Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

12 Curiosidades sobre a vida na Turquia que não serão reveladas em programas de viagens

6141
24k

A Turquia tem tudo que você precisa para umas férias incríveis: sol, mar azul e lindas praias. E aqui também vivem pessoas acolhedoras que adoram receber hóspedes. É por isso que os turistas se apaixonam pelo país e seus habitantes.

Nós, do Incrível.club, anotamos todos os fatos que aprendemos sobre a Turquia e decidimos que os comprovaremos quando nos encontrarmos sob seu sol escaldante. Nessa seleção, você também encontrará histórias de quem já a visitou e trouxe para casa não apenas lembranças, mas também um amor pelo país.

1. Ao entrar em uma casa, as visitas tiram os sapatos

  • Os sapatos são tirados antes de adentrar às residências e, na maioria das vezes, são simplesmente deixados na entrada, ou até na rua. Portanto, ao cruzar a soleira de uma casa turca, é importante se lembrar disso. Praticamente todos os lares no país tem vários pares de chinelos para os hóspedes, mas você pode levar o seu, que não surpreenderá ninguém. © turetskiy.yazik / Facebook
  • Como todos os turcos, comecei a tirar os sapatos na porta e assim não levar sujeira para dentro. Em sinal de respeito aos convidados, enquanto eles tomam o chá na varanda, a atenciosa dona da casa sai silenciosamente do quarto e coloca todos os sapatos dos convidados com as pontas viradas para fora, tornando mais confortável calçá-los na saída. Além disso, o gesto representa o desejo do anfitrião de “uma boa viagem”. © OSFERY / Livejournal

2. Todas as mulheres são consideradas belas, o que há são belezas diferentes

  • As mulheres na Turquia são muito graciosas, a maioria usa botas em qualquer clima. Por esses calçados característicos, é muito fácil reconhecer as mulheres turcas na Europa. © haydamak / Livejournal

  • Se você tem pele clara, olhos claros e nariz reto, você é um padrão da beleza turca. Se tem pele escura, olhos escuros e nariz reto, também. Em ambos os casos, você escutará “Mashallah!” bastante pelas ruas, que é uma frase árabe que significa “o que Allah quis” e é usada para expressar admiração, alegria, louvor ou gratidão. Resumindo, é fácil ser linda na Turquia. © nedorazumenie / Livejournal

3. Homens turcos são muito impulsivos e torcedores fieis

  • Para um turco, basta um encontro para declarar a seriedade de suas intenções: pedir em namoro, em casamento ou, entre as opções mais simples, rapidamente convidar para ir à sua casa. Além disso, em 99% dos casos, os homens turcos são sinceros em suas intenções. Especificamente no momento em que declaram seu amor e pedem em casamento, já no primeiro encontro. Talvez seja acionado o famoso “instinto de propriedade” tão fundamental na natureza do homem, bastante desenvolvido nos turcos. Parece até um jogo “quem vai casar primeiro com essa garota”. © SHKAPYNETA / Livejournal
  • Meu marido voltou para casa com a voz rouca e um olhar animado, todo vermelho e me pegou no colo. Descobri que o motivo era simplesmente o fato do seu time favorito de futebol vencer o campeonato. © INESA_BARONESSA / Livejournal

4. Aqui vivem pessoas muito hospitaleiras

  • O maior choque cultural para mim, foi a simpatia e a empatia dos turcos. Perguntei a uma pessoa como chegar ao hamam (banho turco), que encontrei no guia. Ela me aconselhou a não ir, pois, tratava-se de uma armadilha para turistas. Então, ela me levou a um verdadeiro banho turco. Falou com os proprietários em turco, traduziu as listas de preços para mim e, como resultado, eu tive um ótimo serviço a preços mais baixos do que os oferecidos pelas agências de viagens. © Bunny Paine-Clemes / Quora
  • Na Turquia, é fácil se sentir uma companhia interessante, porque a polidez turca não tem limites. Eles sabem, com um sorriso sincero, conduzir uma conversa sobre qualquer assunto, e ouvir de um jeito como se o seu interlocutor estivesse falando algo muito importante. Também acontece de ouvir algo agradável sobre você, com o qual não pode deixar de concordar. E, de repente, descobre que as pessoas aqui simplesmente se comunicam assim. © osfery / Livejournal
  • Aonde quer que fôssemos, as pessoas saudavam meus filhos de maneira calorosa e alegre e lhes davam algo: uma barra de chocolate, doces e até um pacote de guardanapos de papel, quando não conseguiam encontrar algo melhor. Isso tocou profundamente nossos corações. Minha filha de sete anos me pede o tempo todo para levá-la a um lugar onde as pessoas sejam “boas e generosas” com as crianças. Não sentimos nada parecido em nenhum outro país que visitamos. © Shaban Rashed / Quora

5. Os turcos têm uma relação específica com as regras de trânsito

“Na Turquia inauguramos pistas azuis perfeitas! Não sei por que, mas alguns ciclistas também pedalam nelas, mas nós buzinamos e os expulsamos da estrada. Problema resolvido.”

  • Dirigir na Turquia é algo muito específico. Claro que existem regras de trânsito no país, mas nem sempre são observadas. O tráfego de Istambul se parece mais com o movimento browniano no espaço tridimensional (devido ao terreno montanhoso da cidade). Cortar, ultrapassar o sinal vermelho, dirigir entre as faixas, virar onde é proibido, tudo isso é comum. Até parece que eu era o único da cidade a dar seta na conversão! © unclejosef / Livejournal

6. Aqui os gatos são uma paixão nacional

Um homem limpa um gato de rua na Turquia.

  • É bom ser um gato em Istambul. Talvez seja a cidade mais tolerante com o destino dos animais de rua. Em muitos lugares, existem não apenas comedouros para animais, mas até casas inteiras. Os turcos ficam felizes em alimentar seus “vizinhos peludos” de rua. © rederika / Livejournal
  • Quem realmente tem sorte são os gatos que vivem em hotéis cinco estrelas all inclusive. Vejam o que li em um folheto no quarto: “Nosso hotel tem uma casa para gatos e os alimentamos com ração especial, por isso pedimos a gentileza de não levar comida para fora do restaurante principal.” © igor_salnikov / Livejournal

7. Não há sistema de calefação central

  • A principal armadilha na Turquia atinge aqueles que estão acostumados ao aquecimento central. Muitas vezes os turcos brincaram comigo: como uma pessoa da Sibéria se sente congelada em Mersin? E os turcos em Mersin, no inverno, usam uma jaqueta leve e estão sempre com o nariz fungando. Você raramente encontra alguém usando um gorro. E mesmo se encontrar, vai descobrir que se trata de uma peça de estilo, não algo que aqueça. Para não sentir frio em casa, existem cobertores quentes de dois tipos nos lares turcos: o battaniye, um cobertor para o outono, e o yorgan, um cobertor grosso para as noites de inverno. © osfery / Livejournal
  • No entanto, nas regiões da Turquia onde faz muito frio (as dos mares Negro e de Mármara), existe um sistema de calefação central a gás. Muitos apartamentos têm caldeiras individuais e não há problemas de aquecimento. Exceto, é claro, as enormes contas de energia. Por exemplo: para um apartamento de três quartos de tamanho médio, pagamos 400-500 liras por mês (290-360 reais). © irina_calish / Livejournal

8. Aqui não comemoram os aniversários

  • Desde que me mudei para a Turquia, o sentimento das férias a que estamos acostumados desapareceu rapidamente (Ano Novo, Natal, Páscoa). Mesmo no meu aniversário, quase nenhum dos meus parentes turcos me dá os parabéns. Já não fico mais surpresa com isso. © alaturka_vik / Livejournal

9. Os turcos são famosos por sua generosidade, mas não pela parcimônia

O dono de um restaurante na Turquia reuniu os filhos de vendedores ambulantes e preparou um banquete para eles.

  • Há uma crença na cultura turca de que quanto mais você dá, mais recebe. Em outras palavras, Deus abençoa aquele que ajuda os outros. © Mel Burslan / Quora

  • Um casal de noivos turcos, em vez de oferecer um banquete suntuoso para os convidados, decidiu alimentar 4.000 pessoas necessitadas. © mdjunaid2495 / Reddit

  • O dinheiro é gasto com muita facilidade, sem absolutamente nenhum pensamento sobre o amanhã. É a mentalidade nacional. Por exemplo, quem trabalha com turismo, entende perfeitamente que faturam apenas na alta temporada, e com esse dinheiro precisam viver os sete/oito meses restantes do ano, porque não há trabalho nas cidades turísticas no inverno. No entanto, o que realmente acontece, é que eles gastam à noite tudo que ganham durante o dia. Quase ninguém pensa em como viver no inverno. © IRINA_CALISH / Livejournal

10. Na Turquia bebem muito chá

  • O chá não é apenas uma bebida, mas também um motivo para nos reunirmos e festejarmos momentos com os nossos entes queridos, ou simplesmente para mostrar que nos importamos com daqueles que convidamos para um copo. © Sophie Demirturk / Quora
  • Os turcos não planejam suas vidas, eles vivem o aqui agora. Estamos bem no momento: sentadinhos, o sol está esquentando, o chá quentinho, tudo perfeito. Os planos para depois? Mas por que planejar? A situação pode mudar em uma hora: o pai vai pedir uma ajuda, o irmão vai anunciar um casamento, uma chuva cairá. Vamos pensar quando acontecer. Pensar em algo com antecedência, pelo menos um passo à frente, isso não existe na Turquia. © IRINA_CALISH / Livejournal
  • O que ainda me irrita no país são as horas de tomar chá. Conversa-se sobre tudo e, ao mesmo tempo, sobre nada: a respeito de vizinhos, vários parentes, política, jardim etc. Houve ocasiões em que as pessoas nos visitaram para um chá e ficaram de cinco a seis horas. © IRINA_CALISH/ Livejournal

11. Não é costume buquê de flores nos casamentos turcos

  • Na Turquia, não há o costume dos buquês de flores. Mas isso não significa que não haja flor nenhuma em um casamento. Os turcos estão acostumados a decorar todos os eventos festivos com coroas de flores. Para mim, lembram funerais, pois, colocam nelas fitas com os nomes dos doadores. No nosso casamento, também tivemos algumas dessas, graças a Deus, apenas na entrada e não no salão todo. © osfery / Livejournal
  • Os casamentos turcos são lotados e o princípio “apenas os mais íntimos”, não funciona aqui. À primeira vista, pode parecer que a maioria dos convidados não tenha nada a ver com a festa. À segunda, também. Por exemplo, no nosso casamento veio uma amiga da irmã do noivo com a mãe dela... porque as moças não têm permissão para comparecer a esses eventos desacompanhadas. Portanto, havia muitas pessoas que nem conhecíamos. © osfery / Livejournal
  • Existe um costume de dar buquês normais em alguns outros casos. No entanto, em casamentos, eventos de todos os tipos e funerais, levam apenas coroas de flores. A única diferença está na cor: opções mais brilhantes, ou mais escuras, dependendo da ocasião. Muitos estrangeiros, no início, têm um choque cultural. © turkeyonair / Livejournal

12. Os turcos adoram as crianças

  • Eu moro na Turquia há muito tempo, mas ainda continuo chocada com a atitude das mulheres turcas em relação aos filhos de outras pessoas. A seguir, uma história para exemplificar. Estava em uma clínica aguardando a consulta. Na sala de espera, uma turca mostrava à amiga as fotos do bebê de uma parente dela: ele acabara de nascer, tinha apenas cinco dias. A outra nem conhecia a mãe da criança. Tremi ao pensar em como, assim tão facilmente, alguém pode revelar as fotos do meu filho para estranhos. E essa mania de fotografar as crianças no celular é muito comum. Fotos dos filhos de estranhos constantemente me são apresentadas, e uma ansiedade na sequência: por que não estou admirando? E a mesma coisa acontece quando alguém vem visitar uma casa onde tem criança. Todas as mulheres logo correm até ela com gritos e beijos, e então me olham com desconfiança: por que não faz o mesmo? Mas não consigo me precipitar para abraçar e beijar uma criança que não seja minha, ou de um parente próximo. Afinal, na cultura do meu país, esse tipo de comportamento não é aceitável! © MsFrost / turkeyforfriends.com

Bônus: histórias de internautas

  • Essa é a quantidade de shampoo que vimos em um quarto de hotel na Turquia após deixarmos uma gorjeta de três dólares. © Coy0te / Pikabu

  • Passava as férias com uma amiga na Turquia. Todas as noites, saíamos para um local onde um moço vendia rosas. Ele, constantemente, entregava as flores que os rapazes mandavam para a minha amiga. Mas, para mim, nada. No último dia, ele de novo veio até nós. A amiga já quis receber uma flor, mas ele a entregou para mim. Quando perguntei de quem era, ele respondeu com orgulho: “Esta é minha!”. O vendedor de flores achou injusto eu não receber nenhuma. © Подслушано / Ideer

O que você sabe sobre a Turquia e que não se encontra em um guia de viagem? Compartilhe conosco e com nossos leitores!

6141
24k
Compartilhar este artigo