Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

9 Duplas de atores que tinham uma boa relação nas telas, mas que na vida real não se davam bem

5--5
536

Para atores talentosos não é difícil interpretar amor e amizade nas telas. Muitas vezes, o público acredita que os mesmos sentimentos entre eles também existem na vida real. Mas por mais capazes que sejam alguns artistas, eles são humanos, e acontece que muitos simplesmente não suportam a presença uns dos outros no set de gravação. Assim que escutam o comando “Corta!”, eles se espalham em direções diferentes e, no futuro, se recusam a trabalhar em projetos conjuntos.

Nós, do Incrível.club, decidimos descobrir o que acontece nos bastidores de produções de filmes e como são as relações entre as nossas estrelas de cinema favoritas na vida real. Confira!

1. Channing Tatum e Emma Watson

Um dos filmes em que Emma Watson decidiu se afastar um pouco do papel de Hermione Granger foi a comédia É o Fim. Porém, durante as filmagens, ela percebeu que não se sentia bem com algumas cenas dessa comédia de humor ácido. Emma tentou ser profissional, mas o comportamento de um dos parceiros, Channing Tatum, a incomodou tanto que ela deixou o set e uma parte do material com a atriz nunca foi filmada. Channing apenas fez uma “brincadeira”, mas a atriz ficou muito brava. Ele começou a dançar de forma indecente na frente dela, e a dança ficou “agressiva” demais para Emma. Na verdade, Channing apenas estava tentando quebrar a tensão no set, mas isso acabou sendo a gota d’água para a atriz. Desde então, ela se recusa a participar dos mesmos projetos com ele.

2. Ian Somerhalder e Nina Dobrev

A popular série Diários de um Vampiro corria o risco de ser encerrada devido à tensão entre os atores principais. O romance entre Nina Dobrev e Ian Somerhalder terminou depois de 2 anos, e no início, os dois prometeram um ao outro que permaneceriam bons amigos. Mas quando eles começaram a namorar outras pessoas, essa promessa não estava destinada a ser cumprida devido ao ciúme e às brigas, o que se refletiu muito no trabalho. Nina e Ian até pediram para que as cenas românticas com a participação de ambos fossem reduzidas ao máximo, e nos bastidores eles tentavam ficar longe um do outro.

3. Robert De Niro e Mickey Rourke

A briga entre os atores começou durante as gravações de Coração Satânico, de 1987. Mickey Rourke revelou que Robert De Niro declarou abertamente que não queria se comunicar com ele.

Em 2018, o diretor Martin Scorsese reuniu a “velha guarda” do cinema em seu filme O Irlandês (estrelado por Al Pacino, Joe Pesci e Robert De Niro). Rourke tinha certeza de que também estaria entre os atores convidados. No entanto, ele acha não foi chamado apenas porque De Niro não queria trabalhar com ele. Mais tarde, o ator negou essa acusação, e os produtores do filme afirmaram: “Mickey Rourke nunca foi convidado para estrelar O Irlandês, não pensamos nele, não discutimos a sua participação e não pensamos que ele apareceria no filme”.

4. Reese Witherspoon e Vince Vaughn

Parece que esses atores carismáticos não foram feitos para trabalhar juntos. E não é apenas porque não se dão bem. Acontece que a abordagem de vida e a atitude com relação ao trabalho de ambos são tão diferentes, que a necessidade de estar no mesmo set revelou ser um verdadeiro estresse para eles. A responsável Reese adora planos, horários, sempre se prepara para os ensaios e conhece todos os detalhes das cenas em que participa. Vince, por outro lado, prefere “ir com o fluxo” e, segundo a atriz, ele é imprudente e irresponsável com algumas questões. As estrelas decidiram concordar em discordar, e o filme Surpresas do Amor foi o seu único trabalho conjunto.

5. George Clooney e Russell Crowe

De acordo com George Clooney, ele não fazia ideia de que Russell Crowe sentia antipatia por ele até ler uma das suas entrevistas. Nela, Crowe chamou Clooney de “um ator vendido”. George Clooney respondeu com um comentário mordaz, e essa “guerra de palavras” entre os dois na imprensa continuou. A razão por trás de tal hostilidade é desconhecida, mas alguns fãs afirmam que o clima entre os atores ficou pesado ainda quando o cobiçado papel por Clooney no filme Gladiador foi para Crowe.

6. Pauley Perrette e Mark Harmon

A estrela de NCIS — Investigação Naval, Pauley Perrette, que interpretou a cientista Abby Sciutto, disse que não queria estrelar a sequência porque não pretendia se comunicar com Mark Harmon (agente Leroy Jethro Gibbs). Não se sabe o que exatamente aconteceu no set. Uma das versões, mencionada pela imprensa, dizia: o conflito começou por causa do cachorro de Harmon, que ele trazia para as gravações. O animal se comportava de forma agressiva, e Pauley foi a única que chamou a atenção do ator para isso.

7. Jennifer Aniston e Leslie Mann

Jennifer Aniston trabalhou com Judd Apatow mais de uma vez, e o considera um dos seus diretores favoritos. No entanto, de acordo com algumas fontes, a atriz não pretende mais trabalhar com ele devido ao fato de que sua esposa, Leslie Mann, atua em quase todos os seus filmes. Ela é conhecida por quase nunca se dar bem com as atrizes principais dos longas nos quais aparece. Jennifer prefere evitar cruzar novamente no set com “a esposa do diretor”, como Leslie é chamada em Hollywood.

8. Josh Hartnett e Harrison Ford

Depois de Divisão de Homicídios, Josh Hartnett e Harrison Ford não estão interessados em trabalhar juntos novamente. Nas telas, um dos atores interpretou um policial experiente, e o segundo, seu parceiro mais novo, que adota a experiência de seu colega. No entanto, segundo algumas fontes, nos bastidores os atores ou ficavam em um silêncio constrangedor, ou se insultavam. E, às vezes, eles simplesmente não chegavam a um acordo, mesmo quando precisavam representar uma cena.

9. Anne Hathaway e James Franco

A tensão entre esses dois atores brilhantes começou depois da cerimônia do Oscar de 2011. Nesse ano, a entrega de prêmios não foi considerada um sucesso, pois um dos apresentadores, James Franco, não se mostrou da melhor maneira: parecia distante e, em geral, se sentia deslocado. Anne Hathaway, sua coapresentadora, parecia muito mais interessante: ela tentou desanuviar a atmosfera e fez piadas. Os atores ainda foram considerados uma das duplas menos marcantes a apresentar a cerimônia. O público poderia esquecer essa experiência desagradável rapidamente. Mas Franco colocou lenha na fogueira quando, em uma de suas entrevistas, se recusou a defender sua parceira em resposta às acusações dos haters, e até concordou com eles em algumas coisas. Naturalmente, não se falou mais em boas relações entre os atores.

Você já vivenciou situações em que teve de desistir de um projeto grande ou do trabalho por causa de hostilidade pessoal? Comente!

5--5
536
Compartilhar este artigo