7 Tipos de calçados para deixar suas pernas mais alongadas (e mais 7 que não as favorecem)

Às vezes, é um pouco complicado escolher um estilo de calçado, porque existem tantas opções de tamanhos, formas e cores possíveis, que é difícil saber qual ficará melhor e com qual nos sentiremos bem. A chave é tentar descobrir qual modelo está na moda e ainda qual tipo de calçado combina mais com você para deixar sua silhueta mais esbelta. Lembre-se de que as pernas de cada mulher variam, por isso é sempre bom testar para saber qual estilo combina melhor com você.

O Incrível.club reuniu algumas dicas que podem lhe ajudar na hora de escolher seu calçado para ficar ainda mais linda.

1. Calçado simples com salto grosso

As sandálias com tiras no tornozelo não favorecem muito a silhueta, porque a tira, por mais fina que seja, dá a impressão de cortar e encurtar visualmente a perna, ainda mais se você tiver baixa estatura. Esse detalhe apenas fará com que seus tornozelos e suas panturrilhas pareçam mais largos.

Em vez disso, os saltos grossos favorecem as mulheres de pernas grossas. Para obter um melhor resultado e para que seu visual fique mais delgado, recomenda-se um salto mais grosso na base e mais fino ao longo dele, sem perder a essência do salto grosso.

2. Calçado de salto agulha

Os calçados com detalhes no formato de redes ou tranças acabam criando volumes estranhos nos pés. Seu uso não é recomendado se as suas pernas forem grossas, pois vão deixá-las mais perceptíveis, além das protuberâncias formadas por cada cavidade.

Ao contrário desse estilo, os sapatos ou sandálias de salto agulha são perfeitos, se seu desejo é parecer mais alta e com pernas mais finas. Quanto mais fino for o salto, mais atraente ficará.

3. Calçados plataforma

As correias dos calçados T-Strap formam um “T”, fazendo com que seus pés pareçam mais largos do que realmente são, ainda mais se forem cheinhos. Outro detalhe ruim é a ponta redonda, por isso é preferível procurar outra opção.

Uma alternativa boa são os calçados plataforma que se ajustem às suas pernas, proporcionem conforto e ainda garantam uma boa aparência. Opte por esses calçados se suas pernas forem grossas, assim conseguirá um resultado mais favorável, pois, se escolher um modelo mais amplo, o resultado será um pouco grosseiro.

4. Peep toes

O calçado com a ponta no formato quadrado acaba tendo um corte não muito favorável, pois é o modelo que menos afina seus pés e pernas. Esse estilo fica bem em pessoas de pernas finas e longas.

Por outro lado, os peep toes são um tipo de calçado que deixa a ponta dos pés à mostra e ainda ajudam quem tem baixa estatura a parecer mais alto e com pernas mais longas, o que os torna uma opção a ser considerada. Com eles, é possível fazer com que seu pé pareça visualmente menor do que realmente é.

5. Botas altas

As botas podem se tornar um calçado não muito favorável, pois levam o foco da visão nas panturrilhas, fazendo os tornozelos parecerem mais grossos.

Por outro lado, as botas longas são bastante favoráveis, ​​se suas panturrilhas forem grandes. O resultado será melhor ainda, se as botas tiverem um detalhe na parte de cima, assim desviará a atenção dos tornozelos grossos.

6. Sapatilhas e sandálias

O problema das sandálias romanas é serem desenhadas para chamar a atenção para a panturrilha pela quantidade de cordões que possui, ainda mais se forem de cano alto. Esse tipo de calçado não favorece as mulheres de pernas grossas, por causa dos cortes formados pelos cordões ou tiras.

As sapatilhas, ao contrário, costumam favorecer as mulheres de pernas finas e são melhores se forem usadas com uma saia curta.

7. Calçado com a mesma tonalidade das meias

Visualmente, as botas baixas farão suas pernas parecerem mais curtas, por isso é recomendável usá-las com cuidado.

Porém, um jeito de favorecer a silhueta é utilizar meias da cor do seu calçado, se o que procura é afinar a perna e optar por uma cor escura, que também ajuda a fazer isso.

O que achou desses tipos de calçados? Qual desses modelos se adapta melhor ao seu estilo? Há algum que você já usou e prefere esquecer? Deixe sua opinião nos comentários!

Compartilhar este artigo