Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

14 Filmes que são sucessos de crítica e que merecem ser assistidos pelo menos uma vez na vida

3-4-
565

Estamos acostumados com listas de literatura obrigatórias desde os tempos da escola. E muitos dos clássicos recomendados pelo colégio valeram cada noite sem dormir. Assim também é a indústria cinematográfica, que, igualmente, tem suas próprias obras-primas reconhecidas e aclamadas tanto pela crítica quanto pelo grande público. Enquanto novos títulos não estreiam para compor a nossa lista, é hora de voltar aos clássicos. Ao longo da história do cinema, muitos filmes excelentes foram produzidos, mas alguns simplesmente marcaram a história.

Nós, do Incrível.club, fizemos cuidadosamente uma lista com 14 filmes que podem não ter recebido todos os prêmios que mereciam, mas claramente merecem nossa atenção. Confira!

Um Estranho no Ninho (1975)

O criminoso Randle Patrick McMurphy acaba em uma clínica psiquiátrica, onde primeiro tenta lutar contra o sistema e depois decide escapar. Junto com outro paciente conhecido como o “Chefe”, ele bola um plano para fugir, mas acaba recebendo a tão sonhada liberdade de uma forma completamente inesperada.

O diretor Miloš Forman conseguiu estimular uma atuação incrível dos atores. A equipe de filmagem passou algumas semanas no departamento do hospital psiquiátrico onde a história foi gravada e os atores comeram e receberam os mesmos procedimentos que os pacientes. Forman encorajava o elenco a improvisar e, muitas vezes, os atores nem percebiam que as câmeras já estavam rodando. A propósito, Ken Kesey, autor do romance em que o filme foi baseado, nunca assistiu ao filme e ficou extremamente insatisfeito porque o seu roteiro sugerido foi descartado pelos produtores. No entanto, os espectadores e os críticos foram unânimes em aclamar o longa.

A produção custou um valor modesto para os padrões de 1970, US$ 3 milhões, mas rapidamente arrecadou mais de US$ 100 milhões apenas com a bilheteria. Os críticos viram no filme a luta de um homem comum contra a poderosa máquina estatal, e os espectadores ficaram fascinados com a história dos rebeldes. No início dos anos 90, Um Estranho no Ninho foi incluído no registro nacional americano de filmes (National Film Registry) e reconhecido como patrimônio cultural.

Classificação IMDb — 8,7

Aconteceu Naquela Noite (1934)

Ellie, a filha mimada de um milionário, decide fugir de casa. No meio do caminho, ela conhece o repórter Peter, que está procurando por uma história incrível para um artigo.

O elenco do filme ficou insatisfeito com o resultado final do trabalho: a atriz principal, Claudette Colbert, chegou a afirmar que havia “acabado de filmar o pior filme do mundo”. No entanto, a atuação deliciosa dos atores e os diálogos brilhantes trouxeram ao longa uma popularidade incrível. Não há uma profundidade filosófica ou um pretexto sério no enredo, mas sim uma comédia leve e engraçada que ainda arranca boas risadas e é prazerosa de assistir.

Os autores de comédias românticas modernas, como O Diário de Bridget Jones, inspiram-se, de alguma forma, nessa boa e velha comédia dos anos 30. Embora os atores não acreditassem muito no sucesso da trama, o enredo de Aconteceu Naquela Noite permanece relevante até hoje.

Classificação IMDb — 8,1

O Silêncio dos Inocentes (1991)

A jovem agente do FBI, Clarice Starling, está investigando um caso complicado. Ela é forçada a pedir ajuda de um interno em uma clínica psiquiátrica, um criminoso mortal, mas ao mesmo tempo magnífico e atraente — Dr. Hannibal Lecter.

O enredo do filme é envolvente, bem escrito e traz personagens vívidos — e essas são as impressões que ficam na maioria dos espectadores ao assistir O Silêncio dos Inocentes. Anthony Hopkins encarnou perfeitamente um maníaco louco, perigoso, mas ao mesmo tempo atraente. Graças à sua interpretação, o nome Hannibal Lecter hoje é amplamente conhecido pelos cinéfilos e pelo grande público.

Anthony Hopkins teve apenas 16 minutos de tela, mas para uma atuação impecável, ele assistiu audiências judiciais de alto nível, estudou dossiês de criminosos e até visitou alguns deles na prisão. Ao contrário dos típicos filmes de terror de Hollywood, O Silêncio dos Inocentes não tem tiroteios ou perseguições, mas sim uma química perfeita entre o elenco que entregou atuações memoráveis. É por isso que mesmo após quase 30 anos de seu lançamento, o filme continua no topo quando o assunto é cinema de qualidade.

Classificação IMDb — 8,6

...E o Vento Levou (1939)

A história de amor da bela sulista Scarlett O’Hara e do aventureiro Rhett Butler se desenrola no cenário de grandes eventos históricos que marcaram época.

O filme foi produzido em 1939, mas os altos e baixos da vida de Scarlett e Rhett continuam interessantíssimos de assistir. A excelente atuação de Vivien Leigh e Clark Gable fez o público se apegar e amar os personagens. E a frase “I’ll think about it tomorrow” (“Amanhã eu penso sobre isso”, em tradução livre do inglês) se tornou um bordão pelo público.

...E o Vento Levou é uma daquelas adaptações cinematográficas de sucesso que não exige ter lido o livro original para entender o que está acontecendo na trama. Cenas épicas e eventos românticos podem parecer um pouco antiquados, mas ainda evocam os mesmos sentimentos vibrantes.

Classificação IMDb — 8,1

Noivo Neurótico, Noiva Nervosa (1977)

O comediante Alvy Singer se apaixonou pela neurótica e excêntrica Annie Hall. Mas, infelizmente, o romance dos dois já estava condenado ao fracasso.

Esse filme marca o início da carreira do diretor Woody Allen. Uma perspicácia incrível, cenas engraçadas e inúmeras referências culturais transformam uma leve comédia romântica em um trabalho profundo e emocionante.

Essa é uma das obras mais dinâmicas e vívidas de Woody Allen. As piadas sarcásticas sobre finais açucarados dos filmes românticos é um dos pontos fortes da produção, mas não é o principal componente da trama. Allen adora retratar uma típica imagem de um nova-iorquino sofrendo todo tipo de contratempo. E nesse filme ele o fez com maestria.

Classificação IMDb — 8

Beleza Americana (1999)

Lester Burnham tem 40 anos e está passando por uma crise de meia-idade que o força a fazer várias coisas inesperadas, desencadeando toda uma rede de acontecimentos.

Visuais incrivelmente bonitos, uma atuação de gala de Kevin Spacey e uma trilha sonora perfeita criam uma atmosfera fantástica. O photoshoot feito para divulgação do filme com pétalas de rosas é reconhecido por todos, mesmo após 20 anos. Apesar do enredo dramático, o filme tem muitas cenas cômicas e sátiras.

Você não sabe em que se concentrar enquanto assiste: nos detalhes do enredo ou na fotografia impecável. E eles entram frequentemente em conflito. Beleza Americana é um enigma fascinante em muitos aspectos. O filme influenciou tantas outras obras contemporâneas que vale a pena dar uma olhada se você nunca o assistiu.

Classificação IMDb — 8,3

Se Meu Apartamento Falasse (1960)

Funcionário de uma seguradora, C.C. Baxter é um orgulhoso proprietário de um apartamento aconchegante não muito longe do escritório em que trabalha. Na esperança de uma promoção, Baxter permite que seus patrões levem suas amantes para o seu apartamento, o que interfere muito em sua vida pessoal e cria uma grande confusão.

O filme foi rodado em preto e branco, o que cria uma atmosfera um tanto sóbria de filmes do gênero noir dos anos 40. O diretor Billy Wilder, com humor perspicaz, conta a história de como a ambição e a ganância podem fazer pessoas boas fazerem coisas não tão boas. A excelente trilha sonora, assim como a atuação de Jack Lemmon e Shirley MacLaine, trouxeram uma popularidade incrível para esse filme.

Se Meu Apartamento Falasse também vale a pena ser assistido pelos grandes diálogos que aos poucos vão revelando as verdadeiras intenções dos personagens. Embora os eventos ocorram no século passado, as escolhas angustiantes dos protagonistas são completamente compreensíveis até nos dias de hoje. A propósito, o filme anterior a esse com Jack Lemmon (Quanto Mais Quente Melhor) também foi filmado em preto e branco.

Classificação IMDb — 8,3

Rede de Intrigas (1976)

Os donos de um canal de televisão usam implacavelmente a loucura de seus ex-funcionários para aumentar a audiência e assim ganhar mais dinheiro.

Uma sátira sombria que permanece relevante até os dias de hoje. Todos os atores atuam tão bem que às vezes parece que realmente estamos vendo os bastidores de um canal de televisão. Você acaba acreditando incondicionalmente nas intenções dos heróis, porque o motivo das suas ações é tão real.

Todos os eventos que acontecem na tela são compreensíveis e familiares. Rede de Intrigas desenha perfeitamente a imagem de um canal de televisão moderno. Portanto, observar o desenvolvimento dos eventos às vezes é tão engraçado quanto assustador.

Classificação IMDb — 8,1

Menina de Ouro (2004)

Uma garçonete persistente e talentosa, com a ajuda de um treinador experiente, abre seu caminho dentro do boxe profissional.

O enredo não é uma grande novidade, mas a atuação comovente e tocante dos atores permite que a história vá além dos clichês hollywoodianos. O diretor Clint Eastwood demonstra uma excelente habilidade de direção nessa produção, forçando o público a ter uma grande empatia com os personagens.

Às vezes é difícil de acreditar no que está acontecendo. Eastwood é implacável com seus personagens e com o espectador. Na realidade, ele não está tentando amenizar a realidade para o público. E isso se aplica tanto nas lutas no ringue como nas relações pessoais dos heróis.

Classificação IMDb — 8,1

O Paciente Inglês (1996)

A trama se passa nos últimos meses da Segunda Guerra Mundial, quando uma jovem enfermeira está cuidando de um paciente cujo passado esconde algum tipo de mistério.

Uma obra de uma beleza única. Parte dos eventos acontece no Norte da África e as paisagens são de tirar o fôlego, complementando uma atuação impecável dos atores. A trama interessante e uma trágica linha amorosa chamam a atenção para esta produção.

Ralph Fiennes desempenha esplendidamente o papel de um viajante e explorador que inesperadamente encontra o amor no coração da África. O desfecho sombrio, que já é sabido pelo espectador desde as primeiras cenas, não tira a atratividade da história. Colin Firth, que interpreta o marido traído, entrega uma atuação que expressa perfeitamente a tristeza do personagem.

Classificação IMDb — 7,4

Chinatown (1974)

Um detetive particular é contratado para investigar um caso de amor, mas é envolvido em uma teia de mentiras, corrupção e política.

Roman Polanski recriou com maestria a atmosfera esplêndida dos anos 30 em seu filme, repleto de crueldade, intriga e corrupção. O papel de J.J. Gittes foi muito importante para a carreira de Jack Nicholson. E Faye Dunaway é assustadoramente convincente como uma mulher fatal.

Esse filme é incrivelmente bem pensado e a trama é impecavelmente construída. Não há uma única cena extra ou um único personagem inútil. Cada ator desempenha perfeitamente seu papel, mesmo que apareça na tela por alguns segundos. Os motivos e ações dos heróis são perfeitamente compreensíveis. Esse é um típico filme que você não deseja mudar nem uma única cena.

Classificação IMDb — 8,1

Rocky: Um Lutador (1976)

O boxeador amador Rocky Balboa tem a chance única de lutar no ringue contra o campeão Apollo Creed.

O filme conquistou o público pela atuação um tanto ingênua, mas sincera, de Sylvester Stallone, que recria com entusiasmo e abnegação a imagem do seu personagem. Muitas cenas do filme se tornaram verdadeiros clássicos e fazem parte de citações populares até hoje. E a trilha sonora deliciosa ainda faz os nossos corações baterem mais rápido.

Esse longa vale muito a pena assistir em momentos de tristeza e desmotivação. Nada é mais inspirador do que uma trama despretensiosa que termina com uma vitória esmagadora do protagonista. Não importa quantas vezes você assista a esse filme, sempre sentirá empatia por Rocky Balboa, que luta bravamente.

Classificação IMDb — 8,1

La La Land: Cantando Estações (2016)

Um jovem pianista apaixonado por jazz e uma aspirante a atriz se apaixonam. Eles tentam construir um relacionamento e encontrar um equilíbrio entre seus sentimentos e ambições.

Um musical vibrante e colorido que recria perfeitamente a atmosfera da velha Hollywood. Uma história de amor divertida, um pouco triste, mas bastante provável de acontecer entre duas pessoas talentosas. Graças à excelente atuação e uma trilha sonora impecável, o filme se tornou um trabalho inesquecível.

As danças e canções são tão bonitas que você não percebe o filme passar. Nessa produção, a música desempenha um papel fundamental antes de tudo, e só então vem o enredo e os diálogos dos personagens. Os sentimentos dos heróis, seus desejos e anseios são mostrados por meio dos seus movimentos e através da música. A propósito, La La Land: Cantando Estações quebrou o recorde dos filmes O Expresso da Meia-Noite Um Estranho no Ninho e levou 7 Globos de Ouro.

Classificação IMDb — 8

O Lado Bom da Vida (2012)

Pat Solitano, após passar por um tratamento em uma clínica psiquiátrica, volta a morar com seus pais e sonha em reconquistar o amor de sua esposa. De repente, em uma festa com amigos, ele conhece a bela Tiffany — uma garota charmosa que também tem seus próprios problemas.

Graças à excelente atuação e ao roteiro original, o filme evita muitos clichês que costumam acompanhar as comédias românticas. O filme não é totalmente desprovido de sentimentalismo, mas há lugar para um humor sutil e reviravoltas inesperadas na trama.

Esse longa faz você pensar sobre as relações familiares. E não só nos incentiva a repensá-las, mas também nos inspira a fazer mudanças. Como, por exemplo, que devemos dedicar mais atenção aos nossos familiares e ouvi-los.

Classificação IMDb — 7,7

Já assistiu a algum filme de nossa lista? Para você, qual o melhor filme de todos os tempos? Conte para a gente na seção de comentários.

3-4-
565
Compartilhar este artigo