10 Mitos sobre o corpo humano que já foram derrubados

Um dos mais famosos mitos envolvendo o corpo humano e que já caíram por terra dizia que as pessoas usam apenas 10% do cérebro. E se tal crença não é mais vista como verdadeira, existem outros mitos que continuam enganando as pessoas até hoje. Há, por exemplo, quem jure ser necessário esperar 30 minutos após uma refeição para poder entrar na água. Isso, porém, não passa de mais uma lenda, como veremos a seguir.

Com este artigo, o Incrível.club pretende abordar 10 mitos muito conhecidos que, apesar de falsos, continuam sendo repetidos por aí.

1. Depilar as pernas faz com que os pelos cresçam mais rapidamente e mais grossos

A verdade: quando o pelo volta a crescer, talvez você sinta as pontas mais ásperas e escuras que o habitual. Mas isso acontece porque os fios novos ainda não foram expostos a elementos naturais, como a luz do sol e produtos químicos que acabam provocando um efeito clareador. Não quer dizer que a depilação deixe o fio mais escuro, mais espesso nem crescendo mais rápido. Logo, você não precisa se sentir pressionado a mudar seus hábitos de depilação caso esteja feliz e satisfeito com eles.

2. Todas as pessoas engolem oito aranhas por ano durante o sono

A verdade: aranhas não estão nem aí para os humanos e não têm o menor interesse em escalar nosso corpo para chegar até nossa boca enquanto dormimos. Até porque nossa respiração pesada e nossos roncos impedem maiores aproximações por parte das aranhas. Sem falar que somos grandes demais para elas — na verdade, as aranhas nos veem como parte da paisagem, nada além disso. Outro fato: dificilmente as pessoas continuariam adormecidas com uma aranha passeando pelo rosto e entrando na boca.

3. Estalar os dedos provoca artrite

A verdade: as articulações dos nossos dedos estalam quando fazemos certos movimentos, pois o líquido sinovial (presente dentro delas) passa por um processo de ruptura. Esse líquido é um fluido que lubrifica as articulações e recebe toda a pressão provocada pelos estalos. Muitos estudos já demonstraram que a prática não causa artrite, mas talvez seja preciso deixá-la de lado por outro motivo: sabemos que os estalos frequentes podem fazer com que a mão tenha o poder de agarre reduzido.

4. Cenouras melhoram a visão

A verdade: cenouras são ótimas fontes de vitamina A, substância capaz de melhorar nossa visão noturna. Porém, ninguém precisa consumir enormes quantidades de cenoura para obter a vitamina A necessária, já que é possível encontrar o nutriente em outras fontes também. Na verdade, é importante combinar as cenouras com algum tipo de gordura para potencializar a absorção da vitamina A. O ponto principal é que comer cenoura ajuda a manter a visão em boas condições, mas não a ponto de devolver esse sentido a quem não conta com ele.

5. Nossa língua tem seis áreas dedicadas a sabores diferentes

A verdade: todas as áreas da língua conseguem perceber os mais diversos sabores presentes nos alimentos. O mito que diz respeito à existência de áreas diferentes para sabores diferentes teve origem em 1901, mas hoje é algo totalmente refutado pelos cientistas. Nossa língua tem entre 5 mil e 10 mil papilas gustativas espalhadas em toda sua extensão, e elas são responsáveis por enviar ao nosso cérebro sinais específicos quando em contato com determinado sabor. Logo, tem mais a ver com a percepção do nosso cérebro com base em nossas experiências e lembranças do que com as regiões da nossa língua.

6. Dentes brancos significa ter dentes saudáveis

A verdade: cada pessoa tem dentes diferentes, e aqueles que não são tão brancos nem sempre estão em falta com a saúde. Dentes menos brancos indicam apenas que a espessura do seu esmalte é menor, algo absolutamente normal. Além disso, outros fatores, como tabagismo e envelhecimento, podem reduzir o esmalte ou então manchá-lo, comprometendo a brancura. E nós não podemos esquecer também a genética, capaz de fazer com que os dentes de determinada pessoa se desenvolvam de uma maneira específica.

7. O coração para de bater quando espirramos

A verdade: quando inspiramos antes do espirro, a pressão em nosso coração aumenta, diminuindo após espirrarmos. Por isso, os batimentos cardíacos são alterados naturalmente durante o processo, passando a impressão de que o coração para momentaneamente. Mas você pode ficar tranquilo quanto a isso, pois a atividade cardíaca segue normal na hora de espirrar, e o órgão não para de funcionar quando nosso nariz sofre alguma irritação.

8. Depois de comer, é preciso esperar 30 minutos para entrar na água

A verdade: de acordo com diversas fontes, realmente não há risco em entrar na água após comer, desde que não se faça esforço físico intenso. Não existem evidências concretas de que a pessoa se afogará se estiver de barriga cheia. No pior dos cenários, pode ocorrer uma câimbra estomacal. Ou seja: entrar na água com o estômago cheio pode não provocar a melhor das sensações, mas essa prática não coloca a vida de ninguém em risco, desde que se evite esforço intenso.

9. O sangue humano é azul antes de entrar em contato com o oxigênio

A verdade: algumas pessoas ficam confusas quando olham na própria pele e percebem que as veias têm uma cor azulada. Mas isso não passa de uma ilusão de ótica, não sendo prova alguma de que o sangue dentro do organismo não possui oxigênio. Na realidade, o sangue se mantém vermelho escuro dentro das veias, ganhando uma tonalidade cereja quando em contato com o oxigênio. Isso acontece por conta de um composto chamado heme, responsável por distribuir o sangue por todo o corpo.

10. Quando engolimos goma de mascar, ela permanece em nosso estômago por sete anos

A verdade: é fato que goma de mascar não é digerida em nosso estômago, mas assim como acontece com outros alimentos, ela também deixa nosso corpo. Chicletes não permanecem em nosso organismo por sete anos, e sim são expelidos em até sete dias. Entretanto, engolir goma de mascar não é uma boa ideia, já que o excesso de chicletes pode acabar bloqueando o intestino e causando prisão de ventre. Por isso, é bom ter cuidado com esse costume — sobretudo em se tratando de crianças.

Em sua opinião, qual das inverdades acima é a mais absurda? Acredita ou já acreditou em algum mito? Aproveite para deixar um comentário citando outras crenças inverídicas sobre o corpo humano!

Compartilhar este artigo