Alessandra Negrini dá uma lição a quem pensa que apenas jovens de 20 anos podem aproveitar a vida

Alguns artistas se apoiam inteiramente na beleza para fazer sucesso. Outros investem no talento acima da média. Alessandra Negrini é um caso raro de artista que reúne beleza e talento, além do extremo carisma, para se manter relevante em sua profissão.

A atriz, que completou 51 anos, em 29 de agosto de 2021, tem comentado a sua visão em relação à idade, em comparação com a maneira da sociedade encarar o assunto. “Por que as pessoas têm que encaretar quando ficam mais velhas?”, questionou em uma entrevista.

Incrível.club relembra a carreira da atriz Alessandra Negrini, celebrando as suas conquistas e contando como é chegar aos 50 anos e se manter linda e relevante.

Alessandra já gostava de atuar desde pequena

Alessandra Vidal de Negreiros Negrini nasceu na cidade de São Paulo, em 1970, e passou a infância e a adolescência no litoral do estado, em Santos. Filha de um engenheiro e de uma pedagoga, tem um irmão mais novo, o Paulo. E uma curiosidade: Alessandra é descendente de André Vidal de Negreiros, um dos líderes da Insurreição Pernambucana.

Desde criança já brincava de circo e reunia os amigos para fazer teatrinho. Chegou a pensar em ser bailarina (que diz ter sido um fracasso) e até cantora de ópera, antes de se decidir pela atuação. Durante o intercâmbio nos Estados Unidos, aos 16 anos, atuou no musical The King and I. A jovem tomou gosto e, aos 18 anos, começou a estudar teatro em São Paulo. Foi nessa época que conseguiu o primeiro teste na Rede Globo.

A brincadeira ficou séria: a coleção de sucessos de Alessandra Negrini

Já em 1993, aos 23 anos, Alessandra conseguiu os seus primeiros papéis na TV: uma participação na série Retrato de Mulher e, em seguida, um papel na novela Olho no Olho. Mas o trabalho que realmente a alçou ao estrelato foi a minissérie Engraçadinha, de 1995. O motivo é que a produção foi muito ousada para a época, adaptada de um texto original de Nelson Rodrigues.

No ano 2000, Alessandra interpretou a personagem Isabel, na minissérie A Muralha, que quebrou os estereótipos femininos, questionando o lugar da mulher na sociedade do século XVII. Depois desse trabalho, colecionou sucessos em novelas e séries como Desejos de Mulher, Celebridade, JK, Paraíso TropicalOrgulho e Paixão.

Inclusive foi na novela Paraíso Tropical que Alessandra viveu duas de suas personagens mais memoráveis: as gêmeas Paula e Taís, uma mocinha e uma vilã. Os fãs relembram da sua atuação até hoje, em especial do sotaque que imprimiu à personagem carioca, Taís.

Alessandra afirma que pensou no sotaque para diferenciar as gêmeas: “Eu não sei se faria isso hoje. Foi uma ousadia minha! Uma ousadia... eu sou uma atriz que se permite certas ousadias. Eu estou fazendo, me vem uma intuição, eu vou e faço.”

Mas não é só na TV que Alessandra brilha. A atriz nunca abandonou os palcos e também tem amor pelo cinema. Entre longas e curtas-metragens, Alessandra já participou de 16 filmes. Suas atuações encantam e conquistam não apenas o público, mas a crítica também. Tanto que suas prateleiras exibem 11 prêmios como melhor atriz.

Passou por vários relacionamentos e teve dois filhos: Antônio Benício e Betina Negrini

Se sua vida profissional foi bem agitada, a amorosa não ficou atrás. Em 1995, começou a namorar o ator Murilo Benício, com quem contracenou na novela Meu Bem Querer. Juntos, tiveram o filho Antônio Benício, que também é ator e já contracenou com o pai. O relacionamento com o Murilo durou até 1999.

Depois dele, Alessandra chegou a namorar outros atores, como Marcos Palmeira e André Gonçalves, e mais alguns relacionamentos. Infelizmente, a maioria não durou muito. A exceção foi com o cantor Otto, de 2001 a 2008. Com ele, teve mais uma filha, em 2004, Betina Negrini. Após a separação, mudou-se para São Paulo com os filhos, então com 12 e 4 anos.

Atualmente, a atriz prefere manter seus relacionamentos longe da mídia, apesar de casualmente ser vista em eventos, acompanhada de homens famosos ou não. Betina segue os mesmos passos e se mantém longe dos paparazzi e das redes sociais. A foto acima foi exceção, como afirmou Alessandra na legenda do seu Instagram: “O dia em que ela deixou eu postar uma foto nossa”. 🧡"

Conquistou novos fãs com seus trabalhos mais recentes, principalmente no papel da bruxa Cuca

No início de 2021, ao estrelar como a bruxa Cuca, o seriado Cidade Invisível da Netflix, a Alessandra chamou a atenção da internet. Encantados com a atriz na série e nas suas redes sociais, novos fãs surgiram e não pouparam brincadeiras com a beleza de Alessandra, então com 50 anos. “Não tem um ser humano nesse universo que não fique hipnotizado por essa mulher”, brincou um admirador nos comentários, fazendo alusão aos poderes da personagem.

Além da Netflix, também continua atuante nos palcos. Ela atuou pela primeira vez em um monólogo, intitulado A Árvore, peça exibida on-line pelo Teatro Faap. Trata-se da história de uma escritora que, em decorrência de questões pessoais, transforma-se em uma árvore. Em entrevista, Alessandra afirma que passou a praticar regularmente meditação nos últimos tempos para manter seu bem-estar mental e emocional.

Aos 51 anos, continua linda, fazendo sucesso e inspirando outras mulheres

Com tantos comentários sobre a sua beleza, “apesar” da idade, Alessandra resolveu se posicionar durante sua participação em um podcast. Ela afirmou que faz tudo o que bem entender, sem se preocupar se tem idade para isso ou não. Em suas redes sociais, posta fotos de biquíni, faz dancinhas do momento, defende causas sociais e exibe fotos desfilando no Carnaval.

“Por que eu não posso ser assim? Por que as pessoas têm que encaretar quando ficam mais velhas? Acham que só jovem é feito para aproveitar a vida. Isso é burrice, não é? Mas acho que o Brasil vai começar a mudar isso”, Alessandra ponderou.

Ainda sobre o preconceito que às vezes sofre pela idade, a atriz afirmou: “É uma pressão em cima das mulheres, não há dúvida. O mundo mudou, 50 anos não é mais uma idade... é o que era antigamente os 30”.

Mas não pense que ela encara toda essa repercussão sobre sua beleza e idade como natural. No começo foi difícil, pois achava estranho se expor nas redes sociais se enaltecendo e tinha muita vergonha. Só depois de um tempo percebeu que isso é normal e até passou a enxergar um benefício nessa exposição no mundo virtual.

“Fico constrangida, confesso. Não é tão simples para mim, mas hoje me divirto mais. Vejo que as pessoas gostam, algumas me agradecem e dizem que meu Instagram dá esperança. Então, penso: ’Opa, serve para alguma coisa’”. Alessandra afirma ainda acreditar que as pessoas a admirem pelo que ela é, ou seja, pelo conjunto de suas qualidades pessoais e profissionais.

Agora que conhecemos um pouco melhor a Alessandra Negrini, impossível dizer que não a admiramos ainda mais! E você? Já sabia de algum dos fatos que mostramos? Quais outras pessoas, famosas ou não, te inspiram pelo modo como encaram a passagem do tempo e a idade? Divida suas experiências conosco nos comentários! Queremos saber quem são e como te inspiram!

Compartilhar este artigo