Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

30 Fatos sobre Elvis Presley que poucos conhecem

5-33
529

Elvis Presley, um dos maiores cantores de todos os tempos, chegou ao mundo da música com um estilo que, na época, era pouco explorado. Ele foi um dos pioneiros do rockabilly, uma mistura de rock com outros estilos musicais do Oeste dos Estados Unidos. Elvis ganhou o título de Rei do Rock e conquistou fãs pelo mundo todo, algo totalmente inédito para um músico que fez shows ao vivo em apenas dois países.

Incrível.club ama trazer a você boas recordações. Por isso, selecionamos 30 curiosidades sobre a vida e o trabalho de Elvis. Um cantor que encantou várias gerações e cujas canções ainda fazem muito sucesso.

  • Uma professora de Elvis o incentivou a participar de um concurso de canto depois de ouvi-lo cantar Old Shep. O concurso, chamado de Fair and Dairy Show, foi sua primeira apresentação pública; ele tinha 10 anos e se lembra de ter ficado em quinto lugar;
  • No início da carreira, Elvis pagou para gravar as canções My HappinessThat’s When Your Heartaches Begin em um estúdio da Sun Records. As músicas no disco de acetato seriam para a mãe como presente. No entanto, teria confessado, depois, que escolheu essa gravadora em uma tentativa de ser descoberto, contou o biógrafo Peter Guralnick em seu livro Last Train to Memphis: The Rise of Elvis Presley.
  • Depois de aparecer várias vezes no programa de TV Stage Show, dos irmãos Tommy e Jimmy Dorsey, Elvis foi escalado como ator para o filme Ama-me com Ternura (1956). Esse foi o seu primeiro papel no cinema.
  • Mesmo tendo interpretado mais de 600 canções, em uma entrevista, Elvis confessou não ter escrito nenhuma delas, apesar de muitas o mencionarem como coautor. Entre os compositores das músicas do Rei estão Aaron Schroeder, Mac Davis e o cantor e violinista brasileiro Luiz Bonfá.
  • Elvis ficou somente dois anos no exército e chegou à patente de sargento; seu número de série no exército era 53310761. Apesar do alvoroço que causou, ele pediu para não ser tratado de forma diferente dos outros soldados. De acordo com um memorando emitido pelo exército, ele foi uma grande inspiração para os jovens da época.
  • Também no exército, Elvis conheceu o caratê. Era um aluno dedicado e foi faixa preta (oitavo Dan). Seu primeiro sensei foi Jürgen Seydel, que, inclusive, foi premiado com a Ordem do Mérito da República Federal da Alemanha por seus serviços.

  • Os soldados que conviveram com Presley contaram que ele era muito generoso com todos. O cantor fez doações de uniformes extras para seus colegas e mandou instalar TVs; além disso, ele doou seu soldo a uma instituição de caridade.

  • Elvis e Priscilla se conheceram quando ele serviu na Alemanha. Ela era dez anos mais nova e eles se casaram somente quando a garota fez 22 anos. Eles namoraram por quase oito anos e, com apenas seis anos de casados, decidiram se separar.

  • Elvis também teve relacionamentos com outras mulheres antes e depois de Priscilla. Entre elas a atriz Ann-Margret, a autora Anne Helm, a modelo e atriz Barbara Leigh, a ex-Miss Tennessee Linda Thompson e a também atriz Ginger Alden.

  • Já mais madura, Priscilla investiu na sua carreira profissional depois do divórcio com o Rei. Ela se tornou atriz, modelo e empresária. Com sua experiência com o mundo dos negócios, Priscilla transformou Graceland em um museu aberto ao público e fundou a Elvis Presley Enterprises. A ex-esposa do Rei multiplicou exponencialmente o patrimônio que Elvis deixou para a filha. Hoje, a fortuna gira em torno de 100 milhões de dólares.
  • De acordo com a Revista Forbes, Elvis Presley foi a quinta celebridade póstuma mais lucrativa de 2020, tendo arrecadado 23 milhões de dólares. Ele perdeu apenas para o cantor Michael Jackson, para o escritor e cartunista Dr. Seuss, (o criador da série Peanuts), para Charles Schulz e para o jogador de golfe Arnold Palmer.

  • Elvis adquiriu a mansão Graceland no final da década de 50 quando tinha apenas 22 anos. Ela custou apenas 102,5 mil dólares. A área total tem mais de cinco hectares, sendo que a casa se tornou uma das marcas do Rei. A construção era uma antiga igreja, por isso o nome “Graceland”, que em português seria algo como “Terra da Graça”, em uma tradução ao pé a letra
  • A mansão virou museu e está aberta à visitação pública desde 1982. Ela é uma das atrações mais visitadas dos EUA; só perde para a Casa Branca. As entradas para a atração custam a partir de 47 dólares.
  • O museu recebe pouco mais de 600 mil visitantes todos os anos. Na mansão, você tem a oportunidade de viver experiências de última geração, atividades de realidade virtual e aumentada, além de visitas guiadas.
  • Elvis “aparece” no filme Forest Gump. Na história, o então jovem aspirante a cantor teria alugado um quarto na casa da mãe de Forrest e o personagem principal teria “ensinado” Elvis a dança que o deixaria famoso. Depois, em outra cena, a mãe de Forrest vê o mesmo rapaz na TV de uma loja cantando.
  • No episódio Diablo!, da quinta temporada da série Lucifer, da Netflix, o Rei do Rock também é citado, desta vez em uma conversa entre a detetive Chloe Decker e o protagonista da trama.
  • Antes de se tornar famoso, o Rei do Rock chegou a trabalhar como lanterninha de cinema e como motorista de caminhão. Ele chegou a crer que nunca seria um cantor de sucesso quando foi rejeitado por Eddie Bond no início da carreira. Anos depois, os dois chegaram a trabalhar juntos.

  • A Warner Bros anunciou a data de lançamento da cinebiografia de Elvis. O longa, ainda sem título oficial, deve chegar aos cinemas no último trimestre de 2021. Os atores já confirmados são Austin Butler, como o Rei, e Tom Hanks, que será o empresário do astro, o coronel Tom Parker.

  • A estreia de Kurt Russell no cinema foi em uma participação em Loiras, Morenas e Ruivas, de 1963. No longa, ele chuta a canela de Elvis. O hoje astro não apareceu nos créditos. Russell também fez a voz do Rei em Forrest Gump, além de imitar Presley no filme 3000 Milhas Para o Inferno. Ele também fez o papel de Elvis no filme sobre o astro.
  • Seu último disco foi Moody Blue; a obra teve músicas gravadas em estúdio e outras em shows ao vivo. Elvis não chegou a cantar em outro idioma e só fez shows em dois países: em três cidades canadenses e nos Estados Unidos. Mas, como sabemos, se tornou um fenômeno de popularidade em todo o mundo.
  • sanduíche favorito do Rei era composto por duas fatias de pão frito, recheadas com bacon crocante e bananas fritas, cobertas com geleia e manteiga de amendoim. Ele chegou a viajar de madrugada de Memphis a Denver, em seu avião particular, apenas para comer a guloseima.
  • Na Dinamarca existe um museu temático sobre Elvis que vende essa e outras iguarias. O Graceland Randers foi construído por Henrik Knudsen, um superfã do Rei, em 2011. Em 2015, ele mudou o nome para Memphis Mansion. O preço da entrada é de 99 coroas dinamarquesas (cerca de 16 dólares) para adultos, 69 (cerca de 11 dólares) para crianças de 12 e 17 anos e gratuito para crianças menores de 12 anos.
  • residência de Elvis na adolescência (onde ele viveu com os pais), em Memphis, está aberta à visitação e os fãs podem, inclusive, dormir lá, uma noite no quarto que foi de Elvis. A experiência custa 250 dólares. Não é permitido escrever nas paredes ou nos móveis da casa, mas, no quarto do Rei, algumas visitantes deixaram dezenas de marcas de batom (foto acima).
  • Ainda no início da carreira, Elvis foi rejeitado em um quarteto vocal local chamado Songfellows. O futuro Rei do Rock entendeu que havia sido dispensado porque não sabia cantar. Na verdade, os integrantes do grupo disseram, depois, que ele tinha certa dificuldade de cantar com harmonia. Presley também fez um teste para o Talent Scouts, de Arthur Godfrey, e foi rejeitado novamente.

  • Elvis Presley entrou para a história da televisão quando seu show especial Elvis, Aloha From Hawaii teve transmissão via satélite, a primeira desse tipo, para o mundo o todo. O evento foi no Honolulu International Center Arena, Havaí, em 1973, e teve a audiência de 51% dos telespectadores. Foi o programa que teve a maior audiência da NBC naquele ano.

  • Seu último show foi em junho de 1977, no Market Square Arena, em Indianápolis. No local, havia nada menos que 18 mil fãs do Rei. A arena foi demolida em 2001 para virar um estacionamento, mas possui, até hoje, um memorial em homenagem ao Rei.

  • De acordo com Priscilla e o amigo Jerry Schilling, Elvis parecia confiante no palco, mas a preparação para os shows era coberta de tensão e ele preferia ficar sozinho antes das apresentações. A ex-mulher contou: “você nunca se aproximava dele antes de um show. Ele ficava no camarim sozinho, porque tinha de se cuidar. Ficava relaxando. Cabeça baixa e respirando fundo”.

  • relógio da foto acima teve o valor estimado em 6 mil libras (mais de 8 mil dólares). O Rolex de diamantes foi dado por Tom Parker, empresário do cantor, a Presley no Natal de 1976. Na foto, é possível ver a inscrição em inglês: “Elvis, Merry Christmas. Your friend, Colonel Tom Parker” (Elvis, Feliz Natal. Seu amigo, coronel Tom Parker).
  • Presley gostava de presentear e de usar joias. Ele tinha preferência por ouro, safiras, diamantes e anéis feitos com moedas. Em 2016, foram leiloadas, em Graceland, 126 peças relacionadas ao Rei, entre elas, várias joias e relógios.
  • A generosidade do astro era conhecida. Ele costumava doar dinheiro para a caridade e sempre presenteava pessoas próximas. De acordo com o livro Elvis: Destined To Die Young, de Sally A Hoedel, um tio chamado Noah Presley ajudou a família quando essa passou por dificuldades financeiras. Esse tio foi justamente uma das referências para o Rei.

Gostou de conhecer fatos sobre a vida do eterno Rei do Rock? Tem mais alguma curiosidade que ouviu sobre Elvis? Conte para nós nos comentários.

5-33
529
Compartilhar este artigo