pelo seu conjunto de trulli, construções de telhado cônico características daquela região, considerado Patrimônio da Humanidade pela UNESCO desde 1996. O nome vem da palavra 'trulla' que, em latim, significa 'cúpula'.

7. Monsanto, Portugal

O pequeno povoado de Monsanto recebeu o título de povoado mais português de Portugal. Um ditado local diz que em Monsanto nunca se sabe se a casa nasce da pedra ou se a pedra nasce da casa. As enormes pedras servem de muro e teto para as casas e cria um sistema arquitetônico muito peculiar. As pequenas casinhas com tetos de telha vermelha se escondem embaixo de enormes rochas de granito e as ruas parecem que foram esculpidas.

8. Uchisar, Turquia

Uchisar é uma das cidades mais povoadas da região da Capadócia, famosa pelos voos de balão. A maioria das pessoas vive no povoado, próximo às falésias, mas há pessoas que moram dentro das próprias rochas. O alojamento dentro da rocha mais alta oferece uma vista impressionante da região.

9. Longji, China

Os terraços de arroz em Longji são considerados os lugares mais belos da China. As pessoas os chamam de terraços de coluna de dragão. Ficam em volta da pitoresca localidade de Ping An. Eles são o resultado de muitos anos de trabalho, existem mais ou menos desde o século XII e estão a uma altitude de mais ou menos 1.100 metros. Os agricultores que os construíram se preocupavam com a falta de alimento, e essa era a única oportunidade de dar comida a toda a família.

10. Pariangan, Indonésia

O vulcão ativo Merapi que está acima do povoado no oeste de Sumatra é um dos monumentos naturais mais importantes do país. Pariangan é considerado o povoado mais antigo dos minangkabau, o que faz com que muitos turistas estudem sobre sua cultura e costumes. As casinhas maravilhosas foram conservadas. Entre elas há uma construção com paredes de vime, além de uma mesquita do século XIX.

11. Cua Van, Vietnam

Cua Van é uma linda aldeia de pescadores que fica na baía de Halong. É um dos maiores povoados de pescadores que fica sobre a água. É possível chegar ao local em barco. Os locais pescam mariscos e as casas coloridas e a escola ficam sobre balsas.

12. Giethoorn, Países Baixos

Chamada de Veneza holandesa, Giethoorn é um dos povoados mais bonitos da Holanda. Ele fica em meio a muitos canais que medem 7,5 km e foi fundado em 1230. Para se locomover pelo povoado há uma faixa para bicicletas e muitos canais, já que o transporte principal é feito por barcos e botes elétricos. As casas ficam em ilhas conectadas por pontes de madeira (há mais de 50 na cidade).

13. Bibury, Inglaterra

Bibury é considerado um dos povoados mais belos e antigos da Inglaterra. Parece que o tempo parou na região: casas velhas, muita natureza e nada de transporte público, para não tirar o charme local. Poetas e artistas costumam visitar o local em busca de inspiração. Na região foi filmado O Diário de Bridget Jones.

14. Reine Lofoten, Noruega

Reine é uma aldeia de pescadores que surpreende pela paisagem quase surreal. Mais ou menos 350 pessoas moram na cidade com casas super simpáticas. A história de Reine começa em 1743. Situada entre as falésias, a aldeia parece saída de um cartão postal e atrai muitos turistas anualmente.

15. Gasadalur, Ilhas Faroe, Dinamarca

O povoado de Gasadalur fica em um lindo vale entre falésias na ilha de Vagar, que pertence às Ilhas Faroe. Em 2002, viviam apenas 16 pessoas na região e chegar ao povoado era muito complicado. Em 2004, foi construído um túnel para facilitar a passagem das pessoas e, desde então, houve um aumento no número de turistas.

16. San Gimignano, Toscana, Itália

San Gimignano foi fundada no século III antes de Cristo pelos etruscos. A pequena vila se transformou em cidade, mas ainda hoje conserva seu espírito medieval e suas famosas torres. Na Idade Média havia mais ou menos 72 casas na região, e 14 delas foram conservadas. Pessoas locais acreditam que a região é o coração da Toscana e da Itália.