Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

10+ Símbolos famosos, cujos reais significados muitas pessoas provavelmente não sabiam

Os símbolos fazem parte da linguagem humana — verbal e não verbal — e estão por toda parte: no dinheiro, nas joias, nas correspondências. Estamos rodeados por diversos sinais no nosso cotidiano, mas nem sempre sabemos os significados originais de muitos deles, que podem, às vezes, ser o exato oposto do que imaginamos.

Incrível.club mergulhou nas páginas dos livros de História para trazer à tona alguns dos símbolos mais populares, que todos conhecemos. No final do post, vamos mostrar alguns usuários que se surpreenderam com alguns achados “simbólicos”. Acompanhe!

1. Flor de lis (lírio)

O lírio era considerado o símbolo dos reis franceses, mas o seu sentido original é um pouco diferente. Ele era usado em rituais religiosos e nas artes como sinal de transparência e pureza espiritual. Essa flor, muitas vezes, era retratada como um atributo da Virgem Maria. Na heráldica, ciência de descrever brasões de armas ou escudos, representava a Trindade.

O lírio heráldico foi descoberto na Mesopotâmia e tem uma longa história. Curiosamente, também no romance francês O Corcunda de Notre-Dame, de Victor Hugo, uma das personagens se chamava de Fleur-de-Lys (Flor-de-lis em português, que é simbolicamente identificada ao lírio).

2. Cruz Ansata

Também chamada de “Ankh”. A história dessa cruz teve início no Antigo Egito e representava imortalidade, sabedoria e proteção. Hoje, é mais conhecida como um elemento da subcultura gótica, que teve início nos anos 80 no Reino Unido.

3. Libra

O símbolo é representado pela letra “L” e significa “equilíbrio, balança” em latim. Na Roma Antiga, a libra era usada como medida de peso em várias regiões da Europa. Em inglês, a moeda é chamada de “pound” — termo também usado como unidade de massa. A partir desse nome foram criadas diversas unidades monetárias, incluindo a lira italiana e a libra francesa, que esteve em circulação até 1795.

4. Âncora

A âncora é característica dos marinheiros e está presente em muitas bandeiras e brasões de instituições associadas com o mar. Os cristãos mais primitivos a usavam como representação da cruz religiosa, tanto que no Antigo Testamento há uma passagem que faz alusão a esse símbolo.

5. Om

O mantra mais importante do hinduísmo é também encontrado em diversos filmes, músicas e decorações. No hinduísmo, o “Om” faz referência à tríade divina — representando criação, apoio e, ao mesmo tempo, destruição. É também mantra de força física e mental e reflete o som da eternidade, muitas vezes usado na meditação. Por vezes o “Om” é associado à divindade Ganesha.

6. Til

Além de ser um sinal diacrítico em português, o til também é usado para enfatizar a inexatidão de alguma informação. Quando queremos mencionar, por exemplo, um tempo de espera aproximado. Originalmente, no entanto, essa linha ondulada era usada em escritas cursivas de alguns idiomas no século XIV para indicar a omissão de uma ou mais letras, geralmente o “m” e o “n”.

7. Mjölnir

Este símbolo escandinavo corresponde ao martelo do deus Thor e, hoje em dia, é usado em volta do pescoço como proteção contra má sorte. Antigamente, nos países nórdicos o mjölnir também era utilizado no pescoço, mas com um propósito diferente: para que recém-casados tivessem muitos filhos. Por isso, aparecia bastante em casamentos e poderia ser colocado embaixo da cama dos pombinhos após a cerimônia.

8. O símbolo do couro legítimo

Este emblema é encontrado em muitas peças de couro para indicar a legitimidade do material, mas poucos sabem o significado da imagem. Na verdade, ela apenas busca representar a pele do animal, a partir da qual foi feito tal sapato, roupa ou acessório.

9. Asterisco

Por trás dos asteriscos no texto escondem-se palavras ocultas. As primeiras menções sobre o símbolo são encontradas ainda na pintura rupestre. Um pouco mais tarde, o filólogo grego Aristarco da Samotrácia usou esse sinal para corrigir as poesias de Homero: assim ele indicava a repetição dos versos. Da mesma forma, o filósofo Orígenes de Alexandria o utilizava para indicar versos incompletos. Durante a Idade Média, o asterisco passou a ter uma finalidade mais conhecida por nós: apontava que havia comentários ou observações em um determinado texto.

10. Máscara do anonimato

Esta máscara é o rosto do soldado inglês Guy Fawkes. Após o filme V de Vingança, muitas pessoas passaram a vê-la como um sinal de protesto e luta pela igualdade. Se mergulharmos um pouco mais na história, contudo, veremos que Guy Fawkes não foi assim tão heroico como hoje é representado.

Primeiro, ele não lutava — de forma alguma — pela justiça ou igualdade. Seus planos incluíam derrubar o monarca vigente e levar ao poder outro para estabelecer, assim, o domínio da igreja católica. Além disso, após ser preso, Fawkes conspirou e traiu seus companheiros, o que fez com que todos fossem executados.

11. Meias de Natal

Lindas meias vermelhas penduradas acima da lareira são o ícone do Natal e da passagem de ano. Mas você sabe como a tradição começou? A origem desse simbolismo teve início com uma lenda bastante comovente. Um pai de família tinha três filhas prontas para se casar. Por conta da pobreza, no entanto, as meninas não tinham dote e, naquela época, mulheres sem dote não podiam se casar e tinham de ganhar a vida em bordéis.

Um antigo monge (mais tarde canonizado e conhecido como São Nicolau de Mira) ficou comovido com a situação dessa família e decidiu salvar as garotas de um destino considerado vergonhoso. Ele deixou três sacos de ouro ao lado da chaminé da família, e um deles caiu diretamente em uma meia, que estava secando perto da lareira.

12. Trevo

Muitas vezes, o trevo de três folhas é chamado de “sinal da sorte”. Historicamente falando, porém, isso não é bem verdade: o trevo de três folhas é o símbolo oficial e patenteado da Irlanda, enquanto o de quatro folhas representa sorte. Aliás, essa planta pode ter ainda mais folhas, sabia?

Bônus № 1: decoração alquímica

“Meu marido recebeu isto de herança da tia dele. Alguém sabe o que é?” Essa foi a pergunta feita por uma usuária do Reddit. Em resposta, perguntaram se a tia dele havia visitado o Peru. A resposta foi “sim” e, consequentemente, o pingente retrataria um dos símbolos da pedra filosofal — objeto tão buscado por alquimistas da Idade Média, pois acreditavam que, com ela, poderiam transformar qualquer metal em ouro.

Bônus № 2: o emblema na porta dos banheiros em Basileia

O símbolo bastante incomum (na porta à esquerda) pode ser encontrado nos banheiros públicos da Suíça e representa um dos personagens do carnaval local. A imagem indica que tal cabine contém apenas um mictório e — graças a isso — a fila anda muito mais rápido.

Qual o significado de um símbolo que permanece um grande mistério para você? Talvez falaremos sobre ele da próxima vez. Comente!

Imagem de capa vdoom28 / reddit