Incrível

10+ Fatos curiosos sobre o versátil ator britânico Benedict Cumberbatch

O britânico Benedict Cumberbatch é, sem dúvida, um dos atores mais bem-sucedidos e talentosos da sua geração. Seu extenso currículo tanto no teatro quanto no cinema, além de inúmeros prêmios por suas atuações, comprovam sua versatilidade na hora de interpretar papéis, como o famoso detetive Sherlock Holmes, na série da BBC; o Doutor Estranho, herói do filme homônimo da Marvel; e o dragão Smaug, de O Hobbit: A Desolação de Smaug, da trilogia de O Senhor dos Anéis, baseado na obra-prima de J. R. R. Tolkien.

O Incrível.club quis descobrir um pouco mais da vida desse ator genial e agora apresenta especialmente para você alguns dados curiosos sobre a sua trajetória de sucesso. Boa leitura!

12. Cogitou estudar direito

Os pais de Benedict, Timothy Carlton e Wanda Ventham, também atores, não queriam que o seu único filho trilhasse o árduo caminho da arte, como eles, por isso o colocaram em colégios renomados do Reino Unido, com a esperança de que escolhesse outra profissão. Os dois queriam que ele estudasse Direito e, durante muito tempo, Benedict cogitou se tornar advogado.

Mas desde cedo mostrou sua verdadeira vocação, ao participar do principal clube de teatro da escola, The Rattigan Society, e se destacar entre os demais estudantes. Após um ano sabático, ensinando inglês em um mosteiro tibetano, decidiu estudar teatro na Universidade de Manchester. Em 2000 concluiu o mestrado na Academia de Música e Artes Dramáticas de Londres e, desde 2018 é o presidente da Academia.

Em uma entrevista, ele menciona que decidiu se tornar ator, mesmo sabendo que os pais gastaram uma enorme quantia para que escolhesse outra profissão. Benedict também falou que os dois são sua motivação nessa jornada. “Até hoje, uma das razões pelas quais eu saio da cama de manhã é deixá-los orgulhosos de mim”, afirmou.

Desde 2015 é casado com Sophie Irene Hunter, diretora de teatro e ópera de vanguarda inglesa, dramaturga e ex-atriz, com quem tem dois filhos.

11. Ele se destacou na TV britânica

Benedict iniciou sua carreira em 2000, aos 23 anos de idade, na série de TV Heartbeat, e foi se destacando na TV britânica por seu talento, participando de vários filmes televisivos e séries. Até que, em 2004, interpretou o aclamado físico teórico Stephen Hawking no filme da BBC A História de Stephen Hawking, cujo papel lhe rendeu indicações a diversos prêmios.

Mas foi na série Sherlock, em 2010, ao interpretar uma versão contemporânea do icônico detetive criado por Sir Arthur Conan Doyle, que Benedict obteve reconhecimento internacional. Além de duas indicações ao Emmy, conquistou uma legião de fãs.

10. Perdeu muito peso para interpretar Sherlock

Benedict decidiu por conta própria perder muito peso para interpretar Sherlock Holmes. “Terminei de filmar Doutor Estranho e na mesma noite peguei um avião. Na manhã seguinte, acordei e fui para Cardiff. Não estava em forma de Sherlock. Estava em forma de Doutor Estranho, parecia muito grande — uma aparência saudável, atlética — e ele realmente não se encaixava no papel de Sherlock”, disse Cumberbatch.

Foi indicado como melhor ator por esse papel em diversos prêmios, como o Globo de Ouro, o BAFTA TV Awards e o Crime Thriller Awards, do Reino Unido. Ganhou o prêmio de Melhor Ator em Minissérie ou Filme para TV em 2014, no BAFTA, pelo episódio “Seu Último Juramento”.

9. Seus pais participaram das gravações de Sherlock

Na terceira temporada de Sherlock, seus pais protagonizaram alguns episódios com o filho, interpretando os pais do famoso detetive. Wanda Ventham e Timothy Carlton apareceram em uma cena curta, tomando chá com Sherlock. Na época, estavam com 78 e 74 anos, respectivamente.

Benedict disse que quase chorou ao assistir ao episódio, que os dois foram perfeitos no papel e que foi muito bom tê-los no set. Mas admitiu também ter sido uma experiência estressante, pois ambos são atores e também ficaram nervosos na hora da filmagem.

8. Talento para “photobombing

Na cerimônia do Oscar de 2014, Cumberbatch “bombardeia” a foto de Bono Vox e Larry Mullen Jr, dos músicos do U2.

O ator é conhecido por sua simpatia, suas entrevistas descontraídas, imitações de celebridades e talento para aparecer intencionalmente nas fotos de outras pessoas fazendo caretas ou poses divertidas, atitude conhecida como photobombing.

7. As gravações de Doutor Estranho foram adiadas por causa do ator

Antes da estreia em 2016, a produção de Doutor Estranho foi adiada por ao menos cinco meses para que Benedict fosse escalado como protagonista, segundo revelou o diretor Scott Derrikson em seu Twitter.

Apesar de ser a primeira escolha da produtora do filme, o astro estava com a agenda lotada por causa das gravações da série Sherlock.

6. Ele é avesso às mídias sociais

Apesar de existirem diversas fan pages dedicadas ao ator, Benedict disse em entrevista que prefere gastar seu tempo e energia em seu trabalho e que “seria um desastre”, caso decidisse se envolver nas mídias sociais. “Eu não posso tuitar para salvar minha vida”, afirmou.

5. Foi indicado ao Oscar e a dezenas de prêmios

Em 2015, foi indicado como Melhor Ator por seu papel em O Jogo da Imitação. O filme, baseado na biografia Alan Turing: The Enigma, de Andrew Hodges, conta a história do matemático e pioneiro da ciência da computação, Alan Turing (1912–1954), interpretado por Benedict. Esse trabalho lhe rendeu ainda uma indicação ao Globo de Ouro no mesmo ano, além de outras dezenas de prêmios.

A narrativa conta a história de um grupo de cientistas escalado pelo governo do Reino Unido para decifrar o código “Enigma”, usado pelos oficiais alemães durante a Segunda Guerra Mundial para enviar mensagens aos seus submarinos. Entre eles está o matemático, que consegue criar uma máquina capaz de esclarecer o código.

4. Ele se entregou de corpo e alma para interpretar Smaug, da saga O Senhor dos Anéis

O ator não emprestou apenas a sua voz para interpretar o dragão Smaug no filme O Hobbit: A Desolação de Smaug, de 2013, mas entendeu a personalidade do dragão, trazendo isso para a sua performance. “Estávamos procurando alguém que fizesse algo original, inesperado, que surpreendesse”, disse o diretor, roteirista e produtor do filme Peter Jackon, sobre a escolha de Benedict para o personagem.

Durante as filmagens, em que precisava se movimentar em um tablado, vestido com roupas especiais para a captura de movimento e com uma incômoda câmera na cabeça voltada para seu rosto, o ator confirmou seu enorme talento. Ele consegue transmitir diversas emoções do dragão usando alguns movimentos vigorosos do corpo, mudando continuamente a expressão facial e utilizando a sua poderosa voz. Seu trabalho como Smaug realmente é surpreendente.

O artista disse em entrevista que não imaginava como seria o resultado e lançou mão da imaginação na hora de compor o personagem. “Uma das técnicas foi apertar minhas pernas, esquecendo o fato de que eram pernas, tentando senti-las como parte de um corpo alongado, rastejando no chão sobre os cotovelos e usando as mãos como garras”, explicou.

A estrela credita a seu pai a inspiração necessária para interpretar o vilão de Tolkien, pois foi ele quem lhe apresentou esse universo mágico. “Meu pai é um ator extraordinário, então ele trouxe à vida esse mundo incrível de Hobbits e dragões quando eu tinha seis ou sete anos”, lembra Benedict. “Foi uma maneira muito rica de ser apresentado a um livro tão incrível. Basicamente meu pai foi o responsável pela minha performance. Sou muito sortudo”, acrescenta.

3. Recebeu o título de Comandante da Ordem do Império Britânico

Benedict com sua esposa Sophie Irene Hunter em frente ao Palácio de Buckingham, em Londres

O ator foi condecorado com o título de Comandante da Ordem do Império Britânico (CBE) em junho de 2015, no Palácio de Buckingham, em Londres. O título foi concedido pela rainha Elizabeth em virtude das contribuições de Benedict às artes dramáticas e à caridade.

Ele é um dos embaixadores do The Prince’s Trust, instituição de caridade criada pelo príncipe Charles, que tem como objetivo auxiliar os jovens em dificuldades no Reino Unido. Ele apoia, ainda, a Dramatic Need, uma instituição de caridade que promove a expressão criativa como ferramenta para a resolução de conflitos e desenvolvimento social em comunidades carentes.

2. Ele é parente de Ricardo III

Benedict é primo distante de Ricardo III, rei da Inglaterra entre os anos de 1483 e 1485, e o interpretou na série da BBC A Coroa Vazia, em 2016. Esta foi uma das adaptações das peças de Shakespeare feitas pela TV britânica, em comemoração aos 400 anos da morte do escritor.

Clique aqui para ver o trailer.

1. Foi nomeado presidente da Academia de Música e Artes Dramáticas de Londres

Benedict foi nomeado em 2018 presidente da Academia de Música e Artes Dramáticas de Londres (LAMDA), fundada em 1861 e uma das principais escolas de teatro do mundo. Ele substituiu Timothy West, que exercia o cargo na instituição havia 31 anos.

O artista, mestre em atuação clássica pela LAMDA, disse ter se sentido emocionado ao ser convidado e que deseja garantir que o treinamento permaneça acessível a todos. Também falou que será uma honra “assistir à nova geração florescer e gerar artistas criativos e profissionais excepcionais”.

A diretora da LAMDA, Joanna Read, afirmou ter ficado encantada ao saber que Benedict tinha concordado em se juntar “à família”, como presidente. “Como um ator fantástico, que entende seu ofício e nossa indústria, eu sei que suas ideias serão tremendamente benéficas para os estudantes e funcionários”.

O que você achou das performances de Benedict Cumberbatch? De qual de seus trabalhos gostou mais? Conhece alguma peculiaridade sobre a vida dele? Deixe sua opinião nos comentários.