Incrível
Incrível

15+ Vilões do cinema e da TV que não conseguimos odiar por causa de suas atuações que conquistaram os nossos corações

Claro que a ideia inicial era odiá-los. Mas eles conquistaram os nossos corações de tal maneira que acabamos torcendo para que eles se dessem bem no final. Entendendo a história de cada um ou simplesmente por, no final, não serem tão maus assim, esses vilões se tornaram os mais amados das telinhas e as suas caras de bravos nem nos assustam mais.

No Incrível.club você vai lembrar ou conhecer 20 personagens que fizeram história por terem se tornado vilões cativantes. Leia nosso post e confira; temos certeza de que não vai se arrepender.

1. Malévola

Uma nova versão de A Bela Adormecida, estrelada pela diva Angelina Jolie, vem no filme Malévola quebrar estereótipos. Quando conhecemos a infância dela e a adolescência difícil com a traição daquele que ela mais amava, é impossível odiá-la. No final, ela reencontra o amor verdadeiro através da amizade com a pequena princesa Aurora. É uma vilã que faz qualquer marmanjo chorar e amar sem medidas.

2. Walter White (Breaking Bad)

Walter White é um professor de química que se sente desvalorizado, ganha mal e ainda descobre no seu aniversário de 50 anos que tem câncer de pulmão. Tentando arrumar uma saída para não falir a família com os custos do tratamento, ele usa seus conhecimentos para produzir a melhor metanfetamina que já existiu. Dessa forma, Walter se tornou o maior traficante do Novo México e conquistou os nossos corações para sempre.

3. Dexter

Dexter é um perito criminal da cidade de Flórida que tem uma vida aparentemente normal, mas só existe um pequeno detalhe: ele é um serial killer. Esse personagem possui um diferencial: Dexter mata os assassinos de pessoas inocentes e que a polícia não conseguiu prender. Ele aprendeu com o pai que deveria direcionar o seu impulso de matar para aqueles que, de alguma forma, “merecem morrer”.

4. Gru (Meu Malvado Favorito)

O protagonista e vilão Gru entra na trama (e em nossas vidas) com um objetivo: roubar a Lua para conseguir a admiração da mãe e se tornar o maior vilão de todos os tempos. Mas, como o próprio título do filme sugere, ele não é tão malvado assim. Gru acaba adotando 3 lindas meninas para conseguir colocar o seu plano em prática, mas esse ato acaba mudando a sua vida — e seu coração — para sempre.

5. Michael Corleone (O Poderoso Chefão)

Michael Corleone é o homem muito cruel quando lida com seus desafetos, mas é um homem amoroso com a sua família e é capaz de tudo por ela. Um personagem clássico, estrelado por Al Pacino, que mostra que, apesar de ser um homem sem coração para alguns, os laços de sangue são importantes para o mafioso mais conhecido da Itália. Segundo suas palavras: “Não me arrependo de cuidar da família”.

6. Eustácio (Coragem, O Cão Covarde)

Eustácio é um personagem secundário que reclama e está de mau humor o tempo todo. São raríssimos os momentos em que vemos ele feliz ou sorrindo. Sua rotina é baseada em ficar em sua poltrona assistindo TV ou lendo o jornal de sua cidade, que se chama “Lugar Nenhum”. Ele foi muito maltratado quando criança por sua mãe, que sempre o chamava de “Garoto Idiota”, por isso, ele acaba repetindo o bordão: “Cachorro Idiota” para o coitadinho do Coragem.

7. Norman (Motel Bates)

Outro personagem que nos cativou devido aos problemas psicológicos que foram causados por maus-tratos na infância. Norman Bates aparentemente é um rapaz doce e tímido, que vive com a sua dominadora mãe chamada Norma. A série, baseada no clássico de terror Psicose, mostra a evolução desse assassino cruel, possivelmente por conta dos traumas sofridos com o relacionamento materno doentio.

8. Coringa (Batman: O Cavaleiro das Trevas)

O personagem Coringa, protagonizado por Heath Ledger, era um vilão insano que acabava provocando nos expectadores muitas risadas. Para experimentar o que se passava na cabeça do personagem, o ator ficou isolado 43 dias dentro de um hotel fazendo laboratório. Não deu outra: a interpretação deu a Ledger muito sucesso e o protagonista ficou tão popular quanto o personagem.

9. Abby (Deixe-me Entrar)

Abby é uma menina que se muda para uma cidade e conhece um garoto chamado Owen. Eles ficam amigos e ela vai aos poucos revelando seu segredo para ele. Abby é uma menina doce e sozinha que se tornou vampira, mas faz de tudo para não machucar o amigo, por mais que deseje se alimentar. O filme é uma forma de deixar você hipnotizado pela inocência e doçura da amizade entre as duas crianças.

10. Darth Vader (Guerra nas Estrelas)

Um dos vilões mais conhecidos do mundo do cinema, não poderia ficar de fora dessa lista. A popularidade desse vilão começa quando revelam que antes de ser do mal, ele era um filho dedicado que perdeu a mãe e se culpa por ter deixado ela morrer. Em um dado momento ele cede ao lado negro da força, temendo pela vida da amada Padmé, uma queda que durou 4 filmes da franquia até ele finalmente se redimir.

11. Loki (Thor)

Nosso asgardiano favorito teve as suas motivações: era mau na trama por causa da influência que o cetro dado por Thanos causou à sua mente. Os produtores do filme reforçaram a ideia de que o vilão deve ter uma história, para justificar seu lado perverso e, assim, o público não só vai aceitá-lo, como também amá-lo. Para muitos, ele é a estrela do filme e fez tanto sucesso que parece ter conquistado futuramente uma série só dele.

12. Ozymandias (Watchmen)

Os heróis do filme Watchmen possuem um perfil que faz desse grupo um dos mais humanizados, por terem defeitos e contradições que quase não vemos nos heróis idealizados. Na trama, Ozymandias revela ao público suas razões e acaba com a ameaça de uma guerra nuclear entre os EUA e a URSS, salvando a espécie humana da extinção. Esse é ou não um bom motivo para colocá-lo nessa lista?

13. Mística (X-Men)

No filme X-Men: Primeira Classe, a vilã de outros filmes da franquia acaba deixando de ser inimiga e se torna uma importante aliada dos mutantes do bem. O filme mostra que ela se tornou má por causa dos maus-tratos que sofreu durante a vida e que, por isso, chegou a conclusão de que toda a humanidade era sua inimiga mortal. Ou seja, mais uma vez a raiva justificada, humanizando o mal.

14. Equipe Rocket (Pokémon)

Jesse, James e Meowth vieram com seu lado cômico para dar um toque a mais e celebrar o sucesso da série Pokémon, já que eles se tornaram o lado mais divertido do desenho. Enquanto o mocinho Ash buscava se aprimorar para se tornar um mestre, a equipe Rocket fazia mil trapalhadas na hora de tentar roubar os Pokémons, com a intenção de usá-los para fins maléficos, mas eles sempre se davam mal no fim das contas.

15. Rei Gelado (A Hora da Aventura)

Esse personagem tem uma história muito triste que pode, de certa forma, justificar a sua malvadeza: ele perdeu sua noiva, pela qual era muito apaixonado. Ele a chamava de “minha princesa”. Depois desse fato traumático, ele perdeu a sanidade e começou a sequestrar princesas para obrigá-las a se casarem com ele. Tudo que ele necessita é de um bom psicólogo... e quem não precisa, não é?

16. Dr. House

Dr. Gregory House é um médico famoso de Nova Jersey que sempre acerta o diagnóstico. Porém, as suas características mais marcantes são o seu mau humor, seu jeito antissocial, sarcástico e narcisista. Muitos atribuem a sua rabugice às consequências de uma operação malsucedida na perna direita, que lhe causa fortes e constantes dores.

17. Negan (The Walking Dead)

O líder do grupo dos Salvadores, na série The Walking Dead, é um sujeito que consegue causar nos fãs um misto de amor e ódio. Seu humor sarcástico e seus métodos nada amigáveis, escondem um passado difícil que ele prefere não lembrar. A vida pós-apocalipse fez do professor dedicado e casado com a linda Lucille, um homem duro, cruel e com traços de psicopatia.

18. Jack Sparrow (Piratas do Caribe)

Sparrow vive de trapaças, falsidades e usa a sua inteligência acima da média para conseguir o que quer. Ele é um anti-herói muito amado pelos fãs, que mostra ser capaz de tudo para conquistar os seus objetivos, mas que mesmo assim possui um coração muito bom. O filme dá a entender que ele vive de trapaças, muito mais por força das necessidades da vida do que por uma escolha pensada, como acontece com a maioria dos vilões tradicionais.

19. Travis Bickle (Taxi Driver)

Travis é um homem solitário que está decepcionado com a vida e com as pessoas e, por conta disso, faz o que faz. Ele cativa o público, apesar de usar um modo moralmente ambíguo para conseguir o que deseja. O que conquista os fãs é a sua busca para conseguir mudar o mundo, através daquilo que ele julga certo e pertinente. Um personagem enigmático que o expectador aprende a amar ao longo da trama.

Gostou da lista de “vilões bonzinhos”? Conhece mais algum que deveria estar nessa seleção? Conte para nós.

Incrível/Famosos/15+ Vilões do cinema e da TV que não conseguimos odiar por causa de suas atuações que conquistaram os nossos corações
Compartilhar este artigo
Você pode gostar destes artigos