Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

20+ Pessoas que queriam organizar a bagunça em casa, mas abriram um portal entre o passado e o presente

Quem de nós não tem lembranças de infância guardadas no porão de casa, não é mesmo? Jogá-las no lixo está fora de questão e apenas um cínico poderia se livrar das coisas velhas, mas memoráveis. Toda vez que resolvemos fazer uma limpeza geral, nos deparamos com alguma “mensagem” do passado. Cada um tem sua recordação: adesivos, tazos, o primeiro celular que mais parece um tijolo ou fotos que lembram da juventude despreocupada e bonita. Curiosamente, seja qual for o objeto, ele transmitirá o mesmo calor das lembranças.

Nós, do Incrível.club, entendemos perfeitamente os sentimentos de pessoas que, de repente, encontraram verdadeiros tesouros em suas casas, que as transportaram para a infância por um tempo. A nostalgia pode arrancar lágrimas, mas elas sempre são de felicidade. Além disso, o bônus no final do post provará que guardamos costumes da infância mesmo depois de crescermos, e a idade não é capaz de apagá-los. Confira!

1. “Desci no porão e encontrei um verdadeiro tesouro! Minha máquina de tempo ligou e me transferiu para o ano de 1996”

2. “Encontrei esta foto em que eu, com 11 anos, estou jogando no computador antigo da minha avó, com o braço quebrado. Foi a melhor época da minha vida!”

3. “Por que você está chorando? O que você encontrou aí?”

Um Príncipe em Nova York/Comédia/Eddie Murphy.

Pare! Senão Mamãe Atira!/Сomédia/Sylvester Stallone.”

4. “Na última vez que visitei os meus pais, vasculhei a casa inteira na tentativa de encontrar um cabo da minha máquina fotográfica. Não o encontrei, mas me deparei com estas belezinhas”

5. “Quando criança, eu não tinha espaço adequado para colar estes adesivos. Por fim, acabei me esquecendo deles”

6. “A reação dos passageiros do metrô escutando o barulho do meu mini game foi a melhor. O Android não é nada comparado a ele”

7. “Decidi encontrar a minha coleção de tazos para ver o estado dela. Já tinha esquecido que ela é bem grande”

8. “Encontrei este recado quando estava me mudando da casa da minha infância e vasculhando as coisas velhas. Acho que eu estava aprontando alguma coisa”

“Se eu fosse um peru no Dia de Ação de Graças, eu fingiria ser uma pessoa”

9. “Vasculhando coisas velhas, encontrei uma sacola com estes tênis absolutamente novos. Nem a etiqueta de preço estava rasgada. Minha vó os comprou para meu pai nos anos 1990, na Itália”

10. “Achei um álbum antigo com este tesouro dentro. Figurinhas que vão deixar com lágrimas nos olhos qualquer um nascido no final dos anos 1990”

11. “Lembrando da minha juventude”

Um teste para descobrir qual é a sua idade: quem entendeu o que está acontecendo na foto?

12. “Na minha infância, colecionávamos estes adesivos que serviam para jogar uma espécie de ’super trunfo’. As crianças costumavam mentir dizendo que ’seus pais tinham algumas das motos, mas as deixavam guardadas na casa de suas avós’”

13. “O busy board, painel de atividades interativo, da minha infância”

14. “Encontrei esta lembrança dos anos 1990, penso em vendê-la em um leilão”

15. “Meus pais estavam arrumando os armários e se depararam com meus desenhos e cadernos antigos. Aparentemente, eu preferia ser discreto”

“Parabéns, parabéns! Desejo sorte e muitos filhos, ei-ei. Para minha mãe, de um desconhecido”

16. “Encontrei um saco com caixas de fósforos dos anos 1980. Antigamente, até os objetos menores eram úteis!”

“Não ocupe a pista da esquerda quando a da direita está livre!”

17. “Quando criança, colecionava figurinhas. Hoje as encontrei. Elas continuam com cheiro de chiclete!”

18. “Cheguei à universidade com um toca-fitas e deixei os meus colegas de boca aberta”

19. “Eu estava arrumando a bagunça em casa e encontrei estes tesouros”

20. “Ontem, fui visitar a casa que morei durante minha infância, que fica em outra cidade, e onde atualmente moram os meus pais. Fui vasculhar a garagem junto com o meu pai e me deparei com este brinquedo de pelúcia que fiz no Ensino Fundamental, e que me deixou arrepiado”

Bônus: “Se você voltar para casa agora, vai conseguir sair depois?”

Na primavera, as velhinhas do meu condomínio se reuniam no pátio. Elas faziam muito barulho, cantando, gritando e se divertindo. Certa vez, eu estava em casa quando tocou a campainha. Na porta estava a Dona Maria, uma vizinha do andar de cima, uma daquelas senhoras que gostavam de fazer bagunça. De repente, ela disse: “Você poderia me dar água, por favor? Se eu voltar para casa, o meu marido não vai me deixar sair de novo”. Dei água para a mulher. Subitamente, vieram lembranças: “pode ir buscar água?”, “se você voltar agora, vai conseguir sair depois?” etc. Olhei pela janela para as velhinhas e pensei: “Se elas jogarem uma bola aqui dentro, eu não vou devolver!” © Fagot7878 / Pikabu

Quais lembranças dos anos 1990 você tem guardadas em casa? Comente!

Imagem de capa SeriouSad / pikabu