9 Hábitos nostálgicos sobre CDs e DVDs que não podem ser adotados na Netflix e no Spotify

As maravilhas da tecnologia transformaram a relação do homem com o mundo. Os aplicativos digitais facilitaram o acesso a um universo de informações, mas também extinguiram antigos costumes comuns do passado. Se hoje conseguimos assistir a um filme ou ouvir uma música com apenas alguns toques no celular, há não muito tempo as coisas eram bastante diferentes. Adquirir artigos como CDs, LPs, DVDs e fitas de videocassete era a única maneira de termos um título ou artista favorito em casa, prática que, ao longo dos anos, se tornou cada vez menos usual.

Incrível.club relembra agora certos hábitos do nosso contato com a mídia física que não podem ser adotados atualmente em apps como Netflix e Spotify ou outros serviços de streaming. Confira e seguir e prepare-se para a nostalgia!

1. Colecionar títulos

Uma estante recheada de bons filmes e CDs era o sonho de consumo de muita gente. Colecionar obras do cinema e discografias completas foi um hábito tão comum no passado, que alguns móveis para o lar já eram vendidos com compartimentos específicos, dedicados ao armazenamento dessas mídias. Além da facilidade de ter em casa um título ou disco favorito para tocar a qualquer hora, é preciso reconhecer que uma prateleira cheia de caixinhas coloridas enfileiradas ainda tem lá o seu charme.

2. Ir até uma videolocadora

Curtir uma sessão de cinema em casa com os amigos é muito simples quando se tem um vasto catálogo de títulos disponível nas mais diversas plataformas de streaming de vídeos. É claro que escolher entre inúmeras opções pode ser um tanto complicado, mas imagine que, ao menos, você vai decidir no conforto de seu sofá.

No passado, eram as videolocadoras as responsáveis por esses momentos de conflitantes indecisões. Ainda assim, costumava ser um passeio divertido se perder em meio às prateleiras e buscar recomendações com os funcionários das saudosas lojas que emprestavam fitas e DVDs.

3. Ter em mãos o encarte com fotos e letras de músicas

A melhor parte de comprar ou ganhar um CD ou LP novo era, sem dúvidas, remover o lacre para descobrir o conteúdo do encarte. Geralmente ilustrados por artes que dialogavam com a proposta visual do álbum, os folhetos costumavam incluir, também, as letras de cada uma das faixas. Colocar o disco para tocar com o livreto em mãos, acompanhando os versos das canções que eram rapidamente decorados, foi um hábito prazeroso que acabou se perdendo ao longo do tempo.

4. Assistir a conteúdos extras

Em alguns casos, consumir os conteúdos extras de um DVD poderia ser mais divertido até do que assistir ao próprio filme. Marcado por materiais como erros de gravação, cenas deletadas, making-offs, jogos interativos e entrevistas, o menu de bônus especiais garantia horas de entretenimento adicional à experiência de curtir uma sessão em casa. Hoje, o acesso a esses formatos, pouco presentes nos aplicativos de streaming, tem se tornado cada vez menos comum.

5. Adquirir edições especiais limitadas

A prova de que mídias como CDs e DVDs consistem em verdadeiros itens de colecionador são as luxuosas edições especiais até hoje lançadas pelos estúdios para o mercado de home video. Com estoque limitado, as peças, chamadas de gift sets (“conjunto de presentes”, em tradução livre), recebem acabamento especial e costumam se esgotar rapidamente das lojas. Extravagantes, os boxes mais caros são feitos sob medida para aqueles que gostam de expor suas aquisições favoritas na estante.

6. Trocar as capas dos CDs

As opções de imagens nos encartes que acompanhavam os CDs eram tantas que, se você não gostasse da arte original, poderia escolher outra para estampar a “área principal” do disco. Alguns artistas já incluíam mais de uma possibilidade de capa no livreto, um atrativo para os colecionadores que adoravam eleger sua versão favorita.

No Brasil, quem popularizou essa prática foi a dupla Sandy & Junior. Para o folheto do álbum Quatro Estações: O Show, os irmãos apresentaram diferentes cenários, cada um deles representando um período climático do ano. A ideia era que, na virada de uma estação para a próxima, os fãs selecionassem a foto temática correspondente à temperatura da época. Que pena que não dá para fazer isso no Spotify!

7. Rebobinar a fita VHS

Imagine ter de voltar ao início do filme, retrocedendo cena a cena, sempre que terminar de assisti-lo. Quem viveu a fase de ouro do VHS, durante as décadas de 80 e 90, certamente se lembra de um hábito imprescindível a qualquer um que colocava uma dessas fitas: era preciso rebobiná-las. Mas a exigência tinha um motivo especial.

Ninguém gostava de ser surpreendido ao ligar o videocassete e dar de cara com os créditos finais subindo na tela. O imprevisto era tão desagradável que muitas locadoras aplicavam uma multa para os clientes mais desatentos, que eventualmente se esqueciam de fazer isso.

8. Tocar um disco na vitrola

Não podemos negar que alguns modelos de vitrola são, de fato, bastante charmosos. Objeto apreciado por tantos amantes do estilo vintage, o tocador de discos virou uma espécie de artigo descolado de decoração. E é claro que ainda há quem não abandone a prática de escutar suas músicas prediletas em casa, na boa e velha bolacha de vinil. Uma experiência muito mais elegante que usar fones de ouvido, não acham?

9. Presentear com CDs customizados

O que não falta nos apps de música são playlists temáticas personalizadas, criadas pelos próprios usuários e que podem ser facilmente compartilhadas com uma rede de amizade. Mas fabricar um CD customizado em casa, hábito comum entre os jovens nos anos 1990 e 2000, exigia muito mais tempo, dedicação e criatividade.

Como as mídias possuíam um espaço limitado de armazenamento, a seleção das faixas precisava ser bem pensada, para garantir que apenas as canções realmente especiais entrassem na lista. E quem gostava de presentear os amigos oferecendo um desses finalizava com uma dedicatória especial, escrita a punho no disco. Um verdadeiro mimo!

De que prática do passado você mais sente falta? Comprar CDs e DVDs ainda faz parte de sua rotina? Ou isso é algo que ficou para trás? Conte nos comentários e, se tiver, nos mande uma foto da sua coleção!

Imagem de capa corndogs1001 / Reddit
Compartilhar este artigo