Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Por que precisamos parar de nos movimentar na escada rolante

Há um dilema completamente novo sobre o uso da escada rolante: é melhor se movimentar, subindo ou descendo, ou ficar parado nos degraus? Durante anos se estabeleceu o costume de fazer com que os usuários permanecessem parados do lado direito da escada rolante, para que os outros pudessem caminhar pelo lado esquerdo. Mas um estudo mostrou que é mais eficiente todos permanecerem parados na escada rolante, e essa é apenas uma das muitas razões pelas quais é melhor não se movimentar nela.

Nós do Incrível.club ficamos surpresos com os resultados de diversos estudos e aqui estão os motivos. Acompanhe!

Mais passageiros poderiam usar as escadas, se todos permanecessem parados

Um experimento realizado na Estação do Metrô Holborn de Londres, em 2015, constatou que as escadas rolantes em que os usuários permaneciam parados conseguiam transportar até 30% mais pessoas durante os períodos de pico, do que as escadas onde os usuários caminhavam. Isso ocorre porque as escadas rolantes mais altas tornam as pessoas menos dispostas a andar, portanto, abrir espaço para os caminhantes se torna uma perda de tempo. Outro experimento confirmou essa constatação e descobriu que, quando os 2 lados da escada rolante eram usados, o congestionamento diminuía. A fila para subir a escada se reduziu de 73 para apenas 24 pessoas.

Os caminhantes economizam tempo às custas dos que permanecem parados

Verificou-se que o tempo levado na fila para chegar à escada rolante caiu drasticamente quando todos permaneciam parados. Em um cenário em que 40% das pessoas andavam, o tempo médio dos que ficavam parados era de 138 segundos, e 46 segundos para os que caminhavam. Mas, quando todos permaneciam parados, o tempo médio caía para 59 segundos. Isso pode significar que, quando andamos em uma escada rolante, estamos na verdade aproveitando o tempo daqueles que estão parados.

É perigoso andar em uma plataforma em movimento

Alguns dos acidentes nas escadas rolantes ocorreram por causa da movimentação das máquinas. Um porta-voz de uma empresa de escada rolante disse que a maioria das pessoas está acostumada a subir e a descer degraus de 7 cm de altura. Os degraus da escada rolante têm em geral 20 cm de altura e essa diferença cria um risco de o usuário tropeçar e cair.

Pode danificar as escadas rolantes

Embora haja alegações de que andar na escada rolante não danifica o maquinário, o sistema Nanjing de Metrô defende uma ideia oposta. Eles não recomendam mais ficar parado apenas à direita da escada, deixando livre o lado esquerdo para quem quiser andar, porque cerca de 95% das escadas rolantes sofrem danos graves no lado direito. Permitir um espaço livre à esquerda significa que a escada rolante ganha mais peso de um lado do que do outro, tornando-se irregular.

Pessoas com bagagem e crianças podem ser prejudicadas

Pessoas que viajam com bagagem ou com crianças pequenas precisariam de um espaço maior para poder manter tudo no lugar. Se tiverem de obedecer à regra de deixar um espaço livre para os usuários, precisariam segurar a bagagem ou os filhos na frente delas, e não ao seu lado, o que pode acabar também em acidentes.

É ruim ter de esbarrar nos outros por causa da falta de espaço

Como as pessoas precisam ter seu próprio espaço, pode ser ofensivo esbarrar nos usuários, enquanto caminhamos pela escada rolante. Em um espaço tão estreito, pode ser algo bastante incômodo ter de dar espaço aos outros, quando você é maior ou se está com malas.

Esses poucos segundos em pé podem lembrá-lo de relaxar

Nossos dias passam tão rapidamente, que muitas vezes nos esquecemos de relaxar. Ficar parado em vez de andar na escada rolante pode nos lembrar de respirar e observar tudo ao nosso redor com calma. Se realmente precisamos chegar a algum lugar rapidamente, é simplesmente melhor usar as escadas comuns.

Você costuma ficar parado ou andar na escada rolante? Tem algo a acrescentar aos pontos mencionados no post ou tem uma opinião contrária? Deixe suas ideias nos comentários.

Compartilhar este artigo