Incrível
Novo Popular
Inspiração
Criatividade
Admiração

15 Tendências de decoração que não são úteis nem aconchegantes

5134
11k

O design de interiores é uma prática bastante interessante e criativa. Na busca por ideias, no entanto, é importante lembrar que um apartamento totalmente renovado e belissimamente mobiliado não será usado somente para fotos no Instagram, mas também para viver — essa é a parte mais importante. Com isso, é imprescindível que você se sinta confortável em sua própria casa, e não busque somente causar inveja nos amigos.

Nós, do Incrível.club, decidimos perguntar à designer Alesya Nestyak quais são as tendências que não devemos seguir, por mais práticas que sejam.

Balcão de bar

Esse detalhe de interior cria a ilusão de algo intrigante e moderno. Na realidade, porém, balcões cortam o espaço e são desconfortáveis para comer e preparar comida.

  • Se tiver espaço suficiente, invista em uma bancada “ilha” para sua cozinha. Esse tipo de mobília é multifacetado, servindo como uma bancada para cortar alimentos, mesa confortável para comer e até para trabalhar. Além das diversas utilidades que oferece, os armários embutidos na parte de baixo economizam bastante espaço para guardar panelas, utensílios de cozinha e alimentos.

Prateleiras abertas

As prateleiras abertas tornaram-se um pesadelo para muitas donas de casa. Pior ainda se estiverem na cozinha. O que parece ser muito encantador e aconchegante nas fotos se torna uma grande bagunça no dia a dia. Prateleiras desse tipo são práticas somente se você não usa muito a cozinha e só aquece rapidamente algo no micro-ondas.

  • Não espere que a solução seja criar diversos compartimentos e gavetas para guardas as coisas. Isso não vai ajudar na organização. É melhor equipar os armários com sistemas escondidos de armazenamento especiais para certos utensílios. Dessa forma, peças que você não usa com frequência não irão atrapalhar sua rotina e não haverá poluição visual.

Revestimento de pedra

O uso de pedra natural é uma tendência. Reveste-se a cozinha, o banheiro, corredores e até mesmo as salas de estar e jantar. Às vezes, no entanto, passa-se um pouco do ponto e o ambiente começa a parecer um mausoléu.

  • Não se deve escolher o mesmo material para o piso e os revestimentos de parede; eles devem ser diferentes. As placas de mármore devem ser cobertas com uma camada de proteção especial. Caso contrário, podem rachar ou manchar por gotas de óleo, vinho, mofo ou ferrugem.

Sofás de canto

Os sofás de canto (também conhecidos como sofás em L), que podem ser encontrados em todas as lojas hoje em dia, não têm esse nome por acaso. Eles devem ser usados somente quando ocupam um canto livre. Em todos os outros casos, esse “L” acaba por ocupar um espaço desnecessário no meio da sala, o que não deixa o ambiente harmonioso.

  • Escolha sofás longos simples e, para incrementar, coloque poltronas, puffs e cadeiras com design especial. Assim, o ambiente se tornará muito mais funcional e “moderno”. Aliás, também vale notar que é um hábito ruim o de empurrar os móveis, principalmente os sofás, para a parede. Móveis grandes têm a capacidade de delimitar o espaço e, por isso, não é necessário que estejam colados à parede.

Paredes brancas simples

Paredes muito claras — branco, marfim, creme — não saem de moda há muitos anos. Os minimalistas mais extremos vivem muito bem em tais ambientes. Já pessoas que buscam conforto e praticidade não se sentem muito confortáveis em ambientes muito claros depois de certo tempo. Assim, alguns podem escolher “cobrir” os espaços vazios com quadros e pinturas, entre outros adornos. Claro, há uma questão de gosto pessoal, mas ainda assim é preciso ter muito cuidado para não exagerar e deixar o ambiente totalmente confuso.

  • Se você realmente quer uma brancura “hospitalar”, é melhor escolher antecipadamente uma obra de arte de grande porte, significativa e, provavelmente, não muito barata. Uma pintura renomada não só irá destacar a beleza do ambiente, mas também dar uma personalidade à sua casa. Se estiver com dificuldade de orçamento, foque em fotos artísticas, que são mais baratas e têm o mesmo efeito.

Interiores monocromáticos

Coisas em um só tom podem parecer muito sofisticadas. Mas isso diz mais respeito a roupas, que você pode mudar a qualquer momento. Quando o assunto é design de interior, é muito difícil viver em uma casa “de boneca” toda rosa, por exemplo. Qualquer item ou roupa que você trouxer do mundo “real” — que não seja da cor equivalente — não só se destacará do resto, como também poderá facilmente tirar a característica especial do ambiente criado.

  • Se ainda assim quiser seguir com o estilo monocromático, pense antecipadamente nos detalhes interessantes que podem ser adicionados ao ambiente quando quiser uma mudança. Veja o que exatamente fica harmonioso e o que não combina antes de seguir por esse caminho.

Cortinas muito compridas

As revistas de moda conseguiram nos convencer de que as cortinas são o item de decoração mais importante. Elas devem ser compridas, o que, de fato lhe confere um belo estilo; as janelas parecem mais elegantes e o ambiente parece ser mais espaçoso. Mas não vá longe demais! Pense na sua rotina, na poeira que terá de limpar com frequência, nas crianças pequenas que podem se enroscar ou nos animais de estimação que não terão o mesmo amor pela decoração da casa que você.

  • Quer que a cortina toque no chão? Tudo bem, mas aqui não tem muita dica. Basta se preparar para limpar a casa com maior frequência, lavar as cortinas e limpar o varão superior. Além disso, se tiver filhos ou animais, invista em ímãs para que possa prender as cortinas para cima e evitar qualquer acidente.

Vintage

Vintage, Wabi-sabi, Shabby Chic são estilos específicos aceitáveis, mas não confunda isso com tendências de moda passageiras. Ter itens históricos em casa é uma tendência antiga que vai durar por muito tempo, mas a mistura sem lógica de tendências é um capricho inútil. Certas novidades não duram muito tempo, e as coisas “especiais” que você comprou perderão a utilidade.

  • Invista em antiguidades elegantes, com personalidade e que deem uma certa individualidade. Não escolha muitas peças e evite comprar réplicas; elas normalmente não são baratas e têm uma aparência, no mínimo, duvidosa. Para que sua casa tenha um design moderno, não a sobrecarregue com raridades históricas (se não estiver buscando uma decoração “museu”). Em vez disso escolha certos itens vintage que combinem com móveis modernos, com as cores e estilo do seu ambiente.

Paredes de quadro negro

O que há de errado com essa escolha de design? Quando você olha para um quadro negro na parede, ele geralmente tem alguns desenhos legais, adesivos lindamente colocados ou ímãs bem posicionados e graciosos. Faça a si mesmo a pergunta: você será capaz de manter sua parede dessa forma dia após dia, ou depois de uma semana ela estará toda desorganizada e suja? Tenha em mente que depois não será possível simplesmente pintá-la se você se cansar do estilo.

  • Se ainda não estiver pronto para desistir da ideia, opte por uma moldura de madeira prensada somente do tamanho e no lugar mais necessário. Dessa forma, será mais fácil usar giz se quiser e a limpeza será simplificada.

Tomadas abertas

Criar moda com tomadas abertas é uma ideia fascinante. Os fios enrolados de forma especial podem dar um toque bastante contemporâneo. Você pode complementar com certos detalhes, como suportes, isoladores, itens vintage, etc. A fiação aberta também é ótima para lofts, quartos decorados em estilo futurístico, pós-moderno e muitas variações de natureza provincial.

  • Qual é o problema então? Questões de segurança! Os requisitos para ter uma fiação aberta estão em normas municipais ou mesmo convenções de condomínios e essas normas devem ser respeitadas. Não é possível criar esse design em qualquer lugar, principalmente em certas áreas da cozinha e do banheiro. É preciso ter muito cuidado para não estar perto de áreas de calor excessivo, alta humidade e onde não haja ventilação suficiente.

Letras de madeira

Não se ofenda, mas palavras ou frases esculpidas em madeira (ou qualquer outro material) são bregas e genéricas demais. É uma situação similar à de quando algumas estampas parecem ser a única tendência de moda. Esse tipo de decoração é agressivo aos olhos. Arte precisa passar alguma mensagem, mas não necessariamente tão literal assim.

  • Aqui não há nada para recomendar. Exceto voltar às formas clássicas de arte, como pinturas, fotos, esculturas, que tocam muito mais seu coração do que frases como “Comer. Rezar. Amar”.

Tons frios

Não há nada de errado com cores frias, mas vivemos em um mundo tão lindo que não precisamos ter medo de ousar com cores. Melhor deixar a depressão de lado.

  • Se você não está obcecado por preto e branco e branco e preto, desista desse esquema. Há maneiras de fazer um design limpo sem sacrificar as cores ou desenhos. A impressão de limpeza e leveza visual é criada pelo uso correto do espaço, proporções adequadas, belas texturas e mistura inteligente de formas e linhas.

Exibição dos utensílios de cozinha

Independentemente do prestígio da marca do seu aparelho, encher as bancadas com diversos utensílios domésticos é aceitável somente para interiores industriais. Colocadas em fileiras, as peças podem sobrecarregar demais as superfícies, além de criar um caos visual se não estiverem perfeitamente posicionadas. Vai parecer uma cozinha de restaurante.

  • Escolha lugares especiais para os utensílios que não use diariamente, e deixe à vista somente aqueles que usar regularmente. O conselho é também escolher aparelhos de mesma cor. Isso deixa o ambiente elegante e bem moderno.

Parede de fotos

Obrigado, Leroy Merlin (e afins), por suas molduras extremamente baratas, que dão à nossa casa o estilo da foto acima. Essa exposição desordenada distrai os olhos, ou seja, não conseguimos prestar atenção em uma coisa só e, por conseguinte, não prestamos atenção em nada. No mais, todos esses quadros são verdadeiros ímãs de poeira!

  • O ideal é escolher apenas algumas fotos especiais, ou melhor ainda, opte por fazer uma sessão de fotos profissional ou até uma recuperação de imagens antigas. Encomende molduras personalizadas que combinem com seu ambiente e estilo.

Armários abaixo do teto

A ideia de que os armários que não atingem o teto “aumentam” o espaço, é mentira. Mas essa lacuna permite perfeitamente que você junte poeira. Na cozinha é especialmente desagradável: fica pegajoso e gorduroso.

  • Se a sala for pequena e os tetos, baixos, escolha móveis no mesmo tom das paredes. Tal truque irá criar uma sensação de amplitude no espaço, além de evidenciar ainda mais o contraste na parte inferior do móvel.

Nossa equipe já anotou as dicas mais importantes. Mas ainda iremos buscar outras! Se tiver algum truque de decoração que queira adicionar à lista, escreva nos comentários. Quais as tendências que você acha que são bonitas nas fotos, mas não têm nenhuma praticidade no dia a dia?

5134
11k