Incrível
Novo Popular
Inspiração
Criatividade
Admiração

10 Perguntas que ainda não têm uma resposta científica clara

2---
74k

O pensamento científico não para. O que há 20 anos era considerado ficção científica no campo da medicina e da tecnologia, hoje se tornou parte da vida cotidiana. No entanto, há uma série de questões para as quais a ciência ainda não conseguiu dar uma resposta inequívoca. Por exemplo, como a vida surgiu, o que aconteceu antes do Big Bang, como explicar o encontro com um fantasma ou de que forma ensinar um computador a entender 100% da linguagem humana.

Incrível.club é a favor de debates agradáveis. Se você tem uma ideia ou experimentou o prazer de ser o primeiro a descobrir ou resolver alguns destes enigmas, estamos ansiosos para ler seu comentário!

1. Como surgiu a vida?

Existem muitas teorias a esse respeito. Mas, mesmo sob um conceito unificado, seus seguidores nem sempre conseguem concordar com os detalhes. Por exemplo, os defensores da “sopa primordial” (isto não é um culto secreto de cozinheiros, mas um termo oficial) consideram que a própria Terra formou moléculas complexas nas quais a primeira vida surgiu. No entanto, os fiéis desta ideia não têm uma opinião sobre onde ocorreram os processos mais importantes: nas crateras vulcânicas, no solo, sob o gelo? Temos muitas opiniões, mas isso não nos aproxima da resposta.

2. Como funciona o efeito placebo?

O placebo é uma substância sem características curativas óbvias (por exemplo, a água) que pode
ser usada como medicamento. O fenômeno de melhorar o bem-estar devido ao uso do pseudomedicamento é conhecido como efeito placebo.

Existem algumas teorias sobre como isso funciona. Alguns consideram que a consciência da pessoa cria condições para a recuperação do corpo, uma vez que o paciente acredita que o tratamento vai ajudar. Outros falam sobre o efeito benéfico de uma conversa simples com o médico, mas percebem a ausência de um efeito terapêutico clinicamente significativo. Em qualquer caso, o efeito placebo é uma questão que até agora não tem resposta.

3. O que fazer para que um computador compreenda o que as pessoas dizem?

O fato é que a linguagem cotidiana é uma estrutura complexa que depende de muitas coisas. No caso da inteligência artificial, a interpretação é muito importante. Por exemplo, a frase: “Tome um prato de sopa”, as pessoas a percebem como um convite, no qual a palavra prato descreve uma certa quantidade de sopa. O computador percebe tal frase literalmente como uma ordem para tomar o prato.

Atualmente, o cérebro computacional é um simples dispositivo que não é capaz de perceber o contexto do ponto de vista humano. Portanto, fazer um computador entender 100% do que as pessoas falam parece algo impossível.

4. O conhecimento científico é contestado com o tempo. Talvez estejamos parados no mesmo lugar e nem temos ideia disso?

Qualquer ciência está sempre em fase de elaboração. Mas isso não significa que não sabemos nada. Simplesmente significa que estamos no processo de aprendizado e, desse modo, alguns instintos preconcebidos podem ser questionados. É normal, já não retrocedemos a um estado de ignorância, mas aprendemos algo novo e damos mais um passo no caminho para uma melhor compreensão da natureza das coisas.

Por exemplo, os voos de avião são o resultado de estudar e compreender as leis da aerodinâmica. E num certo momento foi considerado impossível. Nós saberemos de tudo um dia? A ciência atual não tem resposta para essa questão.

5. Isso não é óbvio?

Possivelmente, algo parece óbvio para você a partir do momento que descobre como funciona. Mas seja honesto consigo e pergunte-se, isso era algo óbvio antes que você percebesse? Tal fenômeno geralmente é considerado como uma espécie de preconceito retrospectivo. Funciona assim: no momento em que nos é dita uma certa verdade em detalhes, entendemos que ela é fundada e intuitivamente sentimos que é um fato. Daí vem a sensação de “isso é óbvio, já que não pode ser de outra forma”.

6. Existem feromônios humanos?

Pode uma pessoa cheirar medo, malícia ou um representante do sexo oposto de longe? Não. Por outro lado, muitas pessoas podem reconhecer seus amigos literalmente pelo cheiro. Além disso, certas substâncias químicas, como o aroma natural do corpo ou a respiração, podem causar uma certa reação em uma pessoa. No entanto, mesmo que haja algum tipo de feromônio humano, ainda não está claro como o nosso corpo decodifica o sinal químico.

7. Nós sabemos que os animais migram, mas como isso funciona?

É assim que os pássaros tartaranhões-apívoros migram da Holanda para a África Ocidental: os animais podem migrar milhares de quilômetros durante o ano fugindo de mudanças de temperatura em busca de alimento ou condições de procriação. Ao mesmo tempo, diferentes espécies usam diferentes orientações e métodos de navegação, como o campo magnético da Terra. No entanto, o mecanismo dessa “logística” não foi suficientemente estudado.

8. Muitas pessoas afirmam ver fantasmas: como se explica isso?

É importante entender que muitos fenômenos paranormais têm uma explicação científica relacionada aos processos fisiológicos. Por exemplo, a sensação de deixar o corpo pode ser causada pela violação dos processos nervosos no músculo temporoparietal. Os efeitos de sons misteriosos, arrepios ou terror ao despertar são causados ​​pela paralisia do sono.

Ao fazer perguntas a um parapsicólogo sobre o assunto dos espíritos, é necessário falar precisamente sobre o seu estado. A idade, o lugar do encontro com o espírito, a história arrepiante desse lugar ou informações simples e poéticas devem ser eliminadas imediatamente, já que isso são informações que apenas confundem. Portanto, se a questão for uma experiência distante e não a sua, então será impossível chegar à verdade.

9. As outras pessoas veem o mundo exterior da mesma maneira que eu vejo?

Ninguém sabe. Mesmo que pessoas com daltonismo não sejam levadas em conta, não se pode afirmar com segurança que, para milhões de pessoas em nosso planeta, o céu azul é completamente o mesmo.

10. O que houve antes do Big Bang?

A única resposta que pode ser dada a esta pergunta neste momento é “nada”, já que não existe nenhum “antes”. Não havia espaço nem tempo. O único ponto fraco de tal resposta: tudo aconteceu do nada. No entanto, “nada” para a mente não significa o mesmo que “nada” para a física. Mas esta é outra história.

Que mistérios não resolvidos você conhece?

Imagem de capa depositphotos.com
2---
74k