Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Pedimos aos nossos maridos para nos maquiar e o experimento saiu melhor do que o esperado

Olá! Estou casada há 10 anos e achava que sabia as preferências do meu marido em relação à minha maquiagem. Por exemplo, sei que ele não gosta de batom preto ou quando dá para ver a base na pele. Ando sem maquiagem quase todo o tempo e ele me vê assim praticamente todos os dias. Gosto de me embelezar mais para sair ou quando estou de bom humor, mas, ainda assim, nem sempre.

Nós, do Incrível.club, adoramos testar coisas novas. De verdade. Então, resolvi fazer um pequeno experimento por conta própria, e pedi a minhas amigas para se juntarem. O objetivo era simples: saber qual maquiagem os homens gostariam de ver em suas esposas. Pode-se dizer que o resultado foi bem revelador e que os casais acabaram aprendendo coisas novas sobre si mesmos. Confira!

Margarita

Expliquei as técnicas básicas ao meu marido, Artem, e começamos. Primeiro, ele contornou minha sobrancelha densamente e a pintou por dentro. Rimos da minha nova sobrancelha gigante e, então, mostrei como ele podia consertá-la. Conseguiu. Minha grande surpresa foi a escolha do batom. Havia lido que milhares de homens eram contra suas mulheres usarem batons de cores chamativas. Bom, meu marido não teve nenhum problema em escolher o vermelho.

Depois aconteceu o mais surpreendente: troquei minha blusa bege e azul-clara por um moleton preto com capuz preto. Ele vetou minha escolha dizendo que maquiagem mais chamativa combinaria melhor com roupas em tons mais neutros — não com preto — pois ficaria “cheguei demais”. Comparei as fotos e — pasmem — ele tinha razão. Antes não me preocupava muito com isso. Fazia a maquiagem que queria no dia, mas não prestava atenção na roupa que combinaria com aquelas cores. Passarei a escutar mais as dicas de beleza do meu amor. Notei que ele tem bom gosto, atenção aos detalhes e capacidade de combinar cores. Que surpresa agradável!

Maria

Não descobrimos nada novo: estamos sempre juntos no mesmo apartamento 24 horas por dia. Mas foi divertido e passamos a noite inteira dando risadas. A única surpresa foi que meu marido descobriu qual era a cor do meu batom preferido. Adorei!

Catarina

A experiência foi excelente só pelo fato de termos passado esses 40 minutos juntos, brincando e dando risadas.

Não sei dizer o que meu marido descobriu de novo sobre mim, mas fiquei surpresa de ver que ele parecia realmente entender o meu rosto. Escolheu sozinho os tons corretos que normalmente uso. Por fim, estamos de acordo que encontramos uma nova profissão para ele, caso venha a calhar.

Lídia

Descobri que meu parceiro sabe desenhar no papel, não no rosto. Mas foi muito engraçado. Com certeza vou pedir a ele para tentar novamente e se esforçar um pouco mais, pois sei que consegue fazer melhor.

Ivanna

Não gosto de maquiagem muito intensa e raramente me maquio. Sempre me parece que fico mais velha. Minha escolha, geralmente, é a mesma — independentemente se estiver indo para um restaurante, casa de amigos ou algum evento.

Eu e meu marido temos a mesma opinião sobre isso. Ele também não é fã de diversas camadas de maquiagem. Em prol do experimento, ele tentou desenhar o “olho de gatinho”, mas o resultado saiu um pouco diferente: fiquei parecendo um panda. Escolheu também um batom mais pigmentado do que os que geralmente uso. Logo depois, fui lavar o rosto.

Foi bom para nos convencer — ainda mais — que os tons neutros combinam mais comigo.

Karina

Para minha surpresa, o Alex concordou com o experimento rapidamente — e até com um certo entusiasmo. Ele queria fazer um bom trabalho, mas não tinha certeza do que realmente era capaz. Em um primeiro momento, meu marido me mostrou um vídeo francês dos anos 90 e disse: “Quero fazer assim!” No clipe, a garota aparecia com uma maquiagem leve e clara, mas, por algum motivo, ele achou que deveria usar sombras pretas. Depois das primeiras pinceladas, veio o susto. Claro, dei dica para consertar: limpamos meus olhos com lenço umedecido e mostrei quais sombras ficariam mais parecidas com a imagem do vídeo.

Não conseguíamos parar de rir desde o começo, desde que ele passou creme no meu rosto de cima para baixo usando a palma inteira da mão. Também foi hilário quando ele se surpreendeu dizendo que achava que o blush devia ser aplicado na bochecha inteira. Tirou o excesso de rímel com os dedos mesmo, dizendo que — provavelmente — tinha feito algo de errado. No geral, foi muito divertido, pois brincamos bastante e nos aproximamos ainda mais. Também descobri que ele gosta quando meus olhos estão mais brilhantes.

Olesya

Experimento incrível. Aliás, por que não seria? Meu marido não quis fazer de qualquer jeito, quis levar a sério e dar o seu melhor. Ele é marroquino — mas moramos na França — e é totalmente livre de preconceitos, então aceitou na hora. Já havíamos tentado algo parecido muitos anos atrás, mas só por brincadeira. Desta vez, o resultado foi infinitamente melhor.

O que descobri: ele gosta de quando estou au naturale, sem maquiagem e, por isso, não escolheu cores vibrantes ou batom rosa-choque — mesmo tendo vários à disposição. Gostei da sensação das mãos dele passando a maquiagem pelo meu rosto, com gentileza e carinho. Espero que não seja a última vez.

Marina

Meu marido não aceitou por um bom tempo, reclamando de que “não sabia nada de maquiagem”. Não entendia o propósito e achava que ia me deixar com cara de palhaça.

O resultado não podia ser mais longe disso. Ele não quis se arriscar e usou cores em tons neutros, com o mínimo de produto. Por fim, disse que o trabalho feito por ele ficou melhor do que o meu — por ter ficado mais “natural”.

Olesya

Foi hilário. Meu marido não sabia os nomes ou para que servia os produtos, por isso levei tudo o que tinha. Começou com uma sombra azul nos olhos. Olhou, pensou, limpou. Decidiu que seria melhor usar cores mais escuras: preto, cinza e rosa. Adorei o resultado das bochechas mais rosadas.

Há geralmente uma regra universal: olhos ou boca. O foco precisa ser direcionado para uma das regiões. Mas meu marido ignorou esse conselho.

Sempre achei que esse brilho rosado não combinava comigo, mas — admito — estava errada. Talvez, até, tente deixar ainda mais brilhoso da próxima vez. O mais fofo: quando saí do banho, meu marido disse: “Que sorte a minha ter uma mulher tão bonita como você mesmo sem maquiagem”.

O resultado do experimento foi o mesmo para todas: um sucesso. Todas nós pudemos passar um tempo mais íntimo — de carinho e cuidado — com as pessoas que amamos. Todos os envolvidos se divertiram, mesmo fazendo algo um tanto quanto incomum.

Querido leitor! Se gostou do nosso experimento, junte-se e mande suas fotos nos comentários. Queremos ver os seus resultados, pois queremos coletar mais experiências para aumentar a nossa lista.