Incrível
Incrível

Pais são mais atenciosos com filhas, aponta estudo

Nossos pais costumam estar entre as pessoas mais importantes do mundo. Eles cuidam dos filhos, ajudam na criação e estão cada vez mais ficando em casa, deixando de trabalhar fora. No entanto, parece que os homens dão mais atenção às filhas, e que o comportamento e o cérebro dos pais sofrem influência do gênero das crianças.

Nós, do Incrível.club, estamos prontos para te contar o que isso significa e como tal característica pode afetar o futuro da criança. Foi publicado um estudo com resultados inesperados sobre a interação entre pais e filhos, e gostaríamos que você se aprofundasse no tema conosco.

O estudo envolveu 52 homens, pais de meninos ou meninas com idades entre um e dois anos. Os pesquisadores focaram-se na forma como os pais interagiam com os filhos, submetendo o cérebro dos adultos a ressonâncias magnéticas. Eles descobriram que o gênero da criança causa efeito direto na construção do relacionamento com o genitor.

Passando mais tempo com o pai

Para começar, os pais de filhas cantam e assobiam mais com elas do que com os filhos. Já pais de meninos se envolvem mais em brincadeiras de força e “duronas”, como derrubar e cutucar. Graças a isso, os meninos tendem a ser mais populares entre seus pares.

As reações dos pais às emoções

Os pais reagem fortemente ao rosto sorridente da filha. Já os pais de meninos reagem mais às expressões faciais neutras dos pequenos. Isso pode significar que homens com filhas gostem mais de apreciar o rosto feliz da criança, em comparação com pais de garotos.

Conversando com o papai

Os pais chegam até a falar de forma diferente com as crianças. Com os meninos, usam a chamada linguagem da conquista. Já com as filhas, falam mais sobre o corpo e as emoções, usando uma linguagem analítica. Tal comunicação pode provocar nas meninas, insatisfação em relação ao próprio corpo, porém, tende a levá-las a ter maior sucesso acadêmico.

Atenção do papai

Por último, mas não menos importante, os pais são mais envolvidos e mais responsivos às filhas do que aos filhos. Eles inclusive prestam mais atenção às meninas e aos sinais de tristeza eventualmente por elas demonstrados. Isso costuma estimular nas garotas o senso de empatia, mas os garotos podem acabar se tornando adultos emocionalmente fechados.

O amor é a resposta

Como podemos ver, detalhes e atitudes aparentemente menores podem causar grande impacto na vida futura da criança. Obviamente, cada pai escolhe como irá cuidar de seus filhos, mas é sempre bom lembrar que gênero não é tudo, e que o amor é muito mais importante.

Você acredita que o gênero dos filhos influenciam na forma como eles são tratados pelos pais? Ou acha que amor e cuidado independem de a criança ser menina ou menino? Comente!

Incrível/Psicologia/Pais são mais atenciosos com filhas, aponta estudo
Compartilhar este artigo