Incrível
Incrível

Um texto honesto sobre como roupas caras não definem bom gosto

É muito comum vermos vídeos nas redes sociais sobre como construir um visual caro. E algumas pessoas chegam até a gastar metade do salário em roupas, em uma tentativa de viver de acordo com um padrão que não corresponde a sua realidade, enquanto outras optam diretamente pelas falsificações. No entanto, a verdade é que, mesmo usando roupas de luxo, às vezes não nos sentimos confiantes.

Meu nome é Maria, e passei a vida tentando fingir que minhas roupas pareciam mais caras do que realmente eram. Depois dos 30 anos, meu ponto de vista mudou, e especialmente para o Incrível.club, vou contar a você por que marcas e etiquetas de roupas caras não significam nada para mim agora. E ainda como você pode aparentar bem usando coisas simples. Confira!

Vestir roupas caras não é sinônimo de aparentar bem

Desde que éramos crianças, nossa mãe nos ensinou que a roupa não precisa ser cara. O mais importante é que elas estejam limpas, bem passadas, e vistam bem. No entanto, à medida que envelhecemos, muitas pessoas esquecem essas regras simples e só querem coisas de marca.

Eu também caí nessa armadilha. Com um salário baixo, eu economizava para comprar sapatos de luxo e roupas caras. Entretanto, mesmo ostentando, não aparentava bem. As coisas não combinavam entre si. Atualizei meu guarda-roupa básico, prometendo a mim mesma comprar algo pomposo. Mas estava chegando o ano novo e não tinha orçamento para uma bolsa cara, porque precisava comprar botas novas e fazer reparos no banheiro.

Então, comecei a procurar por coisas que me fizessem aparentar bem por um preço menor. Na internet, me aconselhavam a comprar falsificações, usar acessórios ou pagar por um styling de moda.

Por exemplo, tentei usar uma combinação aparentemente perfeita — jeans azul e uma camiseta branca. No entanto, mesmo as coisas simples precisam ser escolhidas corretamente. A camiseta deve ter o comprimento certo, não muita apertada. O jeans também deve estar na moda. Escolher roupas era muito difícil, gastei muito tempo e esforço nisso.

Para tornar o visual mais harmonioso, desenvolva um olhar aguçado

Comecei a perceber que a observação me ajudaria a me vestir melhor — desenvolver a capacidade de entender as tendências e combinações. É uma habilidade adquirida gradualmente, mas que pode ser aprimorada. Agora entendo onde errei. Por exemplo, Kate Middleton está usando um casaco da Zara na foto acima. A Princesa de Gales usa roupas de departamento, mas mesmo assim aparenta elegante. Então, qualquer um pode parecer um membro da família real ou empresária de sucesso.

Analisei os looks de Kate, das celebridades e li muitos conselhos de estilistas, então percebi que o visual se constrói com pequenos detalhes. Não tem problema um look básico parecer um pouco desleixado. O ruim é quando aparenta que você já passou o dia inteiro usando aquelas roupas.

Pequenos detalhes ajudam a elevar o look

Marilyn Monroe, mesmo usando um saco de batatas, ainda assim aparenta ótima. Para que um item barato pareça mais caro, é recomendado substituir os botões, escolher as cores certas e cuidar bem de suas roupas.

Apesar de algumas peças aparentarem semelhantes à primeira vista, quando vestidas podem ficar bem diferentes. Por exemplo, à esquerda temos um suéter apertado com um comprimento indeterminado. À direita, um com um corte incomum, folgadinho e de lã natural, o que torna o visual muito mais interessante.

Também comecei a prestar atenção ao material. Os tecidos sintéticos deixam a imagem mais barata, embora tenha vários tipos de modelagem. Outra dica é não usar roupas íntimas que marquem as vestes, melhor dar preferência às opções sem costura. Mais um truque para parecer mais elegante é usar camisas e blusas ensacadas em vez de soltas.

Esses métodos funcionam, mas ainda assim não me ajudaram a criar um visual “de milhões”. Porque a questão não está no preço das coisas, mas como elas se combinam e como você se apresenta.

Não gaste dinheiro em coisas e acessórios que são difíceis e caros de cuidar

Muitas pessoas sabem que tecidos caros exigem cuidados especiais. Caso contrário, rapidamente se tornam em um trapo feio inutilizável. O mesmo se aplica à aparência. Por exemplo, se você tingir o cabelo de loiro, manter a cor perfeita é bastante caro. É preciso garantir que a tonalidade permaneça viva, que as raízes não apareçam e que o cabelo não fique ressecado. Se você não tem tempo, nem energia para fazer a manutenção, é melhor escolher outra cor.

Além disso, o esmalte destacado e a extensão de cílios caindo são detalhes que afundam qualquer visual. Manter a unha sem cor não é uma opção, já que a cutícula cresce e fica parecendo desleixo.

Me parece ser mais fácil não usar extensões nos cílios se seus olhos vão ficar bonitos por apenas duas semanas, e depois você vai ter que andar com os cílios caídos.

É necessário testar para construir um visual único

Um item feito de tecido de baixa qualidade logo se tornará inutilizável, não importa o quão bem você cuide dele. Percebi que é uma perda de dinheiro comprar coisas muito baratas. Um olho treinado pode determinar imediatamente quanto custa uma coisa. Portanto, mesmo com um orçamento limitado, é melhor investir em produtos de qualidade. A menos que você compre roupas de segunda mão. Outra dica é monitorar as redes sociais, ficar atento às vitrines e marcas locais.

“Eu mesma fiz um vestido de noiva inspirado na Dior”.

Alguns costureiros podem realmente nos surpreender (como na foto acima). O guarda-roupa de uma amiga é cerca de 70% composto por roupas feitas na nossa cidade. Na minha opinião, ela aparenta ser muito melhor vestindo peças simples, bonitas e de qualidade do que usando falsificações com “Luis Vuitton” escrito em letras garrafais no lugar mais visível.

Outra amiga minha se vê bastante atraída pela tendência do “fast fashion” e compra calçados baratos, que — claro — acaba se desgastando rapidamente e não deixam os pés respirarem. Para mim, é melhor comprar calçados de couro mais caros e usá-los por pelo menos três anos.

Comprar “similares” não é uma alternativa

Hoje em dia, é possível comprar falsificações para todos os gostos e bolsos. Enquanto algumas aparentam descaradamente baratas, outras são quase imperceptíveis do original. No entanto, mesmo que o produto não aparente ser um “similar” à primeira vista, as pessoas ao redor certamente saberão que se trata de um produto “pirateado”.

Existem muitas maneiras de se identificar uma falsificação. Em primeiro lugar, deve-se prestar atenção às costuras, qualidade do zíper e dos itens decorativos, inspecionar o logotipo e onde está localizado na peça. Além disso, a embalagem ainda pode falar muito sobre um produto — desde a caixa até os instrumentos acessórios, como paninho de limpeza e outros adereços.

De uma forma ou de outra, os amigos e conhecidos têm uma noção aproximada do seu orçamento. E eles podem rapidamente assumir que uma bolsa original de quase dois mil reais seja um gasto inacessível para você. Uma vez, eu comprei uma bolsa que não tinha como diferenciá-la da original, a não ser que a analisassem com uma lupa. Fui com ela para o trabalho para me exibir e uma colega disse imediatamente que era uma falsificação. Em resposta ao meu silêncio, seguido de um sorriso constrangedor, ela riu ironicamente e explicou que tinha visto minha folha de pagamento.

Portanto, os desconhecidos ao redor podem até se ver enganados pela peça “similar”, mas, na minha opinião, tentar impressionar os outros é a mesma coisa que bater na água — desnecessário

Por que todo mundo quer aparentar ter status?

Aparentar bem não significa vestir apenas as peças mais elegantes das últimas coleções. Você pode parecer chique usando qualquer estilo de roupa. Afinal, não importa como uma pessoa se veste, e sim o que escolhe vestir. Cada um decide por si que vestes usar e como se apresentar perante a sociedade, entretanto, ao mesmo tempo, não se esqueça das regras da minha mãe que mencionei no início do artigo. Não importa o custo de uma peça, o importante é que ela esteja limpa e aparente bem em você.

Como você costuma escolher as roupas na hora das compras? Tem alguma dica de estilo ou de como se vestir? Conte para a gente na seção de comentários.

Incrível/Curiosidades/Um texto honesto sobre como roupas caras não definem bom gosto
Compartilhar este artigo
Você pode gostar destes artigos